ALTAMIR PINHEIRO - SEGUNDA SEM LEI

O médico argentino Ernesto Che Guevara de La Serna que matava gente como se sangra porco ou bode no alto sertão de Pernambuco, certa vez soltou essa prosa para o mundo inteiro: “Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros”… Só que, essa frase tinha uma conotação política e o jovem Che Guevara que no campo do estado democrático de direito pensava igualzinho ao hoje fantoche ou dublê de presidente do Brasil, o Bunda Suja Boca Porca Bolsonaro, pois não é à toa que Guevara “PRESERVAVA(?)” tanto a democracia que se considerava um ser humano três em um, ou seja: ele era soldado, juiz e carrasco ao mesmo tempo. Traduzindo: ele prendia, julgava e fuzilava…

Pois bem!!! Deixando as INJUSTIÇAS ideológicas de lado e partindo para os ’finalmente’ da parcialidade ou arrumadinho na arte do cinema, há muito que se sabe que as premiações desses 92 anos do PRÊMIO OSCAR, nunca conseguem agradar a todos. Isto é fato e notório em todos os anos que acontece a tal cerimônia festiva. Na verdade, a maior premiação do cinema mundial também costuma desagradar um ou outro – até mesmo a maioria, em alguns casos. Por isso, resolvemos listar, em pequena escala ou resumidamente as que seriam as maiores injustiças cometidas pela Academia em boa parte dos filmes, diretores e atores. SENÃO VEJAMOS:

Filmes de comédias nunca tiveram boa aceitação nas votações glamourizadas de Hollywood e seus protagonizadores, de um modo geral, sempre foram “escanteados” como se veem nos casos de Jerry Lewis, Charlie Chaplin, O Gordo e o Magro: o inglês Stan Laurel e o americano Oliver Hardy, os 3 patetas, Os Irmãos Marx e tantos outros do mundo dos filmes cômicos e divertidos. De uma das poucas comédias a vencerem o Oscar de melhor filme foi A Volta ao Mundo em 80 Dias (1956). Uma das atitudes mais contraditórias da Academia, que na premiação, em 1957, deixou de fora o belíssimo ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE, estrelado por Elizabeth Taylor e James Dean (o último filme da carreira do astro que inventou a moda do blusão de couro com golas levantadas. Dean morreu em um acidente automobilístico com apenas 24 anos de idade).

Páreo duro aconteceu na entrega do Oscar do ano de 1966: A Noviça Rebelde consolidou mais uma vez a preferência da Academia em relação aos musicais. O filme não é ruim, mas fica longe da qualidade narrativa do romance político Doutor Jivago (Doctor Jivago); já em 1972, o brilhante Laranja Mecânica foi indicado a quatro prêmios no Oscar, mas não levou nenhum deles. Perdendo, inclusive, a estatueta de melhor filme para Operação França. Certamente um dos maiores erros da Academia; no que diz respeito ao ano de 1986, a crítica cinematográfica bufou, xingou e caiu de pau na Academia por ter premiado Entre Dois Amores, filme estrelado por Meryl Streep e Robert Redford. O romance ambientado na África desbancou A Cor Púrpura, de Steven Spielberg, que teve 11 indicações e voltou pra casa sem nenhuma estatueta.

Nos idos de 1995, os filmes que competiam pelo principal prêmio da noite eram todos qualificados. Quem levou a estatueta foi O Contador de Histórias, até porque o longa-metragem é o típico filme americano. Mas poderiam muito bem ter vencido Tempo de Violência (Pulp Fiction), de Quentin Tarantino, com John Travolta e Bruce Willis, ou Um Sonho de Liberdade de Frank Darabont, com o negão Morgan Freeman, o melhor filme de todos os tempos segundo o ranking dos internautas no site americano muito conceituado (nesse mesmo site o filme faroeste Três Homens em Conflito ocupa a 9ª. posição do melhor filme de todos os tempos).

