DEU NO JORNAL

Um oficial de promotoria do Ministério Público de São Paulo que se tornou uma oficial de promotoria requereu aposentadoria antecipada, depois de trocar de sexo — e a aposentadoria lhe foi concedida.

Segundo a legislação, funcionários do MPE podem se aposentar com proventos integrais por tempo de serviço. Para homens de, no mínimo de 60 anos, com 35 anos de contribuição. E, para mulheres, com 55 anos de idade e 30 anos de contribuição.

No presente caso, trata-se de um direito literalmente adquirido na ponta da faca.

* * *

Abriu mão da pica, cortada na ponta da faca, e aproveitou pra apertar o furico.

Botou uma tabaca no lugar da pajaraca.

E se aposentou mais cedo pra ter mais tempo de furunfar.

Brasil, meu Brasil brasileiro!!!

Deixe uma resposta