ADONIS OLIVEIRA – TERESINA-PI

NO CABARÉ…

É sexta-feira. Estamos nos aproximando da meia noite!

No Cabaré de Maria Grelo Duro, lá naquela famosa cidade serrana do Agreste Meridional de Pernambuco, a fuzarca está a todo vapor.

Tonha Sifilítica, a rapariga mais requisitada pela clientela, apesar da alcunha nada recomendadora, dá expediente dobrado junto à peãozada que compareceu ao bordel naquela noite. Já foram cinco conjunções carnais no dia. Terá que dar mais umas cinco, se quiser atingir a meta a que se propôs: conseguir arrecadar R$ 100,00 Reais num único dia. Precisa muito faturar e esta é a ocasião em que há maior demanda pelos seus préstimos. Cobrando a R$ 10,00 reais por cada vaqueiro que encara, chega ao final do dia tendo que usar abundantemente o tubo de Hipoglós que comprou na farmácia do bairro, mas com a bolsa recheada.

A razão desta necessidade pecuniária é que o seu pimpolho está crescendo e a cada dia fica mais revoltado, exigindo-lhe coisas que ela não pode lhe propiciar. Agora, cismou que quer uma boina que ela nem sabe direito para que serve ou o que representa. A revolta do garoto deve ter se originado no fato de ter presenciado, desde a mais tenra idade, todas as atividades profissionais da sua mãe, com as levas sucessivas de vaqueiros que passaram pela sua enxerga, inclusive as cenas mais escatológicas que se possa imaginar e as atividades sexuais mais aberrantes. Até porque, quanto mais aberrante fosse o pedido do cliente, melhor seria a paga a receber. “Dinheiro na mão, calcinha no chão! ” Era o que ela sempre dizia.

A presença do pimpolho, como testemunha involuntária da safardagem da mãe, se dava por dois motivos: primeiro, não tinha ninguém com quem deixar o baby. Depois, o quartinho onde moravam e faturavam, possuía apenas um cômodo. Assim, eles tinham que dormir juntos, no mesmo local onde ela exercia o seu suado labor. É certo que esta lhe dava, de vez em quando, uma lasquinha de Lexotan, de modo a fazê-lo dormir até o dia seguinte, de modo a não ter que presenciar a suruba que faziam com a sua mãe. Só que esta solução se mostrou até um pouco contraproducente. Parece que a medicação continuada do bruguelo fez com que ele ficasse cada vez mais imbecilizado e agressivo. Os constantes estados alterados de consciência parecem ter torrado os neurônios do boy. Tanto é que ele ficou irremediavelmente imbecilizado. Ou foi isso, ou foi a sífilis de diversas cruzes dela que se transmitiu a ele de forma hereditária. Não se sabe com certeza. O que se sabe, e com certeza absoluta é que os sintomas da debilidade mental do rapazinho eram abundantes:

Primeiramente, passou a assistir levas e levas de filmes. Só tinha este interesse na vida. Sabia tudo sobre cada um deles. Quem eram os atores, o diretor, os roteiristas, quantos prêmios haviam ganho, quanto tinha faturado, etc.etc.etc. Era um verdadeiro monomaníaco. Um homem unidimensional, segundo Marcuse.

Depois, a sua agressividade gratuita, muito especialmente representada pelo seu linguajar típico do bordel onde habitava. O rapaz não conseguia articular duas palavras sem pronunciar um palavrão cabeludo, de preferência bem agressivo e de forma gratuita, sempre de modo a ofender da forma mais desagradável que encontrasse em seu parco vocabulário, a todos aqueles que tivessem o azar de conversar com ele. Tornou-se um verdadeiro sociopata. Mais um pouquinho de doidera e se tornaria um “Serial Killer”.

Nos seus devaneios alucinatórios, cismou também que era “Faixa Preta em Artes Marciais”. Era constantemente visto emulando Jiraia, Jiban, e Bruce Lee, este último de quem se tornou ardoroso fã. Passava o dia inteiro imitando os gestos e os golpes de seus heróis, como quem estivesse lutando contra demônios invisíveis, que só seu cérebro corroído pela sífilis conseguia ver.

O arremate deste verdadeiro “Idiot Savant” foi a sua conversão fanática à seita esquerdopata. O menino passou a andar o tempo todo com a sebosa boina, do tipo que Che Guevara, que exigiu da mãe. Era o ídolo dele. Sentia-se o próprio “Macho Alfa” ao imaginar quantas pessoas condenaria ao “Paredon”, ou quantas fuzilaria ele mesmo, simplesmente por serem “Fascistas” e de direita, quando a sua revolução triunfasse.

Considerava-se um mestre em análises políticas, emitindo opiniões cada dia mais desconjuntadas e desvinculadas de qualquer realidade, por mais bizarra que fosse.

