DEU NO JORNAL

* * *

É desse jeito mesmo que vocês leram.

Tá lá na notícia:

A vítima da tentativa de estupro, uma criança de 13 anos, é classificada como “agressora”.

Coisas dos jornalisteiros banânicos, diplomados pelo Método Paulo Freire.

6 pensou em “BANDIDOLATRIA MIDIÁTICA

  1. Isso é o que a esquerda determina.

    Nunca reagir a um estuprador, assaltante, bandido.

    Se v. reage, deve ser preso e condenado.

    Armar a população de bem? Jamais.

    Aliás uma das coisas que a esquerda mais odeia são estas palavras: “população de bem”.

  2. A “agressora” deveria ter feito o quê?
    Conversado com o “homem”????
    Um estuprador seria uma pessoa do bem?
    Impressionante a inversão de valores que predomina hoje no mundo, propagada principalmente pela mídia!
    Parece que vivemos o lado do avesso da lógica!
    Sinal dos tempos??

  3. Reparem, a menina foi taxada de agressora. Não teve direito nem a um “suspeita”. Já o agressor foi classificado como “homem” e não como “suspeito”. Essa é a mente esquerdista se manifestando em ato falho.

Deixe uma resposta para VBP Cancelar resposta