ARISTEU BEZERRA - CULTURA POPULAR

VIVER BEM SEMPRE

Cada ciclo da vida
Pode ter qualidade
Cuide bem da saúde
Cultive a amizade
Quem possui sabedoria
Sabe usar a energia
Vive bem toda idade.

TIMIDEZ

Timidez é entrave
Pra se socializar
Imagine ficar só
E não querer confessar
Calar não é consentir
Tem mais que evoluir
Invista no reeducar.

INVERNO NO SERTÃO

Não tem maior beleza
Do que chuva caindo
No solo sertanejo
Ver o povo sorrindo
Após tanta agrura
Deus manda fartura
Não há quadro mais lindo.

OBSESSÃO

Uma ideia persistente
Define a obsessão
Prejudica nossa saúde
Causa na mente indecisão
Pode a pessoa adoecer
Porém consegue vencer
Com foco na motivação.

PRIORIZAR

Deve-se ter na vida
Sempre prioridade
Família bem unida
Amigos de verdade
Ter prazer em trabalhar
Só no bem se inspirar
Isso é felicidade!

LOURO BRANCO FOI CANTAR NO CÉU

Louro Branco viajou
A tristeza irradia
Mas no céu é bem-vindo
Pois leva sua alegria
Na hora que ele chegar
Seus versos vão faiscar
Brilhando na cantoria!

11 pensou em “ALGUNS POEMAS BREVES

  1. Tive uma surpresa agradável ao ler estes poemas breves. A obsessão para psicologia caracteriza-se por pensamentos intrusivos, repetitivos e persistentes que provocam inquietação e mal estar, enquanto que a compulsão manifesta-se por comportamentos que a pessoa se sente impelida a executar e que tem muita dificuldade em controlar. Se eu fosse escolher um poema para selecionar não teria dúvidas, iria votar no dos versos de OBSESSÃO: Uma ideia persistente/Define a obsessão/Prejudica nossa saúde/Causa na mente indecisão/Pode a pessoa adoecer/Porém consegue vencer/Com foco na motivação.

  2. Vitorino,

    Agradeço seu excelente comentário definindo a obsessão de acordo com a psicologia. Concordo plenamente. Aproveito a oportunidade para fazer uma breve reflexão sobre esse transtorno tão comum e tão pouco estudado.
    Desenvolver obsessão por uma ideia fixa pode ser prejudicial à saúde mental. Pensamentos obsessivos desencadeiam um transtorno de ansiedade chamado Transtorno Obsessivo-Compulsivo. Neste transtorno o indivíduo desenvolve uma obsessão que por sua vez desencadeia um comportamento compulsivo, tornando-se repetitivo ao longo do tempo interferindo seriamente na vida social, profissional e familiar.

    Saudações fraternas,

    Aristeu

  3. Aristeu,
    Escolhi,
    OBSESSÃO

    Uma ideia persistente
    Define a obsessão
    Prejudica nossa saúde
    Causa na mente indecisão
    Pode a pessoa adoecer
    Porém consegue vencer
    Com foco na motivação.
    Devemos nos aprofundar, pois este é um assunto sério e nem sempre bem entendido.
    Uma das marcas da Doutrina Espírita é o estudo sistemático da obsessão, que pode ser descrita como um processo em que uma pessoa influencia outra, muitas vezes levando-o a fazer coisas que, muitas vezes, não faria se estivesse em condições normais. O estudo nos leva a compreender muitos dos motivos que levam pessoas a tentar prejudicar outros indivíduos via obsessão, neste terreno encontramos espíritos que se refugiam na imaterialidade para prejudicar seus inimigos ou adversários, usando métodos reprováveis para causar constrangimentos aos encarnados, atrapalhando, gerando discórdia, violência e desagregação.

    Destacamos ainda, espíritos que, no mundo espiritual, são destacados para obsediar pessoas que nunca viram, são espíritos infelizes que “ganham a vida” destruindo outros que nem conhecem, fazem isto em troca de ganhos imateriais e para desfrutar de prazeres sensoriais, gerando uma leva de pessoas que se prestam a este tipo de serviço em troca de benesses e prazeres imaginários.

    A Doutrina Espírita nos mostra que estes irmãos que se comprazem com a obsessão devem ser descritos como irmãos necessitados, precisam de auxílio, de esclarecimento, gastam seu tempo com atividades desnecessárias e sentem prazer com gestos ou atitudes depreciativas, para auxiliá-los fazem-se necessário um misto de oração, conversa e conscientização.
    Grata pela oportunidade.
    Carmen.

    • Carmen,

      Muito obrigado por seu assistencial comentário fazendo observações importantes sobre a obsessão do ponto de vista da Doutrina Espírita. Tenho certeza que os leitores fubânicos entenderam a sua linguagem objetiva. Aproveito a oportunidade para fazer uma breve reflexão sobre os pensamentos obsessivos a partir da psicologia com o intuito de ampliar esse assunto tão importante para o bem-estar.
      Os pensamentos obsessivos são ideias repetitivas, recorrentes e involuntárias normalmente centradas em preocupações, medos e angústias, que nos impedem de focar a atenção no presente. A ansiedade e o estresse são a causa principal deste tipo de pensamento, que pode afetar também seus comportamentos.

