DEU NO JORNAL

A jornalista Mônica Bérgamo, Folha de São Paulo, usou seu Twitter ontem para pedir censura de um colega, no caso o jornalista Oswaldo Eustáquio.

Oswaldo Eustáquio foi parceiro do UOL, portal da Folha, onde trabalha Mônica.

Ela está furiosa por que o STF cassou os registros do jornalista nas redes sociais, mas ele continua publicando seus comentários e entrevistas, inclusive denúncias.

No Twitter, Mônica Bérgamo escreveu:

* * *

A bovina zisquerdelha apelou pra instância certa: o STF.

Falou em acabar com liberdade de imprensa e de opinião, o lugar certo pra se recorrer é àquela porra mesmo.

A luleira da cara lisa tá puta porque o colega continua “a mil no Twitter”, exercendo seu direito de opinar.

Esta é a ideia de “liberdade de imprensa” dessa canalhada jornalisteira que passa o dia peidando nas cadeiras das redações e cagando bosta fedorenta nos teclados dos computadores.

É este o conceito de democracia da grande mídia extremista.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

4 pensou em “DEMOCRACIA MONICAL FOLHETÍFERA

  1. É inacreditável o conceito de democracia desta classe jornalística.

    “- Onde está o STF que deixa este cara exercer sua liberdade de expressão?” diz a Mônica.

    Aqui no JBF o Jornalista Carlos Brickmann publicou uma coluna com o título “Cala a boca há de morrer”, como um contraponto à frase da Ministra STF Carmem Lúcia: “Cala a boca já morreu”.

    Lá pelas tantas o Sr. Carlos Coloca: “Não é questão de discutir se os censurados merecem ser censurados….Ah, mas são antidemocráticos. Alguns, efetivamente, são. Mas ser contra a democracia não é proibido….”.

    Este Jornalista disse de forma oblíqua que eu sou analfabeto em seus contra argumentos aos meus comentários à sua coluna. Eu interpretei no que foi dito nas linhas acima que algumas pessoas são anti democráticas e mereceriam ser censurados, porém a democracia não permite isso. Falava da Blogueira Sara Winter, porém sua fala se encaixa também ao jornalista Eustáquio.

    Vamos ser claros. Não foi comprovada nenhuma ilegalidade contra nenhuma das pessoas (não cabe adjetivá-las como bolsonaristas) com pensamento de direita que tiveram seus direitos fundamentais vilipendiados pelo Ministro Moraes do STF em seu esdrúxulo e inconstitucional processo de “fake news” onde o mesmo Ministro é vítima (suposta), investigador, acusador e juiz.

  2. A esquerda e seus conceitos de democracia:
    Se ganham a eleição, viva a democracia!!…se perdem, foi golpe!!
    Jornalista de esquerda desejando a morte do presidente, é liberdade de expressão!…
    Jornalista de direita que expõe a hipocrisia esquerdista, o afã esquerdopata em defender tudo o quê há de pior, de ditaduras genocidas ao supositório de ozônio…fascista, taxista, machista, eletricista!!
    Vá as redes sociais e tente debater com um retardado esquerdista e veja!!
    Por isso querem calar as redes. Não suportam verdades. Sabem que o discursinho calhorda não cola mais!
    Vivem acusando o “eles” (nós) das piores barbaridades, cinco minutos depois são desmascarados…
    Não suportam, assim como Marilena Chauí não suporta a classe média, que a maioria dos habitantes de banânia são conservadores e não vivem na “bolha”!!
    São patéticos e não aprendem com suas “patetices”…
    Desde o segundo dia de governo do “Bozo” (eles adoram) estão a mentir fatos, distorcer a verdade, espancar números (despiorar, lembram??), no entanto a aprovação/popularidade do Biroliro mantêm-se no viés de alta…
    Agora contam com o paspalho de cabelo colorido para voltar ao protagonismo eleitoral. Quem já teve Brizola, Lula e que tais, recorrer a um youtuber patético ,mas quê, com o aval de cavalgaduras com Mônica Bergamo, posa de erudito, junto com próceres da política bananeira!
    São ou não patéticos??

Deixe uma resposta