DEU NO JORNAL

A união de casais homossexuais recebeu a mais explícita aprovação do papa Francisco, a primeira desde que ele se tornou líder da Igreja Católica, em 2013.

O endosso foi divulgado em um documentário que estreou nesta quarta-feira (21/Out) no Festival de Cinema de Roma.

No documentário intitulado Francesco, o pontífice pede uma “lei de união civil” para os homossexuais.

* * *

A viadagem mundial está em festa com a última do Chiquinho.

Após revogar o texto bíblico que condena a baitolagem, o militante argentino foi delirantemente aplaudido por aquela parte do clero católico que pratica a frangagem.

Ontem mesmo eu li artigo de um padre vibrando com a abertura (êpa!) proporcionada pelo chefão do Vaticano.

Depois dessa, agora são os padres pedófilos que estão ansiosos pra que Chiquinho dê uma nova interpretação ao trecho bíblico Mateus 19:14 que diz “deixai vir a mim as criancinhas”.

O próximo passo do santificado portenho vai ser revogar alguns pontos dos Dez Mandamentos.

A bandidagem e os políticos banânicos estão ansiosos pra que sejam riscados das Tábuas da Lei recebidas por Moises os itens Não matarás, Não roubarás e Não cobiçarás as coisas alheias.

O ex-presidiário Lula é o mais ansioso de todos eles, desde que recebeu de viva voz essa promessa no último encontro que teve com o parceiro zisquerdista.

Nesse encontro, o multi-réu já condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, ficou sabendo que o santificado portenho vai assinar, muito em breve, um documento condenando a Lava Jato no Brasil e exigindo a revogação de todas as suas condenações.

No mesmo documento, Chiquinho vai declarar que a manutenção da corrupção no Brasil é um ponto importante na luta do proletariado contra o imperialismo capitalista.

Com a declaração de aprovação às relações xibungueiras feita esta semana, Chiquinho deixou Lula aliviado e ciente de que já pode assistir e aplaudir espetáculos de viadagem sem qualquer constrangimentos.

E com as bênçãos do Vaticano.

4 pensou em “BAITOLAGEM SANTIFICADA

  1. Caro Berto, v. se esqueceu da principal pauta progressista zisquerdista, que é a liberação total do aborto.

    Logo logo o representante de Lúcifer na terra, o Bergóglio, irá dizer que dentro da barriga da mulher grávida não há uma vida e que cabe a mulher grávida (não seria mãe ainda) decidir o destino “daquilo” que ela carrega.

    Mas da Amazônia, não tirem uma única árvore que Bergóglio (não chamo ele de Francisco, pois tem que merecer este nome) excomunga.

  2. Meu ponto de vista:

    Primeiro passo é SANTIFICAR a BAITOLAGEM;
    Segundo passo SANTIFICAR a PEDOFILIA evitando processos e mais processos de milhões de dólares mundo afora.

    Esse é o nosso Tapa Chiquinho Argentino . . .

  3. Não sou católico, mas acompanhei com interesse o pontificado de João Paulo ll, este sim um grande líder, cuja influência extrapolou em muito os limites da igreja.

    Quando comparado ao polonês, Bergoglio fica ainda menor e irrelevante. Não menciono Bento XVI, pois o curto pontificado do alemão não permite comparações.

    Como disse não sou católico e não me importo com o pensamento doutrinário do argentino, mas lamento a ausência de líder mundial relevante como foi JP ll.

  4. Sancho é católico e sempre que seu caminhão passa por Aparecida, quando cruza a Dutra, dou uma paradinha para agradecer à padroeira. Quanto ao argentino só posso dizer que não me representa e seu papado é lamentável sob todos os aspectos que julgo relevantes a um líder religioso.

Deixe uma resposta