CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Meus fraternos amigos:

Vejam só que coisa interessante:

Uns saem pela porta da frente, outros saem pela porta dos fundos.

No futuro, qual biografia será mais respeitada?

Escolham:

a) Weintraub

b) Moro

21 pensou em “ANELISA MONTEIRO – ARACAJU-SE

  1. Particularmente voto no Weintraub……..

    Deu provas do espírito patriotico e sua fala, na reunião de 22/04, lavou a alma de milhões de brasileiros.

    Moro fez um bom trabalho como juiz mas se perdeu como político, como a maioria. Deslealdade e covardia são imperdoáveis e vai pagar por isso ……..

  2. Simples:

    Weintraub entrou um minúsculo desconhecido e saiu um gigante respeitado;

    Moro entrou um gigante conhecido e saiu um “nitrato-de-pó-de-traque” despeitado e fedorento.

  3. A vontade incontida e incontrolável de moro em ver publicada o vídeo da tal reunião presidencial, tinha como objetivo principal oferecer a cabeça do ministro Weintraub à fúria esseteefeana, e, dessa forma, atingir o presidente Bolsonaro.
    Lamentável a falta de caráter do novo amigo do villa.
    A cada ação em busca da derrubada do presidente Bolsonaro e, como consequência, a consolidação do seu nome como única alternativa à presidência disponível em 2022, sérgio moro esfaqueia a Lava Jato. Parece que ele ainda não percebeu que, junto com a Lava Jato, sangra sua biografia e agoniza sua história.
    O respeitadíssimo paladino da justiça e orgulho dos brasileiros, revelou-se nada mais do que um vulgar canalha de fino trato.

  4. Alguém aí me responde quem você gostaria de ser de acordo com a seguinte descrição:

    a) irá morar em Washington, vizinho do Trump, diretor do Banco Mundial e receberá 250 mil Trumps anuais.

    b) colega do Juveninho no Antagonista.

    ?

    De acordo com sua escolha, vai saber qual biografia será mais respeitada.

    Eu particularmente não faria nem questão de morar nos EUA ou vizinhança presidencial, me contentando com a “mixaria” de receber em dólar o equivalente a mais de 1,3 milhões de jaíres anuais, o que daria um pouco mais de 100 mil mensais.

    É da vez que o marreco vai pôr um ovo estuporado pela rasteira que tentou dar no capitão.

    • Tenho certeza que Weintraub preferia ficar no Brasil brigando ao lado de JMB contra estes sinistros e os calhordas que pretendem destruir o Brasil …..

      Vamos ver como se comporta o pessoal da ativa já que os da reserva estão de saco cheio com esta canalhada…..

      Não temos o que fazer ….. Aguardar até onde a canalhada vai conseguir chegar…….

      O limite é Cuba ou Venezuela, ou um novo Brasil com esta canalhada eliminada.

    • Esse energúmeno e vergonhoso (sim, pois é uma vergonha uma besta dessas ser Ministro e logo da Educação) era o ministro perfeito para o Bolsonaro! Decisões atabalhoadas sendo obrigado a voltar atrás em seguida, boca porca falando merda e criando confusão a todo o momento! Entrou no Ministério fazendo e falando cagada e continuou a cagar até o último momento! Um criador de caso que se invoca até com a sombra! Em resumo: Um Bolsonaro em miniatura! Já vai tarde, seu bosta!

      • Sérgio, para que tanto ódio no coração?

        Oito linhas e nove palavrões contra o ministro?

        Brasil em último lugar no exame do PISA tava bom?

        Bem vejo que v. deve ser fruto desta educação fina da esquerda.

        Com todo o respeito

        • Rapaz, é não é que não sou de esquerda! Votei no Bolsonaro, pô! Você estranhou meu palavreado chulo porque, falando do Weintraub, usei mais ou menos o jeitão dele falar…

          • Sérgio, seja você mesmo e tire o ódio do coração.