Para muitos cinéfilos, o Oscar de melhor ator costuma ser o prêmio mais justo. Somente em duas ocasiões o prêmio deixou certo rancor nos aficionados da telona. A primeira foi em 2009, quando Sean Penn venceu o prêmio por Milk – A Voz da Igualdade, ao invés de Mickey Rourke em O Lutador, no papel que fez o ex-galã de 9 1/2 Semanas de Amor voltar à Hollywood com uma atuação minimalista em um dos filmes mais emocionantes deste século. A segunda vez foi em 2014, quando Matthew McConaughey conquistou a estatueta por Clube de Compras Dallas, deixando mais uma vez Leonardo DiCaprio a comer poeira. Mundialmente famoso após interpretar Jack no filme Titanic (1997), DiCaprio possui cinco indicações ao prêmio de Melhor Ator do Oscar, mas conquistou apenas uma estatueta: em 2016 com o longa O Regresso.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas também gosta de pregar suas peças em diretores famosos. Não é à toa que, Alfred Hitchcok nunca ganhou um Oscar. Foi indicado em cinco oportunidades: Rebecca – A Mulher Inesquecível (1940), Um Barco e Nove Destinos (1944), Quando Fala o Coração (1945), Janela Indiscreta (1954) e Psicose (1960). Stanley Kubrick também nunca levou um Oscar. Foi indicado em 4 oportunidades, inclusive no filme Laranja Mecânica em 1972. Martin Scorsese só recebeu o prêmio de direção em 2007 com Os Infiltrados. O maior crime foi perder a disputa em 1991, por Os Bons Companheiros, quando Kevin Costner desbancou Scorsese no prêmio de direção por Dança Com Lobos. Com uma extensa filmografia na qual se incluem obras como “Taxi driver (1976), “Touro indomável” (1980), recente mente O Irlandês (2019) com Robert De Niro e Al Pacino e “Os infiltrados” — que finalmente lhe deu o Oscar em 2007—, documentários e séries para a TV, o consagrado diretor, roteirista e produtor Martin Scorsese já foi nomeado 9 vezes na premiação, pois é o diretor vivo mais indicado ao Oscar. O curioso nesse mundo fantástico de Hollywood é que, Charles Chaplin nunca foi indicado ao Oscar de melhor direção. E pasmem!!! John Ford, o maior diretor de filmes faroestes de todos os tempos, já foi contemplado 4 vezes com a estatueta dourada e nenhuma delas foi com filmes de cowboy ou bang bang.

Em 2010, na 82ª edição do Oscar, Bastardos Inglórios e Altas Aventuras eram, disparados, os melhores filmes indicados ao Oscar. Infelizmente, a Academia ainda não estava pronta para premiar uma animação ou um trabalho de Quentin Tarantino como o melhor do ano. Na ocasião, o prêmio foi para o superestimado Guerra ao Terror, que também rendeu à Kathryn Bigelow o prêmio de MELHOR DIREÇÃO, sendo a primeira mulher a ganhar a estatueta na história da premiação. E por falar em mulher, FERNANDA MONTENEGRO foi a única brasileira a ser indicada à categoria na História pelo filme Central do Brasil (1999). Infelizmente, ela foi “GARFADA” e o troféu ficou para a sem sal Gwyneth Paltrow por Shakespeare Apaixonado. E o que dizer do filme O Resgate do Soldado Ryan perder para esse mesmo Shakespeare Apaixonado…

30 pensou em “AS MAIORES INJUSTIÇAS COMETIDAS PELA ACADEMIA DE HOLLYWOOD NA ENTREGA DO PRÊMIO OSCAR

  1. Neste 06 de julho, os cinéfilos do mundo inteiro, principalmente os amantes dos filmes faroestes, amanheceram tristes e enlutados, os jornais ao redor do planeta estão anunciando a morte do maestro italiano Ennio Morricone que estava com 91 anos de idade. Esta fera compôs as trilhas de filmes como ‘O Bom, o Mau e o Feio’ ou Três Homens em Conflito e Era Uma Vez no Oeste. Chegou a ganhar dois Oscars e vários outros prêmios, incluindo Globos de Ouro, Grammys e BAFTAs. Ele quebrou o fêmur há alguns dias e morreu em uma clínica em Roma. Seu último Oscar foi em 2016, melhor trilha sonora original de “Os Oito Odiosos”, do diretor Quentin Tarantino.

    P.S1.: – O grande maestro Ennio Morricone compôs uma enormidade de canções para o cinema e televisão, mas foi sua amizade com o diretor italiano Sergio Leone que lhe trouxe fama, com partituras para Spaghetti Westerns estrelado por Clint Eastwood nos anos 60.

