DEU NO JORNAL

Novos tempos.

O fim dos privilégios, das máfias, dos monopólios da informação também no mundo esportivo.

Nesta quarta-feira, 1º de julho, a Rede Globo talvez tenha sofrido a maior derrota em toda sua história.

Hegemônica na transmissão dos jogos de futebol, arrecadando bilhões, amargou a primeira transmissão de um jogo ao vivo pelo canal da FLATV no YouTube.

Foi o maior recorde de público de um evento esportivo da história da plataforma digital: 4,22 milhões de pessoas inscritas no canal no mundo todo (o maior de um Clube de Futebol) com 3.615.374 visualizações ao vivo no jogo contra o Boavista.

E mais de 11 milhões de visualizações até o momento.

Números que devem dobrar ou decuplicar daqui para frente facilmente.

Um dia inesquecível que só foi possível graças a coragem do Presidente Bolsonaro (e ao amor da Nação Flamenguista ao Clube), que democratizou o direito de imagem dos Times de Futebol e quebrou a arrogância da Globo – envolvida até o pescoço em indícios de prática de corrupção para ter o direito de exclusividades em várias modalidades esportivas, dentre elas o futebol.

Que coragem. Que epopeia!

Mais uma pá de cal nesse grupo empresarial que já foi orgulho do Brasil e hoje é o maior adversário do nosso povo e do nosso país e que faz tudo para ir à bancarrota, com seus profissionais petulantes, atrevidos, arrogantes sendo cúmplices dessa derrocada a olho nu.

Em breve vão pagar caro pela sua conivência.

* * *

Esta notícia aí de cima, devidamente ilustrada com uma montagem globístico-bolsonaica-flamengal, tem um detalhe que me chamou a atenção.

É que ela contém uma frase que me deu uma alegria danada.

Vejam que lindo:

A Rede Globo talvez tenha sofrido a sua maior derrota em toda sua história.

Ganhei o dia!

Ver a Globo dos dias de hoje tomando no rabo é uma satisfação enorme pra banda decente deste país.

A Globo só tem uma derrota maior que esta quando se compara a audiência dela com a audiência desta gazeta escrota.

É de lavada!!!

E quem quiser se inscrever no canal do Flamengo, basta clicar aqui.

5 pensou em “ALÔ, ALÔ TORCIDA DO FLAMENGO!

  1. Uma vez Flamengo, sempre vascaíno. Sim, Sancho o é. O menino que ia ao Maracanã (na época da geral), de mãos dadas com o velho Nelson Pança (saudade da porra, véi!) para ver Roberto Dinamite, o único sujeito que botava medo no rubro-negro, um time que fazia cagar de medo todos os outros, com seu regente Edvaldo Alves Santa Rosa, o alagoano Dida. Muda-se de fêmea, de cão, mas (clubístico mas), não de clube de coração. Se possível fosse, se meu coração deixasse e se não fosse deixar o espírito de Nelson bravo que nem mamãe ursa quando mexem com seus rebentos, faria agora minha carteirinha de sócio rubro-negro. Mas (meritório mas), isso não impede que mande abraço gigantesco a toda a Nação Rubro-Negra. Sancho não é Flamengo, mas (safado mas), tem uma nega chamada Teresa (beijão grande para minha amante e aqueeeeeeele abraaaaaaço para Ben Jor, o Jorge).

  2. A questão toda é de $$$. AGlobo queria pagar ao Fla o mesmo que pagava aos demais times. Mas o Fla, que teve recordes de renda (a maior média do Brasileirão) quer, acertadamente, uma cota maior.

  3. Nem eu que não acompanho futebol, que sou um leigo absoluto nesse esporte, gostei da notícia.

    Não sei do que se trata: fudendo a Globo, eu “me auto-felicito-se” e “se mijo-me” de tanto “me rir-se”..

    ₢ #VaiPaysandu ₢

  4. É um feito histórico sim , mas o feito que deve ser realmente saudado é da live do Alexandre Garcia com médicos de Brasília falando sobre o tratamento precoce da Covid-19 . 1,5 milhão de visualizações

Deixe uma resposta