RODRIGO CONSTANTINO

Como os tucanos estão vendo a situação no país? Acho que o comentário do economista Ricardo Amorim, do Manhattan Connection, resume bem esse ponto de vista: “Como um autocrata destrói uma democracia? 1. Racha o país em nós contra eles, 2. Fragiliza todas instituições, 3. Descredibiliza processo eleitoral, 4. Convence apoiadores de que é perseguido por suas virtudes e de que eles são maioria, 5. Se perder as eleições, adeus democracia”.

É um ponto de vista, sem dúvida, mas o vejo como bem equivocado. Como um típico conservador está vendo o mesmo cenário: o presidente foi eleito, mas não consegue governar direito; o STF age como partido de oposição, perseguindo bolsonaristas; o establishment tem feito de tudo para derruba-lo, com o apoio da imprensa, enquanto soltou Lula e o tornou elegível; a própria democracia corre perigo, não por conta de Bolsonaro, mas de seus adversários; resta a ele apenas demonstrar o enorme apoio popular, para deixar claro o alto custo de um golpe escancarado contra a direita.

Veremos a quantidade de apoio no dia 7 de setembro. As manifestações precisam ser um sucesso de público para reforçar o discurso de Bolsonaro e tentar forçar os ministros do Supremo de volta para dentro do seu quadrado constitucional. Mas se trata de uma jogada arriscada, sem dúvida. Primeiro, pela possibilidade, ainda que remota, de Bolsonaro não conseguir tanta adesão. Segundo, pelo risco de degringolar em direção ao caos e violência.

E a esquerda não é boba, sabe disso. O próprio José Dirceu escreveu coluna convocando militância para sair às ruas no mesmo dia sob o pretexto de “impedir vandalismo e violência”. Piada, já que os atos da direita patriota costumam ser pacíficos, enquanto as manifestações da própria esquerda é que sempre descambam para quebra-quebra. Dirceu também fez uma análise numa entrevista da possibilidade de um efeito bumerangue das manifestações contra Bolsonaro, caso haja confusão.

Aliás, um parêntese: generalizar é ruim, mas relativizar é ainda pior. Afirmar que “há minorias violentas em manifestações tanto da esquerda como da direita” é fechar os olhos para o FATO de que, na esquerda, ato violento é a REGRA. Ou seja, TEM MÉTODO ali, os comunistas acreditam que só atos violentos chamam a atenção e pensam que seus “nobres fins” justificam quaisquer meios. Patriotas vão com famílias, verde e amarelo e paz. Assim tem sido.

Ou seja, a esquerda radical parece claramente desejar a confusão. Ela conta com isso para fazer do limão uma limonada, para reverter uma manifestação enorme em algo negativo para o presidente. E quando a esquerda quer uma coisa, ela tende a causa-la. Trocando em miúdos, os capangas de Dirceu pretendem produzir o caos, que é a única coisa que comunistas sabem fazer, na verdade.

Aí que mora o perigo. Diante disso, todo cuidado é pouco. Os patriotas precisam manter a calma, mostrar união, resistir às provocações e não cair na tentação de reagir. A polícia estará lá para isso, e já teve gente com a ideia de todos se sentarem no chão caso alguém inicie algum vandalismo, para deixar bem visível quem é o autor do crime. Para atender aos interesses nacionais de servir contra a censura suprema, as manifestações precisam ser gigantescas e pacíficas. É um desafio e tanto, sabendo-se das intenções da esquerda, que certamente vai infiltrar militantes.

Causa espanto, nesse quadro, a autorização para que ambos os lados estejam presentes. Até porque há precedentes em que a polícia pediu mudança de jogos para evitar confronto de torcidas. E, no tribalismo atual, nossa política se parece cada vez mais com o futebol, com torcidas organizadas de cada lado, de forma binária. É o tal “nós contra eles” a que Amorim se refere lá em cima, e que ele responsabiliza Bolsonaro, enquanto a direita culpa Lula e seus companheiros por esse clima.

O tribalismo não é saudável, de fato, para a política. Mas é preciso reconhecer também quando não há muita alternativa. A tal “terceira via” se mostrou um engodo até aqui, todos eles esquerdistas disfarçados de imparciais, que no fundo demonizam Bolsonaro e aliviam a barra do maior corrupto que o país já teve. O novo nome aventado é o do senador Alessandro Vieira, que culpou Bolsonaro pela morte com Covid de um ator global octogenário e vacinado. É esse o nível dos nossos “moderados”…

Se a escolha caminha mesmo para um afunilamento entre o ladrão comunista, com sua ameaça escancarada de censura, e Bolsonaro, então a postura de “isentão” dos tucanos será, na prática, um voto no PT. Lideranças tucanas, como FHC e Tasso Jereissati, já saíram do armário socialista. Parece questão de tempo até que os outros façam o mesmo. E aí estará definido o embate binário mesmo: é Lula ou Bolsonaro.