Outra de suas fixações passou a ser a ideia de querer “resolver” suas frequentes querelas através de duelo a faca, do tipo que havia presenciado inúmeras vezes entre os fregueses da sua mãe no cabaré, ao se desentenderem e disputarem quem iria comer a velha primeiro. Tudo bafo! Só devaneio! Típico de quem teve os neurônios torrados por excesso de química, sífilis hereditária e traumas edipianos.

A ironia final ficou por conta do desdobramento da sua fixação no assassino Che. Passou a ser devoto, com tudo que tinha direito, também de outro ícone das esquerdas brasileiras: Jean Willis.

A partir desta conversão, identificou-se de uma maneira tão avassaladora com essa Nova Esquerda Universitária Brasileira, que passou a entubar também uma brachiola com uma competência que faria inveja até ao seu mentor, ou ao jornalista fake que produzia notícias forjadas a partir de mensagens roubadas, que havia sido produtor de filmes pornô e que se dizia “Marido” do psicopata que ele idolatrava.

Quem diria? O cara era tão macho, tão macho, que acabou sentando numa mandioca! Só por lazer!

Ao final, cavalgando uma piroca tamanho Jumbão Plus, ainda ficava bradando ensandecido ao ter suas pregas do cu arrombadas: – EU NÃO SOU CORNO! Ou então, SÉRGIO MORO, I LOVE YOU!!!!

32 pensou em “ADONIS OLIVEIRA – TERESINA-PI

  1. Com esse VALENTÃO, em hipótese alguma criarei condição de haver aquele papinho mixuruca e afrouxado de Pinheirinho paz e amor: NUNCA!!! Oh, o dedinho!!! Pois tudo tem de ser cortado na própria carne a ferro e fogo e acunhá-lo sem dó nem piedade até romper ou lascar a tampa do tabaqueiro. Haja vista que, quem for podre que se quebre e quem perdeu que chore… Pois bem, digo isso em razão de, esse pilantra tem como filosofia de vida por confirmar aqui nas páginas do JBF que é corno assumido e parece que conformado ao possuir um estilo ou o seguinte modus operandi: CHIFRE FOI FEITO PRA HOMEM, BOI USA DE ENXERIDO…

    P.S.: – Todo corno assumido deveria se conscientizar que esse doloroso processo é coisa de gente doente, demente, delinquente… A solução seria aumentar a dose de cloroquina para ver se combate seus efeitos colaterais. Não sei se o CORNO CONFESSO sabe, mas há cirurgiões veterinários que sabem extirpar muito bem chifres de assumidos… A doença da cornança mental desse conformado merece análise de especialista em psiquiatria e em enfermidades mentais. Como perguntar não estupra, lá vai: Quem sabe o modo de proceder de um bom CIRURGIÃO VETERINÁRIO? Com um pacote de algodão, faz-se uma assepsia com o xarope da cloroquina nas pontas, em seguida, dá-lhe um comprimido de 500mg de cloroquina, aplica-se uma anestesia e logo após faz com que ele entre na faca. 3 horas depois, o safado que já pode ser taxado de ex-corno acorda com as pontas todas serradas…

  2. Para me enfrentar, corno safado, você estar precisando usar esteróides anabolizantes para aumentar sua massa muscular, inclusive as mamas…

    P.S.: – Para fazer média com os outros ele escreve parecendo o Rambo de terno, mas para o desassombrado Pinheirinho{que tem tutano no osso da canela) o VALENTÃO não passa de uma Olívia Palito…

  3. Eu discordo plenamente de você ser um corno de raízes e de tradição familiar, mas ao mesmo tempo entendo que, SER UM CORNO CONFORMADO está na moda. Afinal de contas, a quenga da sua mulher não é trouxa para saber muito bem que exclusividade sexual é ficção…

    P.S.: – EIS O SEU TIPO: Você deve ser o tal corno geladeira é tranquilo leva chifre mais vive muito bem com sua amada gaieira…

  4. O medo que faz de você enfrentar um corno dessa laia, é ser apanhado de surpresa ou traiçoeiramente com ele escondido e acocorado no mato, por trás de uma moita, com um SABUGO na mão, naquele momento de solidão obrigatória. . . .

    P.S.: – Sei não, mas isso tem cara de corno MAXIXE, possui pontas pra tudo quanto é lado…

  5. É bem sabido, e o VALENTÃO deve ter isso em mente, que todo corno conserva a esperança de um dia dar a volta por cima e não viver aos prantos lamentando-se da sua triste sina que é preparando o terreno, a mulher, para entregar de mão beijada aos outros. E DEVE SE CONTENTAR E VIVER DIZENDO: tem nada não, ei de recuperar-me. afinal de contas, o que a lagarta chama de fim de mundo, a natureza chama de borboleta…

    P.S.: – Eu chego até a pensar que esse VALENTÃO é mesmo o típico cormo MAL-HUMORADO que só vive enfeitado, mas prefere que a quenga viva sempre ao seu lado…

  6. Dizem os mais antigos, que nas famílias piauienses da época, o filho mais inteligente ia ser bacharel, o mais prudente, médico, e o mais feio e traquino a tendência era de ser um tremendo CORNO ou então padre….

