DEU NO JORNAL

Relatório do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas (ONU), divulgado ontem, acusa o ditador Nicolás Maduro de ter cometido crimes contra a humanidade na Venezuela.

Ele é ditador há quase 8 anos.

* * *

A ONU demorou mas reconheceu que a Venezuela vive sob o comando de um ditador tirano e sanguinário.

Ufa!

Já os babacas zisquedóides daqui, gente que milita em bandos como PSOL, PT e PCdoB, não vão reconhecer nunca.

Ceguinho ideológico banânico num enxerga porra nenhuma!!!

O fela-da-puta Maduro, sanguinário ditador, sendo cumprimento por um admirador

8 pensou em “DEMOROU MUITO

  1. Segundo um expert em Venezuela a ONU deve exigir a demissão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas que não entende nada da Venezuela e poderia dar os salarios dos membros do Conselho para ele, o expert. A Venezuela tem democracia até demais!

  2. Eu concordo com o leitor fubânico Camilo.
    A Venezuela tem “Democracia até demais”. Pois a Venezuela faz parte do “Foro de São Paulo”. Coisa que o grande democrata Lula também já falou. Aliás, ele Lula e outros grandes democratas como Pepe Mújica, Alberto Fernández, Zapatero, Maduro, Dilma Rousseff, Fernando Logo, Correa, Evo Morales, dentre outros participaram há poucos dias de um encontro virtual do “Foro de São Paulo”. Vejam os vinte pontos discutidos na reunião:
    1. Após a pandemia, propõe-se desenvolver “o plano estratégico de desestabilização”. Aproveite a fragilidade econômica dos Estados. Sob a fome, organize o povo contra o sistema vigente.
    2. Gerar mobilizações massivas, como as anteriores à covid 19, que resultaram em atos de desequilíbrio, no Chile, Colômbia, Equador e resquícios de satélites na órbita dos Estados Unidos.
    3. Continuar em todos estes países a organização e formação da guarda paramilitar.
    4. Propor reformas constitucionais para facilitar a tomada do poder. Como um exemplo magnífico, eles apontam para o progresso no Chile.
    5. “Penetramos nas lutas pela igualdade de gênero e racismo”. Estamos encurralando o imperialismo e essas bandeiras, como a desmistificação das religiões, têm sido muito utilizadas pelos nossos militantes.
    6. Os setores esotéricos também devem ser promovidos e devem ser formados nos preceitos revolucionários.
    7. Controle da mídia e das redes progressivamente. Venezuela e Argentina têm os setores financeiros, para as aquisições que devemos realizar, para efeito de penetração em massa. Medidas exemplares para comunicadores que atacam a revolução. Ações contra “tweeters”.
    8. A agenda progressista deve promover o aborto gratuito e o uso de drogas como parte do desenvolvimento da personalidade.
    9. Promover a teoria da relatividade dos valores: “tudo o que favorece a revolução é bom”.
    10. Crie projetos de símbolos nacionais. Converter casos de crimes policiais em uma bandeira popular.
    11. Intensificar as campanhas de “culto ao líder” em cada um dos países.
    12. Reforma da educação, com foco na doutrinação da luta de classes.
    13. Crie células de controle do cidadão com autoridade localizada. Vínculos de apoio popular. Mobilizações e tomadas planejadas. Venezuela e Cuba oferecerão treinamento e educação para essas tarefas.
    14. Destruição de todos os partidos políticos não comprometidos com nossos postulados.
    15. Georreferenciamento e definição de perfis de empreendedores. Muitos já estão colaborando ou suas empresas começarão a ser destruídas e passarão para o poder do povo.
    16. Semear instituições infiltradas de esquerda em todas as instituições e promover estruturas paralelas às entidades do Estado.
    17. Criar mecanismos de rastreabilidade de dinheiro por meio da tecnologia. Controle de bancos, moedas e rastreamento de capital não relacionado à revolução.
    18. Invasões em massa. Distribuição de propriedades.
    19. Empobrecer a sociedade para manter o controle social.
    20. Ênfase especial na penetração das redes sociais.

Deixe uma resposta