19 pensou em “ALEGRIA

  1. Não comemorem tão cedo.
    Boiano chegará aqui montado em um foguete dizendo que isso se deu pq tudo voltaria ao normal após um (mísero) dia sem mortes por Covid-19 graças ao Lockdown (ignorando, obviamente seus efeitos colaterais nefastos como desemprego em massa, fome, violência doméstica, depressão, suicídios, entre outros).

    • Nikolai, o resultado do lockdown em Araraquara, SP, não foi apenas o sucesso de um dia se mortes:
      A medida foi tomada no dia 21 de fevereiro, quando o município começava a ser arrasado pela cepa de Manaus.
      Entre os dias 1º e 7 de março de 2021, por exemplo, foram 41 vidas perdidas.
      A prefeitura proibiu a circulação de pessoas e o funcionamento de comércio e serviços.
      Um mês depois, a média móvel diária de casos caiu 58%, de 189 para 80, e o total de novos casos por dia ficou 57,5% menor.
      O dia 26 de março de 2021 sem mortes foi o corolário das conquistas.
      Quanto ao desemprego em massa, à fome, à violência doméstica, à depressão e os suicídios, dentre outros, que alegas, ainda não mostraste as estatísticas para poder ser feita a comparação e a avaliação de vantagens e danos.
      Uma coisa estranha é considerar que a proposta de que lockdowm funciona é uma sacanagem da esquerda brasileira visando a matar as pessoas de um modo ou de outro as pessoas para implantar o comunismo, porque ele foi adotado em Israel, as pessoas não morreram de fome, os efeitos benéficos foram grandemente superiores aos prejuízos e Israel não é Brasil.
      Consta que em meados de 2020 (maio/julho) o lockdowm fsoi adotado em vários países da Europa e estimou-se que em 11 deles salvaram-se estimadamente três milhões e duzentas mil vidas. O sucesso levou ao relaxamento e com isso e as novas cepas do Covid 19 as infecções e mortes voltaram. Durante um certo tempo houve o desafogo dos sistemas de saúde.
      “Apesar do “custo econômico e social” que países de todo o mundo pagaram por confinar sua população, “não há dúvida” sobre a eficácia dos lockdowns no combate à pandemia de covid-19, diz à BBC News Brasil o epidemiologista israelense Gabriel Barbash (17 de março de 2021).”
      ESCLARECIMENTO:
      Quanto à decisão judicial a respeito do lockdown em Araraquara, ela não acabou com o lockdown, a decisão suavizou as restrições: O comércio de Araraquara pode voltar a funcionar de forma presencial, em drive-thru e delivery, conforme decisão judicial publicada nesta sexta-feira, 26, que considerou ilegal e inconstitucional o decreto municipal que vetava as atividades.

      • Boiano, como todo petistoide, és previsível, pois seus gatilhos são vistos até da Lua (o mais novo deles é a palavra “Araraquara”). Mas me explique: como que se comprova no exemplo da Europa que “lockdown salvou ‘x’ de vidas”?
        Por acaso esquerdistas inventaram universos alternativos onde estas tantas vidas foram ceifadas na ausência de lockdown?

        Sobre os efeitos colaterais do lockdown, alguns aqui interessantes:

        https://www.bbc.com/portuguese/geral-56187175

        https://www1.folha.uol.com.br/amp/mercado/2021/03/desemprego-da-pandemia-atinge-mais-jovens-negros-e-regiao-nordeste.shtml

        https://www.istoedinheiro.com.br/violencia-contra-a-mulher-aumenta-em-meio-a-pandemia-denuncias-ao-180-sobem-40/

        https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/11/01/40-dos-brasileiros-sentiram-tristeza-ou-depressao-na-pandemia-diz-estudo.htm

        Sabe o que mais legal disso tudo?

        É que usei justamente as suas pílulas azuis. Aquelas fontes “fidedignas” nas quais vc confia tão regiamente e que te mantém encarcerado na Matrix vermelha (ou vai me dizer agora que o Uol, BBC, Folha e Istoe se converteram ao Bolsonarismo?).

        Acerca do seu esclarecimento, mera firula. O bom senso venceu e lembra bem do bordão medíocre da dona Maju.

        • Nikolai Hel, o material que trazes refere-se aos prejuízos causados por lockdown ou pela pandemia do Covid 19?