O Brasil nunca esteve tão polarizado! Policiais, ruralistas, evangélicos, tias do Zap e trabalhadores patriotas de um lado, contra comunistas, traficantes, cartel dos bancos, corruptos e globalistas autoritários do outro. Uns clamam por império das leis e respeito à Constituição, outros querem confusão e arbítrio supremo. Puxa vida, que dilema terrível…

11 pensou em “CUIDADO: A ESQUERDA QUER CONFUSÃO!

  1. Sim, a esquerda vai querer confusão, com certeza! precisaremos ter o máximo de controle pra não aceitar desafios!
    E espero que tenhamos respaldo policial pra podermos fazer nossa manifestação pacífica, como sempre fazemos!

  2. Estarei na Paulista e minha arma será meu celular (para gravar qualquer coisa estranha). É bom que todos sejam revistados. Não pretendo nem levar mochila. Haverá muitos policiais de folga e à paisana junto ao povo ordeiro. Não vou com camisa da CBF (nem sequer tenho) serve uma amarela, azul ou verde qualquer velha do armário.

    No mais é gritar por liberdade junto do povo e fazer o chão e os esquerdistas tremerem.

  3. Entenda-se por esquerda tudo que não é Bolsonaro. Até eu, um cara que nunca deu nenhum voto para qualquer representante da esquerda de verdade, que fui sempre um critico de FHC, que sou defensor incansável do liberalismo e da democracia, passei a ser de esquerda aqui na Disneylândia Bolsonarista. Tão errado quanto me chamarem de esquerdista é chamar Bolsonaro de conservador, pior ainda liberal. Bolsonaro, assim como Lulla, não é nada, os dois querem o poder pela necessidade de sobrevivência. Lulla pegou o “Bolsa Escola” do FHC e batizou de “Bolsa Família”, Bolsonaro por sua vez, trocou o nome para “Auxilio Brasil”. Esse programa compra voto continua apesar de Luiz Gonzaga ter dito, “Seu Doutor uma esmola a um pobre que é são, ou mata de vergonha ou vicia o cidadão”.
    Entre verdades – “o presidente foi eleito, mas não consegue governar direito”
    E Mentiras – “o STF age como partido de oposição, perseguindo bolsonaristas” Constantino continua cavando uma boquinha para mamar.
    O STF é tão ruim como o Governo Bolsonaro e o Legislativo, o Brasil é malgovernado pela incapacidade desses Três Poderes, não dá para culpar um só.
    O Capitão confessou que existem três caminhos para ele, prisão, morte, ou reeleição. Por que um sujeito que se diz correto admite que pode ser preso? É um ato falho ou a confissão de que participou dos crimes sob investigação? Na verdade Bolsonaro só tem dois caminhos, prisão ou reeleição, a morte é certa.

    • Para que tanto ódio no coração, C. Eduardo? Se v. viu a fala do Bolsonaro, ele disse que via 3 caminhos na sua frente: a prisão, a morte ou a vitória. Ele disse também que a opção da prisão estava fora de questão. Logo, ele não admitiu esta hipótese como real.

      V. tem alguma dúvida de que se o STF levar a cabo sua destituição da PR, ou o PT voltar ao poder, sua prisão não seria decretada imediatamente? Aliás, só não foi até agora, pois sua popularidade alta não deixa. Depois, quem iria prendê-lo? A PF? O exército? Seja realista e deixe o ódio de lado.

      A segunda hipótese, a da morte, não é aquela natural, cuja certeza todos temos, é a provocada, aquela que o Adélio, a mando dos poderosos tentou e não conseguiu.

      A hipótese da vitória virá em 2022 ou antes, dependendo do que ocorrer nos próximos dias.

      Ah, Bolsonaro, mesmo tendo vencido em 2018 e nas 5 eleições para Dep. Fed. antes disso; tem moral para falar em Fraude, pois sempre denunciou. Foi o autor de um PL que instituiu o voto impresso ao lado do eletrônico em 2015, relatado por Rodrigo Maia, que passou na Câmara por 378 votos. Foi vetado pela Dilma. O veto foi derrubado por 408 Votos na câmara. O TSE chegou a lançar o novo sistema. Depois em 2018 quando viram que a vitória dele era irreversível, Gilmar, sempre ele, declarou que tal mudança era inconstitucional.

      Portanto, Bolsonaro tem moral para falar que as urnas eletrônicas não são confiáveis.

      • Onde você leu uma palavra de ódio no que escrevi? Quem tem ódio são os que xingam, chamam de canalha, insinuam que uso nome falso, sem atentar para os fatos, baseados apenas nos seus desejos e paixões. Quer ver ódio ao vivo, ouça a mensagem do Bolsonaro as quintas-feiras. Esse espetáculo do absurdo, onde quem deveria liderar a Nação no caminho do que está escrito na bandeira, despeja sua raiva e vocabulário inculto sobre quem tem a paciência de ouvir.
        Dois erros aqui:
        “V. tem alguma dúvida de que se o STF levar a cabo sua destituição da PR, ou o PT voltar ao poder, sua prisão não seria decretada imediatamente? Aliás, só não foi até agora, pois sua popularidade alta não deixa”
        1 – Você não acredita nas Instituições nem na democracia. Mas, acredita em Bolsonaro. Incrível!
        2 – Onde você vê essa popularidade alta de Bolsonaro? Também não acredita nos institutos de pesquisa.
        A paixão domina a mente dos bolsominions, não acreditam em mais nada, apenas no Flautista de Hamelin miliciano. Petistas pensam da mesma forma.

