2 pensou em “BANDIDAGEM FESTEJANDO

  1. O comentário do Constantino é típico do “isentão”.

    Fala mal do Bolsonaro. Queria o governo fosse do PSDB (ou coisa parecida) e agora reclama do STF.

    O resultado de ontem refletiu o teatro das tesouras entre o PT e o PSDB. Se afastam e se juntam e não existem separadamente.

    Bolsonaro representa a ruptura. Alguns incautos podem dizer que ele fez um acordão com o STF, congresso e PGR, para manter este estado das coisas.

    Isso é hipocrisia, pois se fosse assim, não estaria sendo tão atacado como está.

    Tudo faz parte de um jogo. O Sistema é muito forte e não se pode bater de frente com ele.

    Os próximos passos estão sendo traçados. Com base nos vazamentos do Intercept há um movimento para anular o processo do Triplex e começar do zero. Também tem que atrasar os outros processos em andamento (do sítio e do instituto Lula) para não haver julgamento em 2 ª instância, pois Lula voltaria a ser ficha suja.

    Com Lula liberado e com seu direitos políticos, voltaria a fazer campanha para presidente.

    Mas como bater o Bolsonaro se este hoje tem maior popularidade que o Lula?

    Bem, aí é que entram as manifestações do estilo Chile, para parar o país até 2022.

    É esse o jogo e cabe a nós ver o que queremos e como podemos agir. Nunca o País precisou tanto de sua população de bem.

    Não dá para ser “isentão” neste momento.

  2. 31% dos brasileiros avaliam o governo como ótimo ou bom e estão chupando a decisão do STF que garantiu o cumprimento da disposição constitucional a respeito da sentença condenatória versus trânsito em julgado.

Deixe uma resposta