          Quanto à avaliação de mortes evitadas, é feita pelo método estatístico: Araraquara tem um nível de contaminação e mortes em dado momento. Estabelece-se uma medida sanitária, por exemplo, o uso maciço à população de Araraquara de cloroquina e ivermectina. Verificação: feito isso, em dado tempo as contaminações e mortes são reduzidas a tantos por cento. Disso decorre a possibilidade de saber, dada a comparação com o período anterior à providência, quantas contaminações, casos graves e óbitos ocorreram.

      • https://www.cnnbrasil.com.br/internacional/2020/11/29/japao-teve-mais-mortes-por-suicidio-em-outubro-do-que-por-covid-19-em-todo-o-ano

        “Especialistas alertam que a pandemia pode levar a uma crise de saúde mental. Desemprego em massa, isolamento social e ansiedade estão afetando as pessoas em todo o mundo.”, diz trecho da matéria.

        Estamos falando do Japão, um país que quase não aderiu a essas medidas severas e que foi pouco atingido pela pandemia, e mesmo assim houve um aumento de suicídios.
        Aí te pergunto: vc sugere a essa gente um “lockdown”? Vc acha que a solução pra o decréscimo de suicídios é confinamento em casa fazendo origami?

        Vc fala de Israel com tanta veemência… Israel é um pedaço de deserto cercado de países que não hesitariam em apagá-la do mapa numa hecatombe nuclear se tivessem a oportunidade. Vc acha que lockdown perto disso é o quê?!

        Tem que ser muito demente pra sustentar essa tese.

        • Nikolai, algumas pessoas no Jornal da Besta Fubana preferem xingar a argumentar, porque argumentar é difícil, é complicado, exige esforço, como estás fazendo.
          Entretanto, teus argumentos, embora consideráveis, ainda são algo diversionistas: confrontado com o fato de que os dados que deste para contestar a eficácia do lockdown, tu trazes noticiário que não se refere a lockdown, mas a efeitos de Covid 19.
          Quando tua atenção é chamada para isso, aí vem com os papos de pois é os suicídios aumentaram sem lockdown, imagina se tivesse.
          Aí falas de Israel, sugerindo que por ele ser um pedaço de deserto e cercado de países que se pudessem o arrasariam, eles podem fazer lockdown porque para eles é tranquilinho, um lockdown lá não é nada.
          Isso quer dizer que para adotar a medida tem de estar ameaçado por outras coisas e não basta estar ameaçadíssimo pelo próprio Covid 19?
          Aí dizes que tem de ser muito demente para sustentar “essa” tese e eu pergunto, qual tese? A de que lockdown, em casos extremos, como já está sendo o nosso em grande parte do País, é uma medida eficaz?
          É um esforço brutal ser seguidor de Jair Messias Bolsonaro e ter de apoiar e defender suas dele maluquices.

          • https://pebmed.com.br/coronavirus-os-impactos-psicologicos-da-quarentena/

            Boiano, é sabido que todo esquerdista assim o é ou pq é burro, ou pq é desonesto, o que me faz crer que sejas um pouco de cada.
            Esperei demais que alguém que se diz dotado de dois diplomas de nível superior compreendesse uma correlação lógica simples do tipo se A+B=C, logo 2A+2B=2C.
            Contextualizando: tenho que solucionar um problema de uma pandemia. A solução seria abrandá-la ou agravá-la?
            Como esquerdistas não sabem pensar de forma linear, ao invés disso preferem se embrenhar em sofismas de nó de marinheiro, labirintos de Minotauro sem fios de Ariadne e redundâncias de baixíssimo conteúdo de informação, atribuindo a esses exercícios de futilidade “inteligência”. Daí creem como fanáticos de um culto milenarista escatológico que se elimina um agente infeccioso impedindo as pessoas de realizarem tratamentos precoces (TRATAMENTOS ESTES QUE JÁ SALVARAM MAIS DE DEZ MILHÕES DE VIDAS E QUE PODERIAM TER SALVO MUITO MAIS DAS 300.000 QUE SE FORAM SE NÃO FOSSE A SANHA DEMONÍACA DA SUA RAÇA IMUNDA E ABJETA!) e as confinando desempregadas, sem terem o de comer e com verdadeiros parasitas estaduais e municipais lhes arrancando tudo o que podem.
            Esse modus operandi não é novidade. Basta recapitular alguns trechos dos mais macabros da história da sua ideologia para saber que vcs são experts na sinistra arte da degradação humana, e é isso que vcs, isolacionistas, promovem.
            Israel sim, tem problemas bem mais graves do que o Covid-19 e lockdowns, e isso se compreende pelo simples fato de que os seus potenciais algozes antecedem a pandemia, são simultâneos a pandemia e ainda continuarão existindo após a pandemia! Sem contar o mais óbvio: Israel não é, nem de longe o Brasil, tampouco Araraquara!
            Qual é a sua definição de “quadro extremo”? Uma suprema corte totalmente corrompida, carcomida e promíscua com o que há de pior do refugo social? Um Congresso cuja moral faz de um puteiro de beira de estrada uma abadia? A nossa moeda se dissolvendo e nos fazendo voltar a condição de subdesenvolvimento? A herança maldita dos filhos das putas que vc venera em empenho diametralmente oposto (deve ser mais difícil pra vc respirar do que prestar reverência ao capo do ABC abrindo sua boca para o mesmo nela cagar eternamente) ao que me atribui respeitar Bolsonaro? Se for, estamos pela primeira vez em comum acordo.

