DEU NO JORNAL

A defesa de Adélio Bispo de Oliveira tentou chamar como testemunhas em seu favor o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a deputada Maria do Rosário e o ex-BBB Jean Wyllys.

Também queria que falassem em seu favor o jornalista Reinaldo Azevedo e a cantora Preta Gil.

O objetivo era mostrar que o comportamento de Jair Bolsonaro — criticado por todas essas testemunhas — teria contribuído para o atentado, motivando Adélio a praticar o crime.

Os pedidos foram rejeitados a pedido do Ministério Público, que apontou que nenhum deles presenciou o fato nem teve contato prévio com Adélio.

“Só dariam ar sensacionalista para o processo, e resultaria em novas ofensas à vítima”, disse o procurador Marcelo Medina.

* * *

Um mistério saber quem está pagando esta equipe caríssima de defensores de Adélio Bispo, militante filiado ao PSOL, partideco da extrema esquerda.

Ninguém sabe de onde vem a fortuna…

Agora, voltando à notícia:

Vocês intenderam as razões da defesa, num é?

Se num intenderam, Ceguinho Teimoso explica.

Já que o comportamento de Messias era criticado pelo presidiário Lula, pela psicopata Maria do Rosário, pelo viado Jean Aero Wyllys, pelo tabacudo Reinaldo Azevedo e pela descerebrada Preta Gil, então Adélio achou por bem enfiar a faca no bucho do criticado por este seleto time de idiotas.

Preta Gil e Reinaldo Azevedo.

Maria do Rosário e Jean Aero Wyllys.

E Lula!!!!

Putz!!!

Um time da porra de tabacudos como só mesmo na República Federativa de Banânia seria possível existir.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Xolinha de tabaca arrombada por conta da babaquice dos idiotas banânicos

Deixe uma resposta