    P.S2.: – Inúmeras personalidades da política e do mundo das artes lamentaram a perda de um dos maiores compositores italianos da história, entre tantos destacam-se o presidente da Itália, Sergio Mattarella; o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte; o diretor musical da Orquestra Sinfônica de Chicago, Riccardo Muti e a cantora e atriz italiana Rita Pavone.

    • Usar o Oscar para falar mal do Bolsonaro é ridículo, se quer falar dele seja mais corajoso e fale não fique vendendo colunas com o título de um assunto para falar outra coisa.
      Hoje em dia qualquer um que quer 5 segundos de fama basta falar mal do Bolsonaro, até um padre descobriu isto para aparecer na mídia. Pessoal que por suas realizações não seriam nada estão ganhando microfone.

  2. Altamir, muito interessante a abordagem e eu concordo com você no que diz respeito a Fernanda Montenegro. O desempenho de Gwyneth Paltrwo não merecia o Oscar. Com aquilo ficou a impressão de trabalho de bastidores no interesse da indústria cinematográfica.
    Desde que li Afundação Roberto Marinho fico desconfiado com essas premiações. Permita-me:
    Nos anos 1980 a Globo promoveu o Festival dos Festivais. Boni, o VPO mais poderoso da face da terra, estava reunido com algumas pessoas antes do anunciou do vencedor. Mostraram pra eles o resultado e , salvo engano a vencedora seria Mira ira. Boni pegou o papel e disse “esse júri não entende merda nenhuma”. Foi até a sala onde eles estavam e quando o resultado foi anunciado, Escrito nas estrelas, de Tetê Espíndola, foi declarada vencedora.

  3. Altamir, na semana que passou fui premiado e vi mais uma vez um filme que gosto muito: O profissional! Filmaço!

  4. OLIVEIRA,

    Pessoalmente, eu não gosto muito de filme policial, mas este é um baita filme. Os entendidos costumam dizer que O Profissional é um filme triste, é engraçado, sensual, violento, dramático e com boas doses de ação. òtimo gosto o seu, meu prezado!!!

  5. Se houvesse seriedade na entrega do Oscar, FERNANDA MONTENEGRO não seria preterida como vencedora do Oscar de melhor atriz por sua magistral atuação em CENTRAL DO BRASIL (1999), sob a direção do competente cineasta Waltinho Salles que, aliás, há muito está nos devendo outro filme a altura da sua capacidade como diretor.

    Mas foi a própria Fernanda Montenegro que definiu o Oscar muito bem, com aquela sua lucidez de ATRIZ: “Só a indicação já é o suficiente para ficar satisfeita. Quanto a ganhar o Oscar, é irrelevante por ser uma indicação industrial.”

    A Academia de Hollywood, como mencionou o cinéfilo Altamir Pinheiro, sempre vai ser injusta com os melhores filmes, melhores diretores, melhor diretor de fotografia, melhor fotografia, melhor roteiro original ou adaptado, melhor ator, melhor atriz, e por aí vai! Foi exatamente por cometer tanta injustiça contra quem merecia ganhar o Oscar nesses tempos onde a tecnologia avacalhou a Sétima Arte que a entrega do Oscar perdeu o glamour há muito.

  6. Esse TAVARES também sabe tudo de cinema. Adoro os palpites dele em razão de ser contudente e vai direto ao assunto!!!

  7. ultima vez que acesso a porra da sua coluna, agora entendo esse bonezinho Che guevara. Nao tens estômago para ouvir palavrões certamente isso é coisa de rendido, baitola.

    • Um recadinho ao cabra safado aecio cavalcanti,

      Olhe, canalha de marca maior.: me favoreça com sua AUSÊNCIA aqui neste espaço. Aliás, sua AUSÊNICIA, com certeza, PREENCHERÁ um grande espaço. FILHO DA PUTA!!!

  8. Deixei de dar atenção ao Oscar já faz alguns anos. Virou um palco do politicamente correto, como aliás Hollywood praticamente inteira.

    • Concordo com o nobre colunista Marcelo Bertolucci:

      A entregas do Oscar de Hollywood deixou de ser Cinema para se tornar um show de alegoria politicamente correta, onde a hipocrisia reina nas risadas, aplausos e fingimentos.