          • E deixo aqui um adendo a um conjunto de asneiras no qual tropecei por acaso:

            https://luizberto.com/nikolai-hel-manaus-am-9/#comment-60447

            1) quando o Brasil, em seus 521 anos de história, teve orientação e vontade política para cuidar de seu povo, exceto quando os detentores do poder iam pedir votos a cada 4 anos? Aliás, onde seu candidato tem estado desde 2007, perguntam as multidões?

            2) a maior artimanha do Diabo é fazer as pessoas deixarem de acreditar que ele existe. Então por qual motivo eu deveria acreditar em esquerdopatas dizendo que o Socialismo (a olhos vistos na atual conjuntura brasileira) é um mero espectro, ou delírio direitista?

            3) antes um desastrado comendo sanduíche com o dinheiro dele do que um prudente comendo via licitação aquilo que muitos não conseguiriam pagar com seus salários minguados.

            4) eu não sabia que o demiurgo de Caetés de novo tinha se tornado presidente…

            5) da mesma forma que narcotraficantes não emitem notas fiscais, magistrados que recebem em seus gabinetes suspeitos e réus não publicam em Diário Oficial as suas atividades espúrias. 5.1) Coitada da CF/88. Aos 30 anos já precisando de viagra? Vai ver abusou no onanismo juridico. Só cuidado pra não sofrer um infarto.

            6 (onde vc repetiu um 5)) recalque do abaixo-assinado do Coppolla e devaneios sobre diálogo, argumento e pensamento: o que o cu tem haver com as calças?

            7 (onde não era para ser um 6)) te chamar de Boiano é um ad hominem que diminui a razão de minhas argumentações, mas chamar o PR de “Bolsoasno” no quinto tópico tem valor axiomático, hein? É a natureza esquerdista do “dois pesos, duas medidas” sempre agindo como um comichão.

      • Ah, e quanto a metodologia aplicada pra Araraquara, comparar com dados anteriores não é parâmetro pra teste de duplo-cego.
        Posso também alegar que pessoas que deixam de comer emagrecem (e eu ignoro fatores como idade, genética, metabolismo, hábitos cotidianos, doenças crônicas, etc). Minha tese rapidamente se esfacela quando um obeso vegetariano, ou um magrelo frequentador de rodízios, surge.

        Como se diz acerca de estatística, é a arte de se torturar os números até eles te dizerem o que vc quer. Inclusive parece que tem uma mensagem subliminar histórica aí, hein (esquerdismo, torturar…)?

        • “Great spirits have always encountered violent opposition from mediocre minds.”- Albert Einstein

        • Ah, Nikolai, para manter tuas posições entrincheiras-te até mesmo na nova tese ou crença de que a estatística não serve para demonstrar fenômenos matemáticos (e ainda há pouco Adônis dizia que ciência é só aquilo que envolve a matemática, as coisas exatas, por ser a Linguagem de Deus).
          Não me venha dizer que a estatística não é um ramo da matemática, pois ela é assim considerada, desenvolvendo técnicas como a coleta de dados e sua organização, interpretação, análise e representação.
          Quanto à análise comparativa feita pela observação, podes ter razão, ao condenar a ausência de método que avaliou os resultados do lockdown em Araraquara, pela falta de duplo-cego e demais protocolos, seria necessário ter pego uma cidade onde não há Covid 19, disseminar o vírus e deixá-la livre de medidas de contenção (digo, não fazer lockdown) e aí comparar com uma cidade arrebentando de lockdown, como Araraquara, instituir aí o lockdown e só depois comparar.
          Podes sugerir a duas prefeituras que façam esse tipo de experimento, vai ter uma dificuldade porque uma não pode saber que está participando…
          Vai em ffrente, desembrulha isso aí.

