DEFENDENDO O EXTERMÍNIO DE CRIANÇAS

O deputado federal Davi Miranda (PSOL-RJ) classificou como “verborragia racista” as críticas de Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, a um ritual indígena que enterra crianças vivas.

Em diversas ocasiões nas últimas semanas, a ministra chamou a atenção para a prática do ritual e manifestou a intenção de mobilizar autoridades para intervir na situação.

No dia 2 de novembro, Damares foi visitar uma das vítimas.

“Estou indo agora me encontrar com Analu, uma menina indígenas que foi enterrada viva pela bisavó, ficou sete horas enterrada e foi resgatada pela Polícia
Militar do estado do Mato Grosso”, contou a ministra.

Comentando o assunto, Davi Miranda disse que “Damares não pode ser levada a sério, não se pode dar crédito ao que fala” e que “é lamentável que uma ministra insista nessa verborragia racista e fundamentalista contra os povos indígenas”.

* * *

Atenção gente: é notícia séria.

Não é feiquiniu.

O baitola zisquerdóide Davi Miranda, “marido” do xibungo Verdevaldo, REALMENTE disse isto.

Ele apoia a matança de crianças em “respeito aos povos indígenas”.

E também é verdadeiro que outros deputados, como a petralha Maria do Rosário, apoiaram o que este canalha falou.

Quando a gente pensa que as zisquerdas banânicas já chegaram ao extremo, elas sempre arranjam um jeito de ultrapassar o limite.

E tem um detalhe que nunca é demais ressaltar: este porra exerce hoje um mandato de deputado federal porque teve gente idiota e descerebrada que votou nele.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Davi e Verdevaldo: a incrível parelha de frangos banânicos 

1 pensou em “DEFENDENDO O EXTERMÍNIO DE CRIANÇAS

  1. O Davi é um analfabeto funcional que está procurando o sujeito da frase do Allan dos Santos (terça livre) até hoje.

    Não tem a menor noção de nada.

    Já a Maria da Novena, esta é uma desmiolada, muito mais doida que o Adélio; só que é deputada enquanto o Adélio está preso.

    Quanto ao fato de eles apoiarem a prática indígena de enterrar crianças vivas, isso até eu diria que para eles é pouco diante do fato de que defendem que se mate crianças no útero da mãe até o último dia de gestação.

    Ao menos nisso eles são coerentes.

Deixe uma resposta