3 pensou em “ALISON KRAUSS

  1. Caro Peninha!
    Que alegria receber suas “dicas” musicais – deveriam ser em numero maior e, não uma por dia – pois creio que o universo da musica é infindável, tanto aqui como fora.
    Estou na casa dos 70 e gostando imensamente de música desde muito cedo, ouvi muita coisa e, creia não me ative apenas a movimentos ou fases, mas sempre gostei de musica que me trouxesse prazer, alegria e não sofrimento aos ouvidos.
    (Teodoro e Sampaio cantando o Trem tá feio ou Facão Guarani é fantástico).
    Acredito ser também seu gosto – eclético – assim, fico feliz quando resgata ou traz para quem não conhece grupos ou artistas que elevam o sentido de fazer música.
    Alisson Krauss, é um exemplo de boa música, mesmo que em versão dos Beatles e, se possível inclua outras grandes da música country americana como Suzy Bogguss, Kathy Mattea, Mary Chapin Carpenter, Emmylou Harris, Nanci Griffith e outras que me fogem, mas merecem destaque.
    Nos tempos atuais, que bom que vivi para ver o youtube resgatar grandes nomes, ainda bem!
    Abraço e, continue a nos brindar com o seu bom gosto!
    Inté!

  2. Obrigado José!
    Eu aprendi a gostar da boa música ouvindo, quando tinha 6 ou 7 anos, Miguel Aceves Mejia, Trio Los Panchos, Raul Shaw “Moreno”, Bienvenido Granda e os brasileiros Carlos Galhardo, Vicente Celestino, Orlando Silva, Anísio Silva e tantos outros, as grandes orquestras da época como, Perez Prado, Henry Jerome e Metais em Brasa, Billy Vaughn, Ray Conniff e também Poly e seu Conjunto,Waldir Azevedo, Orquestra Românticos de Cuba, Orquestra Tabajara e tantas coisas boas mais.Tenho em minha coleção com mais ou menos 4.000 Lps., todos os gêneros de músicas e cantores e cantoras, orquestras, grupos de todas as épocas. É uma pena que nem no rádio e nem na tv divulguem, salvo algumas excessões, a música do passado.
    Obrigado mais uma vez, suas dicas estão anotadas.
    Abraços!

  3. Agradeço retorno e não posso deixar de dar meus pitacos; todos os citados acima também fazem parte de minha infância, ouvindo paradas musicais do Enzo de Almeida Passos, aqui em SP. aos domingos; tempo em que um sucesso durava meses e ficaram em nossas memórias para sempre.
    Também tive uma enorme coleção de LPs, hoje em forma de Cds e com avento de novas técnicas, guardada em arquivo digital.
    Os Lps estão sob guarda de um sobrinho…
    Para não deixar de “palpitar”, procure por Aracy Cortes cantando “Tem francesa no morro”, uma graça de musica do Assis Valente.
    No lado internacional não sei se conhece Sandy Denny ( Full moon é linda) cantora inglesa que chegou a participar de algumas musicas do Led Zepellin e morreu cedo, infelizmente.
    Abraço e continue a nos possibilitar ver e rever novos e antigos que realmente valem a pena.
    Abraço!
    inté!
    Bom final de semana!

Deixe uma resposta para Peninha Cancelar resposta