DEU NO JORNAL

Em sua live nas redes sociais, ontem à noite, Jair Bolsonaro voltou a criticar a cobertura da imprensa sobre o seu governo.

O presidente prometeu divulgar os gastos com o cartão corporativo e encaminhar aos veículos de comunicação.

“Eu vou abrir o sigilo do meu cartão. Para vocês tomarem conhecimento quanto gastei de janeiro até o final de julho. Ok, imprensa? Vamos fazer uma matéria legal?”, disse Bolsonaro.

“Gostaria que a imprensa fizesse uma materiazinha com o meu gasto com cartão corporativo. Não vou falar quanto gastei, não. Está desafiada a imprensa. Vou com vocês, na boca do caixa, digito a senha e vai aparecer todo meu gasto com cartão corporativo.”

* * *

Quem quiser ouvir o que esta notícia aí de cima chama de “live“, contendo as cacetadas do presidente, é só clicar aqui.

No vídeo, que dura quase uma hora, o assunto “cartão corporativo” começa em 23:10.

Mas eu recomendo que vejam tudo, do começo até o final. Garanto que não vão se arrepender.

Agora, aqui entre nós, quando Bolsonaro convoca a imprensa pra ir com ele à boca do caixa, certamente está se referindo à chamada “grande mídia”.

Mas, se ele quiser também a presença da “escrota mídia”, o JBF estará lá pra testemunhar e noticiar o fato.

Acabei de enviar uma mensagem pro presidente sugerindo que pague a minha passagem que eu irei a Brasília testemunhar o acontecimento e contar tudo aqui neste jornal. Um jornaleco que, mais que corporativo, é mesmo muito fuxicativo.

Não precisa nem pagar a hospedagem porque eu posso ficar na casa da minha filha.

Aliás, a propósito deste assunto, o asqueroso “cartão corporativo”, eu se alembrei-me de uma matéria publicada na revista IstoÉ, em janeiro de 2018, com o instigante título de A farra acabou.

Quem quiser ler a matéria completa, é só clicar na ilustração abaixo:

E quem quiser matar as saudades, tem mais reportagens sobre o assunto.

É só clicar nos títulos abaixo para ler:

Revista Veja Seguranças e amante de Lula também gastaram com cartões corporativos

Extra Globo: Lula defende sigilo de gastos da Presidência e apóia uso de cartões corporativos

Nos tempos do emirado do PT, a farra com cartões corporativos foi tão intensa que virou até deboche.

Foi uma zona da porra.

Confiram no vídeo abaixo.

Deixe uma resposta