CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Ao ler o texto do colunista do JBF, “Entendendo o Câmbio”, de Marcelo Bertoluci, que sempre traz boas ideias para essa comunidade, fiz um comentário que gostaria de levar a todos os fubânicos do planeta, pelo menos. Porque o JBF tem alcance universal. Até o rover Perseverance encontrou vestígios de uma página de JBF no solo de Marte. Não é para menos, temos muitos lunáticos que acessam o JBF, por que não marcianos?

Existe muita discussão, as vezes construtivas, na maioria das vezes ofensivas apenas, sobre a qualidade do Governo Bolsonaro. Torcer não resolve, comparar com o que não presta também não ajuda, o que faz a diferença é a dura realidade dos números.

Quando Bolsonaro assumiu a presidência o Dólar valia R$ 3,87. Hoje custa R$ 5,69. Isso indica que em relação ao mundo, já que o Dólar é uma referência global, o Brasil está mais pobre.

Outra comparação inquestionável de que nosso País não é visto com bons olhos pela comunidade financeira é que um título do Tesouro Americano de 10 anos paga 1,44% ao ano, mesmo com a inflação de 2021 esperada próximo de 6%. O Governo Brasileiro emite títulos equivalentes pagando em torno de 5% ao ano (depende do vencimento) mais IPCA. IPCA + 5% ao ano!!!!! Recomendo.

Se fosse verdade o que o Ministro da Economia fala, que tem vários boeings abarrotados de Dólares para aterrissar no Brasil, a diferença de juros e relação do câmbio não seria essa.

A realidade é que tem sido mais atraente ficar nos Treasuries de 10 anos recebendo juro corrente negativo, mas com a “certeza” de que vai receber, do que aventurar num país exótico, que as regras mudam a cada momento, que não paga o que a Justiça determina e mente que nem sente. Credibilidade é tudo! E mais um pouco.

Um abraço para todos, Feliz Natal e bom 2022

2 pensou em “C EDUARDO – PATY DO ALFERES-RJ

  1. Dr. Carlos Eduardo, vc dá um ministro da economia sem comparação, desde quando títulos de país de terceiro mundo é comparado com o de primeiro? Andaste fumando algo estragado.

    • Você não está errado no seu comentário. Errado está achar que o Brasil não pode ser um país de primeiro mundo. Eu sei que existe muito mais variáveis do que o diferencial de juros, não sou burro, nem ingênuo. Mas, você que é muito sabido, bem que poderia explicar porque o Dólar valorizou 45% na gestão do Bolsonaro, se tudo está tão lindo e maravilhoso como diz o pessoal da Bolsolândia.
      Enquanto boa parte da Nação continuar pensando que não somos capazes de ser comparáveis ao mundo desenvolvido e continuar se contentando em ser melhor do que Cuba, Venezuela, Coreia do Norte e outros que são mencionados, será assim.

      Aproveita e explica por que o Bitcoin custa US$ 50.000,00. Por que o Brasil que está por construir não pode crescer a taxas chinesas? Por que as tulipas custavam milhares de dólares no Século XVI?

      Só quis dar um exemplo de como é importante a credibilidade, tem muitos outros exemplos. Num país governado por um mentiroso não existe credibilidade.

Deixe uma resposta para Luiz+Xavier+de+Lira+Filho Cancelar resposta