  9. Este artigo de hoje é um monumento. Quem gosta e entende alguma coisa de
    cinema fica satisfeito e muito feliz de saber que existe aqui neste JBF alguém que
    sabe dar o devido valor a uma das maiores artes visuais da historia .
    Caro Altamir, concordo cem por cento com as suas idéias políticas e também
    artísticas. Não se importe com quem procura emporcalhar os seus
    artigos com maldosas insinuaçoes pessoais. A sua opinião é toda sua, aceitem ou não, quem não aceitar que se exploda explicitamente. ” eles ” dizem que combatem os comunistas, mas usam da técnica dos comunas, isto é, ninguém
    tem o direito de discordar, todos têm de agir como vaca de presépio, abaixar
    a cabeça e serem dominados pelos comunas de plantão. Só ” eles ” estão
    certos , todos os demais são tachados como escremento, sem direito
    a nenhuma contestação.

    Falando de cinema, concordo com a maioria das análises do comentarista do
    excelente video, e já comentei algumas vezes sobre os escandalos monumentais
    perpetrados pela Academia de Cinema. Como exemplo, o caso citado do
    ator Roberto Benigne, foi um ESCANDALO, dar um Oscar a um palhaço
    sem a menor merecimento. Mas se voce notar, tudo já estava arranjado
    pela Academia, pois trouxeram da Italia a atriz Sofia Loren para entregar o
    injusto prêmio. Segundo alguns críticos americanos e especialmente ao
    crítico brasileiro residente em Los Angeles ” Dalenomare ” a academia vendeu
    o premio de melhor filme e melhor atriz, no ano de “cidade de Deus ”
    para o inexpressivo filme Shakespeare Apaixonado e aquele arremedo
    de atriz G. Paltrow e assim garfaram a muitíssimo melhor atriz e merecedora do prêmio. Digo isso, mesmo não concordando com a sua opinião política,
    mas como merecimento artístico.

    Os maiores escandalos , foram o não reconhecimento das obras primas,
    LARANJA MECÃNICA e DOCTOR JIVAGO. ., imperdoável…………..

    Não acredite que a Academia é Honesta e não sabe o resultado do Oscar
    antecipadamente, eles manipulam os resultados e ” vendem ” muitas
    vezes os prêmios indicados.
    Conforme foi mostrado no video acima, as injustiças e também ” muita burrice ”
    são responsáveis por monstruosas injustiças.

    Lamento muitíssimo pela morte do grande Maestro Morricone. Uma grande perda
    para o cinema.

    • Altamir,

      D.Matt. é um ícone do Jornal da Besta Fubana. Suas análises cinematográficas são argumentativamente precisas e imparciais.

      Quanto ao Oscar, depois que aquela escatuetazinha deixou de lado a verdadeira arte cinematográfica para contemplar o lixo fílmico, perdeu a seriedade.

      Marlon Brando, a lenda, já sacava isso há muito!

  10. Senhor Altamir,

    Considero-lhe um “Idiot Savant”.

    Como eu acho que o senhor muito dificilmente conhecerá essa expressão, dada sua propensão a impropérios de baixíssima linhagem, vou lhe explicar o que é, em termos que o senhor poderá reconhecer: O senhor é um “Rain Man”.

    Extremamente competente em um único aspecto, e um completo desastre em todos os demais.

    Fico impressionado com sua competência no segmento que escolheu, assim como com a sua extrema e completa imbecilidade em todos os demais.:

    Se eu fosse o senhor, disfarçaria essa sua constituição e propensão ao linguajar de bordel, onde o senhor deve ter desenvolvido à exaustão sua coprolalia, atendo-se ao que o senhor conhece e parece gostar bastante: O cinema.

    Não precisa me agradecer, nem muito menos me xingar. Já conheço sua extrema estupidez de outros carnavais. Assim, não se dê ao trabalho.

    • Canalha e maloqueiro de marca maior, Adônis!!!

      Primeiramente eu lhe acho um tremendo filho da puta, talquei!!! Não se meta comigo, até porque, eu sou do tipo a lhe oferecer como comida: BRITA. E o ponche é PICHE… Olhe, seu fuleira!!! Seu maloqueiro!!! Comigo você não se cria, cafajeste de marca maior!!!!

