ALEXANDRE GARCIA

Visitantes do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, terão de apresentar carteira de vacinação com as duas doses completas contra a Covid-19 para poderem entrar no ponto turístico

Um aviso para quem pretende passear no Rio de Janeiro: um decreto municipal proíbe a entrada no Maracanã, Pão de Açúcar e Corcovado, além de cinemas, academias e museus para quem não tiver a vacina completa contra a Covid-19.

Três deputados federais do PSL já entraram no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, mostrando a inconstitucionalidade dessa medida. Pedindo habeas corpus para as pessoas, ou seja, que elas tenham o seu direito de locomoção garantido tal como está previsto na alínea 15 do artigo 5º da Constituição, que é cláusula pétrea, dos direitos e garantias fundamentais do indivíduo. É o direito de livre locomoção em todo o território nacional em tempo de paz. Sem ressalvas, sem dizer “mas” ou “se”. O prefeito não tem esse poder de mudar a Constituição.

Em caso de shows, a exigência vai ser maior. Será exigido também aquele exame de antígeno que detecta se a pessoa está com Covid-19 ou não. E só será válido se tiver sido feito 48 horas antes do show. Além do certificado de vacina, que também será exigido.

Agora, é interessante que em ônibus, metrô, restaurante e bar parece que não se pega a doença. Por que esses locais não estão lá no decreto. O ministro da Saúde chegou ao Rio de Janeiro dizendo que esse decreto é “descabido”.

* * *

Caminhoneiros

Uma grande notícia para 208 mil caminhoneiros e 13 mil empresas de transporte e logística do Rio Grande do Sul: entrou em vigor o Documento de Transporte Eletrônico (DT-e), que vai dispensar aquele monte de papel que o motorista é obrigado a carregar na cabine e mostrar em cada fiscalização. Até no porto na hora do desembarque.

Muitas vezes tendo que usar até motoboy para levar e trazer essa papelada. É licença ambiental, é licença sanitária, é comprovante da carga, é o registro, o destino, a origem, o imposto, o valor…

Eu tenho a impressão de que muitas árvores serão poupadas com esse documento digital e muito tempo do caminhoneiro também. Os próprios portos e terminais logísticos vão funcionar melhor.

O Rio Grande do Sul é o primeiro estado a adotar o DT-e e por que isso? Porque em julho o Congresso Nacional converteu em lei a medida provisória do governo que criou esse documento digital. Agora, espera-se que isso se espalhe pelo país.

* * *

Recado ao Supremo

Está uma discussão aí sobre o manifesto da Fiesp e da Febraban, e que o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal estão saindo da Febraban, porque acham que o manifesto é político e anti-Bolsonaro.

Eu não achei. Eu acho que é anti-Supremo. Porque o manifesto diz assim: “é primordial que todos os ocupantes de cargos relevantes da República sigam o que a Constituição nos impõe”. Eu acho que é um claro recado para o Supremo.

3 pensou em “ATAQUE AO DIREITO DE IR E VIR

  1. Verdade o que disse o brilhante Alexandre Garcia. Quer dizer que nos ônibus, metro, taxi e restaurantes não se pega a doença? Sinto pena do Rio de Janeiro, Estado maravilhoso, povo maravilhoso, mas uns governantes lixo. Canalhas, ladrões projetos de ditadores. Esse Estado e cidade já estão fora de meus roteiros turísticos. Não vou provar para vagabundo nenhum se tomei ou não uma vacina que ainda está em caráter experimental. Não somos ratos de laboratório seu lixo de prefeito metido a ditador.

  2. Grande notícia para os irmãos caminhoneiro de todo o Brasil, pois o RS é apenas o pontapé inicial e em breve o Documento de Transporte Eletrônico (DT-e) estará em vigor em todo o BRASIL. Valeu, Bolsonaro!!!!!!!!

    Recorro à belíssima Keila Miranda:

    Irmão Caminhoneiro

    No negro asfalto pensando no alto
    Lá vai meu irmão
    É o caminhoneiro herói brasileiro
    No seu caminhão

    Com a carga pesada na imensidão da estrada
    Ele vai feliz
    Firme no volante, sempre vigilante
    Como a biblia diz
    No peito a saudade da família amada

    Que ficou pra trás
    Mantendo a distância, guardando a esperança
    De logo chegar… (…)

    • Dia 7, já sabe, né? Brasil na rua nas principais vias de cada cidade, pois é pela liberdade que lutamos.

      Roncam os motores e soa a buzina foooooooooom foooooooooooom.

      Deus, Família, Pátria.

Deixe uma resposta