ADONIS OLIVEIRA - LÍNGUA FERINA

Olho pra vossa excelência
E me dá até gastura.
Porque não tem compostura,
Nem respeito, nem decência.
Verdadeira excrescência,
Não cumpre o que é prometido,
Volta e meia anda metido
Em tudo que é obscuro
Por isso estou bem seguro:
Vossa Excelência é bandido!

Vossa excelência devia
Ter cuidado com o que diz,
Pra não ser tão infeliz
Nas coisas que pronuncia.
Quem tem a vossa mania
De roubar essa nação,
Não tem qualquer condição
De me chamar de bandido,
Pois é fato conhecido,
Vossa Excelência é ladrão!

Vossa excelência não tente
Por em mim o seu defeito,
Pois já conheço o seu jeito
Quando rouba e quando mente.
É ladrão reincidente,
Tirando de quem trabalha
Pra dividir com a gentalha
Que compõe sua quadrilha:
O filho, o genro e a filha,
Vossa excelência é canalha!

É melhor deixar em paz
Minha família decente,
Porque nela não tem gente
Que faça o que a sua faz.
Vivem por aqui, atrás
De pegar um descuidado.
É mãe, é filho, é cunhado,
Um bando de vigaristas.
E o chefe desses golpistas,
Vossa excelência, um safado!

Vossa excelência extrapola
Toda minha paciência,
Mas assim vossa excelência,
Se compromete e se enrola.
Vou lhe pegar pela gola,
E jogar dentro do esgoto,
Fedorento, sujo e roto.
E será bem merecido,
Pois, além de ser bandido,
Vossa excelência é um escroto!

Não pense, vossa excelência,
Que me assusta ou me faz medo.
Levantando esse seu dedo,
Prometendo violência!
Conheço toda a sequência
Dessa sua encenação.
Quer bancar o valentão
Mas apanha da mulher
Digo aqui o que eu quiser:
Vossa excelência é um cagão!

Cabra safado, ladrão,
Sujeito de má conduta!
Sua mãe é prostituta,
O seu pai é cafetão!
Não vou lhe meter a mão
Porque sei que você gosta.
No lugar onde se encosta
Fica uma mancha fedendo,
Que todos fiquem sabendo:
Vossa excelência é um bosta!

Li há muito tempo e não anotei o nome do brilhante poeta. Continua cada dia mais atual.

Segue como prova de muito amor e carinho. Do povo brasileiro, para Toffolli, Alcolumbre e Maia.

P.S. Extensivo a toda nossa briosa classe política brasileira. Gente da laia de Renan, Humberto Costa, Lula, Dilma, Aécio, Sarney, Lobão, Gleise, Pezão, José Guimarães (Capitão Cueca), Paulo Pimenta, José Dirceu e seu nefasto pimpolho (Zeca Dirceu), e toda uma imensa multidão de facínoras dos mais variados calibres.

5 pensou em “ÀS “VOSSAS EXCELÊNCIAS”

  1. Caro Maurício,
    Obrigadão pela dica.
    Fui atrás e…para minha surpresa, este duelo de repentistas se dá no filme de curta metragem chamado “Diz a lenda”.
    Sabe quem é o autor? Nosso querido fubânico, Marcos Mairton.
    Tinha que ser dele uma coisa genial dessas. Só faz confirmar a admiração que possuímos por ele.

Deixe uma resposta