      P.S.: – Você já declarou, aqui neste espaço, que é um corno conformado. Resta-me uma curiosidade do seu aspecto físico: Ô cabra de pêia do Piauí, tu és careca, hein?!?!?! Atentai bem, se tu fores tens “FIMOSE” na cabeça, só pode!!!

      • A fimose que eu tenho é no pau, conforme tua mão pode bem atestar.

        Como já disse, fui muito corno dela, já que a vagaba dava para gato e cachorro.

        Você não viu a fimose porque estava de costa e de cu arreganhado. ahahaha

        • Adônis, híbrido de égua,

          Eu sou deixo a sua vida em paz, cornão, ou melhor, eu sou deixo sua vida em paz, cabeça de fimose, quando eu tiver a sensação esporrante de, satisfazê-lo ou empurrando-o goela abaixo ou reto acima… entendeste ou queres que eu faça o desenho?!?!?! Será possível, corno da urêia lascada, que é preciso explicar e desenhar, depois explicar o DESENHO e desenhar a EXPLICAÇÃO, hein?!?!?!

          P.S1.: – Ô Adônis, cabeça de fimose: você é um tipo de gentalha que não argumenta com coerência e sim contesta com hipocrisia. Isso é o que podemos chamar de um corno conformado que não passa de um intelectual de orelhas de livros…

          P.S2.: – A propósito, mensalmente, no sangramento, você é acometido de menstruação ou de fimose, hein, cornão conformado?!?!?! Canalha de marca maior!!!

          • Ô Boca de Fossa,

            Tu és muito mais imbecil do que eu imaginava.

            Se eu continuar, tu vais ficar defecando verbalmente até o dia do juízo, como fazem as putas lá do bordel onde tu fostes parido e criado.

            Vai procurar conviver com gente da tua laia, ô excrescência nauseabunda..

            • Respondendo ao vira lata do Adônis, que não passa de um troglodita repugnante,

              Olha, híbrido da égua!!! Comigo você choca, mas não tira pinto, seu corno conformado de vulgaridade desprezível!!! Comigo você mastiga BRITA seu imundo inútil!!! Não sou da sua laia nem opero com seus valores. Mesmo sendo demonizado por pilantra do seu tipo. mas eu me imponho a dizer apenas a verdade sobre você, seu imbecil!!! Psiquiatricamente falando, trata-se de um grave distúrbio mental idiotizante, que combina, em você, uma oligofrenia catatônica obnubilante com uma dislexia agravante progressiva…

              P.S.: – Como eu sempre digo, tem canalha que não se emenda mesmo!!! daqui, mando um aviso a esse canalha abelhudo e sasfado: só adoro porcos assados, bem tostadinhos… Aliás, por falar nesse quadrúpede, todos os animais são iguais, mas os porcos são mais iguais…

                • Adônis paspalho,

                  RESPONDA-ME SE FOR CAPAZ, SEU PORCO IMUNDO: FINALMENTE, BABACA, SUA LAVAGEM FOI CEREBRAL OU ANAL, HEIN, TABACUDO?!?!?!

                  P.S.: – Uma desgraça dessa é o que podemos chamar de uísque paraguaio de segunda…

                • Em resposta ao verme imundo do ADÔNIS,

                  Há dias que você já confirmou que é mnesmo um corno safado e conformado. Todo mundo aqui já está sabendo, seu vagabundo de meia tigela!!!

                  P.S.: – SUAS LETRAS FEDEM, CACHORRO SARNENTO DA M,ÃO PELADA!!!

  11. …………D.Matt. é um ícone do Jornal da Besta Fubana. Suas análises cinematográficas são argumentativamente precisas e imparciais… PALAVRAS DO GRANDE TAVARES SOBRE O ENORME E GIGANTE d.matt… Nota mil, TAVARES!!!

  12. Altamir, não sou muito de comentar, mas, quero dizer que leio todas as suas colunas. E o Oscar é uma cachaça, é conversa para duas semanas seguidas numa mesa de botequim. Obrogado.

  13. Adônis, o único Zé Corninho do mundo que se sente prazeroso em ser corno,

    Você é um conformado / Conformado até demais / Eu não suportaria assim nesta casa o que ela lhe faz…

    P.S.: – Adônis, você sabia que nem todo corno tem chifre?!?!?! Passou a mão na cabeça né pra vê se não tinha mesmo…

Deixe uma resposta