CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Berto:

faz tempo que não recebo nenhuma mensagem da nossa Besta escrota.

Os leitores pararam de se manifestar?

Me esqueceram, porra!

Abração!!!

R. Grande (grande e pesado) Brickmann:

Esta gazeta escrota passou por uns desmantelos há algum tempo e algumas mudanças foram feitas.

Até no visual.

Depois de tudo ajeitado, algumas colunas foram retiradas, inclusive a sua. 

Será um prazer restabelecê-la.

Vamos reinaugurá-la assim que você me mandar material.

É um privilégio para este jornaleco safado receber a solicitação de um jornalista do seu porte pra voltar a se juntar ao nosso bando.

Um cabra lido em todo o Brasil e que assina a prestigiada página Chumbo Gordo.

Aqui dentro cabem todos, leves e pesados, esquerdas e direitas, doidos e normais, cegos e enxergadores.

Sugiro aos nossos leitores que conheçam um pouco de Carlos Brickmann clicando na linda carinha dele, está que está aí embaixo:

7 pensou em “CARLOS BRICKMANN – SÃO PAULO-SP

  1. Prezado Carlos BrIckiman, você fez falta nesta gazeta escrôta, mas, nada que não possa fazer falta, seja bem vindo, estamos ao seu lado. Parabéns pela volta!!!

    • Aproveito para também fazer coro: Carlos Brickiman, você faz falta nesta gazeta escrôta. Com sua chegada, que trará gordo patrocínio governamental, sobrará grana para o Berto me enviar como correpondente de guerra na Česká Republika.

  2. Brickiman, devido a reformulações no JBF ficamos orfãos das suas matérias, mas nunca deixei de acompanhá-lo no Chumbo Gordo. Você é a cara do Besta Fubana.

  3. Extraordinário jornalista Brickmann, sentimos a ausência de sua coluna nesse espaço desassombrado que é o Jornal da Besta Fubana, bem como o do seu colega de profissão, José Nêumanne Pinto.

Deixe uma resposta