DEU NO JORNAL

A Polícia Federal indiciou o deputado petista Arlindo Chinaglia por corrupção e lavagem de dinheiro pelo recebimento de R$ 8,7 milhões em propinas da Odebrecht entre 2008 e 2014.

O dinheiro era parte de uma propina prometida ao parlamentar para viabilizar a contratação da empreiteira para obras nas hidrelétricas de Santo Antônio, em Rondônia, iniciada no governo Lula e inaugurada por Dilma Rousseff.

Em relatório enviado ao STF, a Polícia Federal afirma que Chinaglia recebeu parte dos 36 pagamentos feitos pela Odebrecht por meio de intermediários, em um quarto de hotel na região central de São Paulo, em 2014.

* * *

Sacanagem da Polícia Federal…

Chinaglia não saiu da linha e nada fez de anormal.

Receber propinas faz parte do Código de Aética do PT.

O ilustre parlamentar vermêio-istrelado apenas seguiu a rotina e as regras do bando comandando pelo ex-presidiário Lula.

Eu acho que a Polícia Federal não deveria ter indiciado um cidadão que apenas cumpriu  o estatuto do seu bando.

Lula e Chinaglia: uma parelha ladroatífera de alto nível banânico

Deixe uma resposta