DESMASCARANDO UM MERDA SUPREMO

Ontem, na coluna “Fala, Bárbara”, aqui desta gazeta escrota, foi feita uma postagem com o título de Hienas e o STF.

Com o seu costumeiro brilhantismo, a nossa querida colunista fubânica deu mais uma de suas certeiras cacetadas.

Quem quiser rever, é só clicar aqui .

No vídeo, Bárbara cita o livro escrito pelo ex-ministro da Justiça e ex-Consultor Geral da República Saulo Ramos, intitulado Código da Vida.

No livro é transcrito um diálogo que Saulo Ramos teve com o atual Ministro do Supremo Esgoto Federal, Celso de Mello, o tolôte mais antigo daquele antro, o decano bostífero, o babaca que se indignou com um vídeo do Messias.

Um diálogo a propósito de um voto canalha, safado, desonesto, sujo, que Celso de Mello deu numa sessão do atual Supremo  Puteiro Federal, durante o governo Sarney.

Bárbara detalha a história no seu vídeo.

O diálogo termina com Celso de Mello perguntando a Saulo Ramos: “O senhor me entendeu?

E Saulo Ramos termina o diálogo com esta frase fulminante:

– Entendi. Entendi que você é um juiz de merda.

O livro tá aqui na minha estante.  Foi publicado pela Editora Planeta em 2007.

O diálogo acima citado está contido no capítulo 85, que começa na página 168.

Ao chamar Celso de Mello de “um juiz de merda”, Saulo Ramos antecipou o que pensa a banda decente do Brasil da atual composição do órgão máximo da justiça deste país.

Uma latrina com vários juízes de merda.

Deixe uma resposta