CÍCERO TAVARES – RECIFE-PE

Caro editor Luiz Berto:

MOMENTO DE DESCONTRAÇÃO COM MUÇÃO

Impressionante a habilidade com que o humorista Mução conduz a pegadinha enrolando Dona Zilma no quadro final, apelidada de Xanha. Sem contar com a declamação antológica do poema “zélimeriano” no início do vídeo.

Simplesmente fantástica!

Imperdíveis todos os quadros nesse momento de ditadura e desmoralização da Toga Suprema, um golpe escatológico que saiu pela culatra, provocado por dois ministros Capas Pretas incompetentes e irresponsáveis, contra a Liberdade de Expressão.

Lá vem o Brasil Descendo a Ladeira
Hoje é quarta-feira
O resto é besteira
Perna fina corredeira
Vou comendo pelas beiras
Tomo uma lá na feira
Um tira gosto primeira
Relógio troca pulseira
Passo lá na costureira
Vou matando a suvaqueira
Pede a trouxa lavadeira
É folha de laranjeira
Toda guenga é rampeira
Dianteira e traseira
Toda vida é passageira
Vou lutando capoeira
E disse Moraes Moreira:
Lá vem o Brasil descendo a ladeira.

Deixe uma resposta