          • Boiano, tenha um pouco de humildade e bom senso, e atenha-se ao seu charlatanismo chamado “Hermenêutica Jurídica BRASILEIRA”!
            É só nisso que vc é bom: em ser um chicaneiro de merda. Por justamente ser a linguagem de Deus que um energúmeno da tua estirpe deveria evitar tratar como vc trata das pornografias legais do STF.
            E o que não faltam são evidências de lugares que não precisaram de lockdown e que foram bem mais sucedidos do que os que a isso recorreu. Se informa sobre como tá a Califórnia hoje em relação a Flórida. Vc terá uma grande surpresa.

  2. “A velhice é inevitável, mas as condições que contribuem para o sobrepeso e a obesidade podem ser altamente evitáveis se os governos agirem e todos nós unirmos forças para reduzir o impacto desta doença”, disse Johanna Ralston, CEO da World Obesity Federation em um comunicado. “O fracasso em abordar as causas profundas da obesidade ao longo de muitas décadas é claramente responsável por centenas de milhares de mortes evitáveis.”

    Um estudo global recente descobriu que a obesidade é um “ fator determinante nas mortes de COVID-19 ” e que as taxas de mortalidade de Covid-19 são surpreendentemente dez vezes mais altas em países onde a maioria dos adultos está acima do peso. Embora a idade avançada seja o indicador mais forte e grave de uma infecção por coronavírus, “o excesso de peso vem em segundo lugar”, determinou o relatório.

    As exortações da turma de “ficar em casa”, bem como a implementação de medidas como o fechamento de academias e parques (playgrounds , parques nacionais, trilhas para caminhadas e praias) tiveram o impacto esperado , sendo que 42% dos adultos nos Estados Unidos relataram ganho de peso indesejado durante o ano passado. Basta dizer que uma porção significativa de adultos que em março de 2020 não corriam risco substancial de um resultado grave de Corona vírus passaram a ser categorizada como grupo de risco elevado. Previsivelmente, a estratégia de lockdown (bloqueios), que envolve pessoas trabalhando em casa com muito mais frequência ou exclusivamente, levou a um aumento acentuado nos hábitos alimentares pouco saudáveis. As pessoas começaram a beliscar alimentos processados em quantidades muito maiores, bem como refrigerantes e bebidas alcoólicas, em grande parte para aliviar o estresse. https://edition.cnn.com/2021/03/04/health/obesity-covid-death-rate-intl/index.html

  3. Nikolai Hel,

    O PREGO:

    “Outros achados recentes também apontam que políticas mais extremas como o lockdown, adotadas em vários países e tão necessárias para achatar as curvas de contágio e evitar o colapso dos sistemas de saúde, não resultaram numa piora do bem-estar ou no aumento dos casos de suicídio”.

    https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/bbc/2021/03/27/lockdown-causa-depressao-e-suicidio-o-que-um-ano-de-covid-19-nos-revela-sobre-saude-mental.htm

  4. “Para quem só sabe usar martelo, todo problema é prego.”

    https://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:xmK8jd9mOq4J:https://epoca.globo.com/sociedade/efeitos-psicologicos-negativos-do-lockdown-se-agravam-indica-estudo-24882603+&cd=4&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

    (Alemanha, potência de primeiro mundo)

    O que desemboca nisso:

    https://veja.abril.com.br/blog/mundialista/licao-de-angela-merkel-todos-erram-mas-so-lideres-pedem-desculpas/

    (claro que não haveria essa condescendência se fosse o Bolsonaro a pedir desculpas por algo)

    Quantas mais pílulas azuis tu queres, Boiano?

    Aliás, nota-se que ultimamente sua fixação pelo lockdown tem alcançado níveis obsessivos e patológicos. Quanto estás ganhando para ficar em casa sem fazer nada, hein? Ou se está fazendo home office, pq queres impedir dos outros que não o podem fazer (o pedreiro, o borracheiro, o vendedor de pipoca) de irem trabalhar?

Deixe uma resposta