            Se tem alguma coisa contra o Weintraub, fale.

            Diga por exemplo no que ele foi pior que os Ministros dos últimos 30 anos que deixaram o Brasil em último lugar no exame do PISA?

            Para chegar no jeitão Weintraub de falar, v. vai ter que melhorar muito, se é que v. me entende.

    • Sancho irá preencher agorinha, agorinha requerimento ao editor-chefe para tentar me encaixat no Washington Post (Aí Berto, dá uma forcinha, faz favor!!!!). Quero morar em Washington e ser vizinho do Ronald McTrump. Juro ao bolsonarista Berto que venho de quatro em quatro anos votar no Bolsonaro.
      Prometo, ainda, continuar enviando religiosamente, meus textos para a coluna de sexta.

  5. Sérgio Moro entrou com a promessa de carta branca em seu ministério. Quando ouviu que a carta não era tão branca assim, disse que sairia se trocassem o diretor da PF. Cumpriu a promessa e explicou os motivos. É direito de cada um gostar ou não.

    É fato que aqueles que têm político de estimação gostam mais de mentiras convenientes do que de verdades inconvenientes. Isso se comprova pela quantidade de mentiras e distorções que surgiram, acusando Moro de ter falado o que não falou.

    Quanto a Weintraub, saiu sem que ninguém fornecesse uma explicação, nem ele nem o governo.

    • Caro Marcelo, dar carta branca é abrir mão de governar, sabendo que a cobrança é pessoal, portanto um suicídio.

      Até que para os padrões JB; Moro teve sua carta Branca.

      Aí veio a nomeação da Iona Szabó, petista de carteirinha para um cargo no Ministério da Justiça. Qual a justificativa? Nenhuma. A carta Branca, que nunca deveria ter existido, acabou.

      Porque Moro não saiu quando a Szabó foi vetada? Caráter, meu caro, falta de caráter daquele que disse que tinha uma reputação a zelar.

      • Se o Bolsonaro devia ou não ter dado carta branca para ministro, eu não sei, mas o fato é que prometeu durante a campanha, para aproveitar a popularidade do Moro. E não cumpriu a promessa. Ou melhor, cumpriu no “padrão JB”. Para mim, promessa não tem “padrão”. Ou se tem palavra ou não se tem.

        E então você critica o Moro por não ter saído quando Bolsonaro o desautorizou em um caso, e critica por ter saído quando Bolsonaro o desautorizou em outro caso? Qual a lógica?

        O que o Moro fez no caso da Ilona, aparentemente, foi exatamente o que os bolsonaristas dizem que ele devia ter feito no caso do Valeixo.

        Hoje em dia anda muito fácil acusar os outros de falta de caráter.

        • Bolsonaro não prometeu uma única vez que se eleito fosse, Moro seria seu Ministro, tampouco que lhe daria carta branca, como não deu a nenhum outro, mesmo o Guedes, seu “posto Ipiranga”.

          Eu não critico Moro por não ter saído quando foi obrigado a desconvidar Ilona Szabó, o critico por tê-la convidado.

          Ela era o avesso do Bolsonaro, foi convidada a fazer parte do seu governo e aceitou.

          Assim como o Moro, não votou no cara, não pediu um único voto a ele, é totalmente contra as ideias do conservadorismo de direita; então fica a pergunta: Porque aceitou?

          Eu sei a resposta e está no comentário anterior.

          • Dom João Francisco:

            O senhor ainda perde tempo argumentando com um “professor universitário” que, com tal, de vez em quando, tem direito a, – no mínimo – umas quedas pós freireanas???

  6. Anelisa é um nome tão lindo que coloquei em minhas filhas Anelisa Cristina e Anelisa Raquel , em homenagem a duas parentes de minha esposa: à avó Ane e Tia Elisa. Um beijão para minhas filhas, para a fubânica Anelisa Monteiro e para a avó Ane e a Tia Elisa.

Deixe uma resposta