DEU NO JORNAL

Gleisi Hoffmann reuniu-se com Jilmar Tatto para discutir o futuro da chapa do PT na eleição para a prefeitura de São Paulo – Tatto patina entre os candidatos nanicos, com 6%, conforme o Ibope divulgado ontem.

Segundo O Globo, Lula, que não participou da conversa, e outros dirigentes “esperam” –  eufemismo para “pressionam” – que Tatto faça um gesto em favor do psolista Guilherme Boulos, com mais chance de ir ao segundo turno.

Escreve o jornal carioca: “O caminho defendido é que Tatto não desista formalmente de sua candidatura, até porque não é mais possível tirar o nome da urna eletrônica, mas recomende o voto no postulante do PSOL”.

* * *

Confesso a vocês que meus olhos se encheram-se de lágrimas, com pena da vergonha que Tattinho tá passando.

Já não basta ser rejeitado pelo eleitorado e estar lá no final da fila das preferências, o petêlho Tattinho ainda tem que aguentar a pajaraca que os cumpanheros do bando enfiaram no seu já arrombado furico.

O ex-presidiário Lula, proprietário do estabelecimento, quer que o bichinho passe a apoiar um candidato rival, de outro partido, o terrorista urbano Boulos.

Amante Hoffmann já transmitiu a ordem pra ele.

Francamente, chorei de pena.

Xiuf, xiuf, snif, snif…

“Cumpanhero Tatto veja, fique triste não; aproveite e tire a masca da venta pra enxugá a lágrima. Vamo apoiá Bôlo”

1 pensou em “BOTARAM NO FURICO DO CUMPANHERO

Deixe uma resposta