A PALAVRA DO EDITOR

Teve uns detalhes que me deixaram intrigado nas manifestações acontecidas ontem, domingo.

Olhei, vi as imagens, procurei, pesquisei, futuquei e não achei algumas coisas que são comuns e corriqueiras em outras manifestações.

Não vi ninguém cagando na rua, fumando maconha, quebrando vitrines, fudendo nos becos, mijando nas esquinas, cheirando pó, tocando fogo em pneus, atirando bombas em policiais ou incendiando ônibus.

Nem mesmo manifestantes com a cara coberta por capuz eu cheguei a ver!

E olhe que procurei foi muito.

Na verdade, o que vi mesmo foram coisas muito estranhas.

Como, por exemplo, uma multidão cantando música de Roberto Carlos, “Como é grande o meu amor por você“, em homenagem a uma autoridade federal.

E também uma montanha formada por gente, por pessoas, cantando o Hino Nacional.

Vôte!!!

* * *

Deixe uma resposta