DEU NO JORNAL

O presidente Bolsonaro acaba de sancionar a lei que aumenta a pena para maus-tratos de cães e gatos.

A pena que antes era de 3 meses a 1 ano de reclusão e multa, foi aumentada e agora prevê de 2 a 5 anos de reclusão, multa e a proibição do condenado de ser tutor de animais.

* * *

Até que enfim uma medida de Bolsonaro recebe o apoio das esquerdas.

A cachorrada do PT, aliviada e feliz, aplaudiu a nova lei batendo palmas com as quatro patas.

Gleisi correu prum poste e deu uma demorada mijada de satisfação.

1 pensou em “CACHORRADA LATINDO DE FELICIDADE

  1. Muito louvável. Não se deve maltratar animais.

    Mas, gostaria de saber. Quando vão modificar a lei sobre abandono de criança ou de incapaz.

    A mãe, quer dizer, não podemos chamar de mãe – independente do motivo – o monstro que larga uma criança numa lixeira, como se lixo fosse.

    A pena para essa ignomínia é de seis meses a três anos. Caso decorra lesão corporal passa para um a cinco anos.

    Se a esquerda aplaudiu é porque é da sua índole dar mais valor aos animais do que as pessoas.
    Crianças indefesas principalmente.

    Algum político conservador. Precisa apelar para sua consciência e transformar esse ato vil e desumano. Em crime hediondo.

    Nenhum ser vivo merece ser maltratado.
    Porém, um animal não pode ser mais valorizado do que um ser humano.

Deixe uma resposta