DALINHA CATUNDA - EU ACHO É POUCO!

A minha amizade é
De fato incondicional
Tenho minhas preferências
O que acho natural
Cada um tem o seu jeito
Mas ninguém tem o direito
De querer que eu pense igual.

Quando adiciono alguém
Eu não quero nem saber
Se macumbeiro ou católico
Ou se crente pode ser
Não desabono a postura
De nenhuma criatura
Que escolhe em quem quer crer.

Digo e repito não importa
Seu time e religião
Orientação sexual
Pois isso não conta, não,
Seu partido sua cor
Aceito seja quem for
Respeito é a condição.

Sabemos que na política
No passado e no presente
A corja de desonesto
Nasceu e deixou semente
E não venham defender
Estupido é querer dizer
Que aqui tem inocente.

O pior de tudo isso
Digo com sinceridade
É o ranço da política
Desfazendo amizade
Enquanto cada ladrão
Conforme a situação
Juntam-se em cumplicidade.

Deixe uma resposta