COMENTÁRIOS SELECIONADOS

Comentário sobre a postagem AS MULTIDÕES DO SÁBADO

Beni Tavares:

Putaquipariu zé!

Desse jeito não há culhão que aguente.

Quero voltar pro passado. Para minha velha Olho D’agua.

Lá eu era amigo do Rei, o dono do Bar Caça, onde a gente enchia a cara e só pagava no final do mês, quando sobrava algum.

Não tinha jornal, não tinha TV, mas tinha uma radiola das antigas que rodava os velhos bolachões de Luiz Gonzaga, Teixeirinha e Bienvenido Granda, “El bigodon cantante”.

Tinha, também uma velha mesa de bilhar, com o pano rasgado, onde a gente carambolava entre um gole e outro de Cinzano, Roquete ou Serra Grande.

Também tinha a famosa Misturada, preferida dos cachaceiros naturalistas.

Ninguém ligava pra porra de política.

Depois de encher a cara, o destino era o puteiro de Maria Alicate, onde a gente chamegava com as quengas e pegava chato, sarna e gonorreia.

Depois ia dormir o sono dos justos. Deitava e era “peibufo”. sem insônia.

Não tinha Pib, não tinha Dólar nem político vagabundo que tirasse nosso sono.

* * *

Bienvenido Granda – Perfume de Gardenia

4 pensou em “CHATO, SARNA E GONORREIA

  1. Beni,

    Bienvenido Rosendo Granda Aguillera , “El bigodon cantante” vivia na boca de minha española mãe, que era fissurada em músicas cubanas e mexicanas, além das de España.

    Grato por me fazer recordar minha amada mãe cantando os sucessos do Bogodón.

Deixe uma resposta