      Imagine uma pessoa que não pode tirar da cabeça a obsessão de que está contaminada. Esta ideia fará com que provavelmente ela se limpe com mais frequência e evite certos lugares que considera sujos. Este tipo de pensamento negativo pode aparecer também na forma de imagens mentais que se repetem diversas vezes, sem controle algum. Cria-se uma espécie de círculo repetitivo do qual pode ser muito difícil sair.

      Um pensamento se torna patológico quando começamos a acreditar nele e não o questionamos. Por exemplo, imagine uma mãe que pensa que podem roubar seu filho. Se ela descarta a ideia diretamente, é um pensamento intrusivo, mas não chega a ser uma obsessão porque ela não lhe dá importância. Embora todos possamos ter em algum dado momento este tipo de pensamentos, o certo é que normalmente eles surgem com mais frequência em pessoas de sofrem de transtorno obsessivo compulsivo (TOC).

      Saudações fraternas,

      Aristeu

      PS.: Desculpe-me ter estendido demais a reflexão, mas o assunto é muito interessante.

  4. Parabéns pela ótima postagem, de “ALGUNS POEMAS BREVES”, prezado Aristeu! Todos os temas são inteligentes e interessantes.

    “VIVER BEM SEMPRE” é uma mensagem de sabedoria e otimismo, que nos leva a valorizar todas as fases da nossa vida. Cada idade tem a sua beleza própria e sua dose de experiência, a ser transmitida aos mais jovens. O importante é a qualidade de vida que se leva.
    Cuidar da saúde e cultivar as boas amizades são fatores essenciais.

    “É preciso saber viver…”

    Uma ótima semana! Muita saúde e Paz!

    Violante Pimentel Natal (RN)

  5. Violante,

    Agradeço seu comentário objetivo e inteligente. É gratificante essa permuta de experiêcia em que aprendemos semprre uns com os outros. No metrô da vida a beleza é passageira e o tempo são os trilhos a percorrer. O que está presente daqui a pouco, há uma hora ou mesmo um instante, deixará de ser presente para ser no passado, contente lembrança. Aproveito a ocasião para compartilhar um poema de autoria desconhecida com a prezada amiga:

    APRENDI

    Compreendi que para ser feliz basta querer…
    Aprendi que o tempo cura,
    Que a mágoa passa,
    Que a decepção não mata,
    Que o hoje é reflexo de ontem…
    Compreendi que podemos chorar sem derramar lágrimas,
    Que os verdadeiros amigos permanecem,
    Que a dor fortalece,
    Que vencer engrandece…
    Aprendi que sonhar não é fantasiar,
    Que a beleza não está no que vemos e sim no que sentimos,
    Que o valor está na conquista…
    Compreendi que as palavras têm força,
    Que fazer é melhor do que falar,
    Que o olhar não mente,
    Que viver é aprender com os erros…
    Aprendi que tudo depende da vontade…
    Que o melhor é ser nós mesmos…
    Que o segredo da vida é VIVER!

    Uma excelente semana! Paz, saúde e alegria sempre!

    Aristeu

  6. Sancho Pança,

    Muito obrigado por seu comentário bem-humorado. A obsessão é um transtorno que muitas vezes é confundido com uma fase difícil na vida de uma pessoa. Compartilho uma frase de Gabriel García Márquez que esclarece bem e desdramatiza a obsessão: “Descobri que minha obsessão por cada coisa em seu lugar, cada assunto em seu tempo, cada palavra em seu estilo, não era o prêmio merecido de uma mente em ordem, mas, pelo contrário, todo um sistema de simulação inventado por mim para ocultar a desordem da minha natureza.”

    Saudações fraternas,

    Aristeu

  7. Mestre Aristeu, bendito seja teus breves poemas.

    Embora, poeticamente breves, esses seguem marcados e tatuados na mente de quem os leu.

    Se a minha filha que é psicóloga, Drª Wanessa, ficou maravilhada com a profundidade dos conteúdos dos poemas, que sou eu pra descordar?

    A cada postagem, uma lição de vida.
    Um edificante ensinamento.

    E com poesia é bem mais gostoso, né não?.

    Parabéns, Mestre Aristeu!

    • Marcos André,

      Agradeço seu generoso comentário. Um elogio possui o poder de incentivar e a responsabilidade de melhorar o poder de síntese. Aproveito esse espaço democrático do Jornal da Besta Fubana para compartilhar um poema breve que fiz para um assunto; que já foi um tabu, e ainda enfrenta grandes dificuldades na identificação de sinais, oferta e busca por ajuda, justamente pelos preconceitos e falta de informação – Setembro Amarelo (mês mundial de prevenção do suicídio):

      VALE A PENA VIVER!

      Cair faz parte da caminhada
      Pois o homem é imperfeito
      Somos feito uma mistura
      De qualidade e defeito
      Tendo vontade e coragem
      Remonta-se a imagem
      Conquistando o respeito.

      Saudações fraternas,

      Aristeu

Deixe uma resposta para Marcos André M. Cavalcanti Cancelar resposta