        • Caro C. Eduardo. Expressar o ódio não é só xingar, usar palavras chulas ou de baixo calão. V. denota o ódio ao Bolsonaro ao colocar palavras na boca dele, como esta falácia de que ele confessa crime ao admitir que o querem preso.

          Coloca palavras na minha boca ao dizer que eu não creio nas instituições tampouco na democracia. Onde foi que eu disse isso? Falei e falo que há pessoas no STF que conspiram contra o PR. Isso é ser anti democrático? Não tenho o direito de achar isso ao emitirem no STF 124 decisões monocráticas ou em plenário que o impedem de governar? A decisão que o impediu de nomear um Diretor da PF foi só uma.

          Onde Bolsonaro vai, é recebido por multidões, faz motociatas que arrastaram mais de 1 milhão de motos só em SP. Se isso não é ser popular, eu não sei mais o que é ser.

          Depois, v. deprecia este espaço, que frequenta com total liberdade (é o espaço mais democrático da internet) e nos chama de gado, bolsomínions ou disneylândia. Isso diz muito mais a seu respeito que que v. pensa. O diagnóstico não é muito bom para isso.

          Mas eu te respeito e oro por você. Deus tenha misericórdia!

          • João Francisco – “Coloca palavras na minha boca ao dizer que eu não creio nas instituições tampouco na democracia. Onde foi que eu disse isso?” AQUI – “V. tem alguma dúvida de que se o STF levar a cabo sua destituição da PR, ou o PT voltar ao poder, sua prisão não seria decretada imediatamente?”
            Quando você escreve isso, está querendo dizer que o Supremo Tribunal Federal é parcial e quer prender Bolsonaro o santo homem, sem crime cometido. Não acredita que o Supremo é defensor da ordem, mas acredita que as mansões da família e toda operação de depósitos em dinheiro não esconde nenhum crime.
            João Francisco – “V. denota o ódio ao Bolsonaro ao colocar palavras na boca dele, como esta falácia de que ele confessa crime ao admitir que o querem preso”
            Usei as palavras dele, sem tirar nem por. Eu não posso ser preso, não cometi crime, essa possibilidade para mim não existe. Uma das piores coisas que fiz na vida foi votar nesse psicopata para presidente. Tenho direito de criticá-lo quanto quiser. Mentiu, não cumpriu nada do que propôs na campanha, principalmente no combate aos corruptos. Seu governo é infestado de vampiros da velha política. Não me venham com a história de que precisa dos corruptos para governar, antes de assumir o General Desmoralizado Heleno tripudiava do Centrão para quem agora obedece de forma servil.
            João Francisco – “Falei e falo que há pessoas no STF que conspiram contra o PR. Isso é ser anti democrático?”
            Não confia no Supremo, mas deve confiar em Kassio Nunes Marques que autorizou um convocado pela CPI a não comparecer. Inimaginável! Repito o que escrevi anteriormente, os Três Poderes são podres, incluindo o Executivo. Infelizmente eles devem continuar cumprindo seus papéis constitucionais. Apenas isso. Sei que existe interesse político por trás de algumas decisões do Supremo, mas existem conspirações muito mais ameaçadoras no Executivo.
            João Francisco, você confunde tudo, quem anda espalhando ódio é o seu ídolo. Incita a violência e incentiva a luta armada. Eu quero ORDEM E PROGRESSO.

            • C. Eduardo, quando eu falo que o STF age para destituir o PR legitimamente eleito com quase 58 mi de votos, são alguns dos seus membros e não a instituição.

              O TSE, um puxadinho inútil e caro do STF agora tenta julgar a chapa vencedora de 2018 com base em supostos disparos de zap que nunca ficaram provados, ao contrário, o tal Hans na CPMI das fake news disse na cada do petista boca murcha que foi o PT que fez isso.

              Isso é ou não ameaça?

              Bem, ao nos chamar de bolsomínions e outras coisas mais v. tenta nos ofender, Ao dar adjetivos ao Bolsonaro, v. escancara um ódio inexplicável.

              Eu tenho compaixão para contigo, pois entendo que tudo isso demonstra um estado patológico que merece uma terapia.

              Abraço e que Deus esteja contigo.

  4. Vou fechar a padaria e vou pra casa. Antes quero deixar uma pergunta aqui para os bolsonaristas me ajudarem:

    Qual o cargo que o General Pazuelo ocupa atualmente e quanto ganha o ex-ministro, somando o soldo de general mais o salário no governo?

    Abraço para todos e obrigado pela consideração

Deixe uma resposta