CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Meu prezado Berto, boa tarde!

Já fomos ajudado anteriormente por esta Gazeta escrota como você mesmo diz.

Na época falamos sobre um processo na justiça do trabalho, onde consta 8.064 funcionários do ex-Banespa.

O Santander já fez muito e ainda faz para prejudicar, nós funcionários que tivemos nossos direitos reservados até o final da vida do último funcionários vivo.

Só que estamos com esse processo há 22 anos na justiça.

Ganhamos em todas às instâncias inclusive no STF.. Só que eles não nos pagam.

O que nos aborreceu, hoje, foi saber eles pagaram 8 milhões por um propaganda para a Ana Paula Ozorio.., aproximadamente R$ 300.000,00 por “minuto”

Quantos colegas estão enfrentando as dificuldades financeiras que nosso momento exige.

Pedimos sua ajuda e divulgação dessa notícia.

Não encontramos nesses 22 anos alguém que lutasse por nós.

Muitos dos 8.064 funcionários já estão no oriente eterno.

Desculpe, meu atrevimento em pedir sua ajuda por nós.

Um forte abraço.

R. Que pedir desculpas que nada, meu caro.

Aqui você dá as ordens.

Pode usar e abusar.

Repito o que já falei quando do seu primeiro contato: este espaço democrático do Jornal da Besta Fubana está aberto para todas as lutas e reivindicações justas e corretas.

Eu e os leitores desta gazeta escrota estamos na torcida para que esta sacanagem de que vocês estão sendo vítimas tenha um ponto final.

Torcemos para que vocês, ex-funcionários do extinto Banespa, tenham sucesso na luta contra esta crueldade inominável, por parte de uma instituição que nada em lucro e dinheiro.

Aliás, tenho certeza que dentre os leitores fubânicos tem muita gente com condições, com capacidade e com disposição para ajudar vocês neste embate.

Ei, Santander, vamos parar com essa sacanagem contra os velhinhos!!!

11 pensou em “CARLOS DALBERTO ZITELLI – ARARAQUARA-SP

  1. Por essa eu não esperava… Uma frase incomodou Sancho: “Ganhamos em todas às instâncias inclusive no STF.. Só que eles não nos pagam”.

    Ecoa: Só que eles não nos pagam. Só que eles não nos pagam. Só que eles não nos pagam.

    Hoje estou mais burro do que o costume ou há ago errado na frase? A justiça em sua máxima instância manda pagar e os “caras” não pagam? Nesses casos não fica anexado a tal determinação de multa diária por não cumprimento da sentença judicial?

    Socorro!!!! Socorram minha ignorância Mairton, Goiano, Pablo Lopes e demais homens do saber jurídico fubânico. Eu ia recorrer a minha amante, a Michaela Pratt, mas tal advogada é norte-americana e não entenderia bulhufas estas coisas jabuticabais sentenciais juridicais brasileiras.

    • Nosso Brasil, meu caro Sancho, não é um País coerente. O critério usado por tantos, é o da vantagem. Se você estivesse com “fome”, quem escolheria: A gostosa da Ana Paula Arósio ou a Velhinha de Taubaté?

  2. Constantemente constatamos o que é constante constatarmos. Que constatamos constantemente o que é constatado nas constatações constantes na I N J U S T I Ç A brasileira. A Justiça nesse abençoado País só existe para quem não precisa. Ou ainda, ela só funciona ao contrário. Dá tudo para quem já tem tudo e tira tudo de quem não tem nada. Quantos casos existem para corroborar estas distorções jurídicas “ceguisticas” favoristicas aos interesses escusos e aos claros e evidentes. É só abrirmos (êpa!) os anais(ôpa!) da história “jurisprofana” dessas terras continentais onde o crime compensa. Vamos encontrar prisão (correta) para quem roubou 1kg de feijão, como também pagamento milhões de reais em precatórios (correto) em dinheiro vivo, autorizado por juiz substituto. Tudo dentro da Lei e da Ordem. “Data Venia”: “Dura Lex, Sed Lex”. Saudações Fubânicas para todos.

  3. estou para dizer que esta questão já foi paga.
    só não foi paga para quem deveria.
    para o stf ter dado ganho de causa para os honestos trabalhadores do extinto banco já é motivo de desconfiança, eles só são benevolentes com foras de lei.

  4. Difícil saber por que não recebem se já ganharam em todas as instâncias. Os advogados dos autores devem estar trabalhando nas providências necessárias e não há muito o que fazer extra-processo para que o devedor cumpra a execução da sentença. Os meios para forçar o réu a pagar, quando não há mais recurso, o processo terminou, o réu foi intimado e não paga, estão no CPC, de modo que se não houver o pagamento o juiz vai determinar a expedição de mandado e o oficial de justiça irá avaliar e penhorar bens do devedor. Como isso não aconteceu, segundo o relato, tem algo que não sabemos, só conhecendo o processo.
    Em tempo: Creio que havia uma ação rescisória proposta pelo réu; terá tido andamento? Em geral a ação rescisória não suspende a execução da sentença, mas há casos de tutela antecipada em que isso pode ocorrer, creio.
    Como estou afastado há mais de vinte anos, pode haver algo que me foge quanto ao assunto.

    • Goiano, o modesto. Vinte anos sem atuar e ainda sabe tudo e mais um pouco. Imagino que Lulinha não tem conhecimento deste seu talento.

      • A gastar fortuna com a turma do Zanin tendo gratuitamente o Goiano à disposição,prontinha a fazer por amor. Vá entender!!!!

  5. Sancho Pança, meu prezado. quando nós não conhecemos o assunto o melhor e ler e deletar o assunto. Ficar criticando outros comentários é coisa que não vai ajudar ninguém.

    • Señor Zitelli creio que “criticar comentários não existiu” em nenhum momento por parte de Sancho. Inclusive termino meu primeiro comentário solicitando aos juristas Mairton (juiz), Goiano (advogado), Pablo Lopes (advogado) aqui do JBF para socorrerem minha ignorânica jurídica (o intuito era chamar a atenção deles para a sua causa para o ajudarem, o que ocorreu com o surgimento do Goiano comentando logo abaixo).
      Sinto muitíssimo se, por sua interpretação, ficou no ar a impressão de qualquer crítica a alguém (o señor ou seus demais companheiros de causa, que lutam por seus legítimos direitos não merecem críticas, apenas apoio da comunidade fubânica).

      Afirmo aqui minha total solidariedade a sua causa, que desejo de coração chegue a bom termo, com o ressarcimento devido depois de tantos anos de luta na justiça.

      Tenha um ótimo dia.

  6. Sancho Pança. bom dia! Desculpe, mas minha intenção não foi critica-lo. É que em 22 anos vendo todos (justiça, políticos) usando todos os funcs. Só lembram de nós na época das eleições. Só para seu conhecimento, temos um outro processo com o mesmo pedido onde temos 7.500 func. + -.
    Só que o Banco em conluio com a justiça alegam que esses colegas não tem direito da mesma causa.. O que não falta e luta de todos para esses colegas receberem os seus direitos., Vai entender.
    Carlos Zitelli

Deixe uma resposta