DEU NO JORNAL

Os dados foram obtidos após uma parceria inédita entre G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL, que passaram a trabalhar de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal.

* * *

Esta é a manchete principal de hoje do G1, a página da Globo.

A expressão “consórcio de veículos da imprensa” é uma novidade que me deixou encantado.

Tá arretada!!!

E vejam só o time: G1, Globo, Extra, Estadão, Folha e UOL.

Um consórcio do caralho!!!

Eu chega se mijei-me todinho de tanto se rir-se-me.

É ótimo começar o dia de bom humor.

E, pra fechar a postagem, uma matéria do Jornal da Band, emissora que não está relacionada no “consórcio” aí de cima.

2 pensou em “CONSÓRCIO JORNALISTEIRO

  1. O tal consorcio reclamava da falta de transparência do Ministério da Saúde , e para eles o que é transparência ?
    Divulgam um nº de mortos que infelizmente , pra eles , ainda não atingiu os 1500 diários, e só .
    Onde estão os dados que eles reclamavam que o ministério não publicava ?
    E como eles dizem que os dados que não eram fornecidos prejudicavam a política de enfrentamento a epidemia , o que os jornalistas tem como plano de enfrentamento ?
    Quem faz a auditoria dos dados por eles divulgados ? Ou melhor , que faz auditoria dos dados fornecidos pelas secretarias estaduais , e como exemplo falo sobre a discrepância dos dados divulgados pela prefeitura de SBC e os da secretaria de saúde do estado de SP . Nos dados da secretaria , há 2000 casos de pessoas contaminadas a mais do que divulgados pela prefeitura . Em quem devo acreditar

Deixe uma resposta