    P.S.: – E por falar em corno, o valentão de Teresina(só se for de marcha-à-ré), tem tudo para ser o conhecido CORNO ATEU. Ou seja, não acredita em suas pontas, talvez ele venha a acreditar se vê o urso na cama…

  7. Lá vai ele / Com a cabeça enfeitada / Sem saber que a sua amada /
    Lhe traiu com outro alguém… Sinceramente, isso não vale o que o gato enterra, pois é CORNO tão nojento que é feito jumento ruim que se deita com cangalha e tudo por riba da laçada…

    P.S.: – E se eu disser que isso ANDA na rua à procura de Pinheirinho para aplicar-lhe uma SURRA(rezo todo dia por isso!!!), na verdade tá se disfarçando do popular CORNO ABELHA que se manda pra rua para fazer cera…

  8. Empunhando a bandeira ENCARDIDA da derrota, por ter fracassado, por não ter forças, por ser um dominado e não ter coragem de aplicar uma tremenda surra de cipó de boi e bem caprichada na quenga que lhe corneia, ele veio se vingar no madeira de dar em doido, no porrete de amansar corno que é o Pinheirinho: LASCOU-SE!!! Você pode até beber nessa garrafa de misturada pau dento, mas o que tenho a lhe oferecer é tira-gosto de couro de cela…

    P.S.: – eu estou numa dúvida terrível na qualidade de corno que essa peste é. Quem sabe ninguém se espante que pela cara de fariseu dele deve ser um CORNO TRUCADO que tanto leva gaia da mulher como também da amante…

  9. Vocês já notaram… Todo corno é cheio de muganga, e para disfarçar, é metido a valentão, não é mesmo?!?!?! Esse coitado, que pela sua fuça parece mais o BEATO SALU da novela Roque Santeiro, entregou-se por completo à cornança e a dependência total do urso… Parece mais um desses pregadores sacanas, muito mais dado às coisas mundanas, aos prazeres terrenos e quem sabe seja até um alcóolatra, pois seus trejeitos confirmam ao escrever, pois seu trêmulo letreiro denota ter se acordado de ressaca, dormido no sofá e o urso em sua cama e, para tapear dar uma de valente de araque…

    P.S.: – E seu eu disser que cheguei à conclusão que esse sujeitinho que envergonha o Piauí é o famoso CORNO CEGO. Pois parece uma criancinha, um bebê a mulher tasca-lhe gaia na frente e ele se faz que não vê…

  10. Eu sou mau e estou de mal com o VALENTÃO que adora aplicar SURRA em fubânicos. Por eu ser um sujeito que não curto muito religião, mas sei que até o diabo foi um anjo no princípio, mesmo assim, que Deus se apiede da alma de todos os cornos do mundo, com EXCEÇÃO DO CORNO BEATO SALU DE TERESINA. Não há de se negar, como também eu desejo e muito que sua alma e seu desgraçado e mal traçado destino sejam o inferno, com todas as honras de que o diabo é capaz. Afinal de contas, eu não sou muito rezador, mas tenho senso de religiosidade, como também de maldade, pois não é à toa que me auto denomino ser um porrete de amansar corno e depois mandá-lo pras profundas…

    P.S.: – Eu estou tão baratinado ou azoado que já mudei de opinião mais uma vez a respeito do BEATO SALU: parece que ele é mesmo cagado e cuspido o tal de CORNO POLÍTICO, pois é daquele que não se assume e sempre PROMETE matar o urso…

  11. Pelo zum zum zum que se ouve nos bastidores do JBF, parece que o CORNÃO BEATO SALU entrou em acordo com o urso e desta vez foi feita a partilha dos dotes. O urso entrou com o dinheiro e a quenguinha de vez em quando, uma vez perdida no ano, vai lhe emprestar a chiranha pra ele dá um cheiradinha…

    P.S.: – Perdoem-me, mas eu vejo o BEATO SALU como o autêntico CORNO DESCONFIADO, por ser um cornão com reserva, sempre, sempre fica calado…

  12. Para quem observar bem direitinho, nos mínimos detalhes, o VALENTÃO BEATO SALU DE TERESINA, quanto à cornança propriamente dita, ele ainda vai percorrer muitas léguas tiranas(apesar das negociações que estão em curso da partilha dos dotes), mas o calvário dele ainda vai demorar muito para chegar ao fim. Quando essa peste morrer, na verdadeira acepção da palavra, é uma viagem que ele gostaria de fazer que seria do purgatório ao paraíso, porém, nada disso vai acontecer, pois o destino miserável de um cornão da sua laia vai ser a MASMORRA INFERNAL que lhe será oferecida como única alternativa…

    P.S.: – Eu não me canso de causar trapalhadas a mim mesmo, pois não é que só agora é que eu vim descobri que o BEATO SALU se adapta muito bem como CORNO CURURU… Pois a mulher dá de garra da vassoura bota pra fora, mas pra casa o corno volta…

  13. O SUGISMUNDO BEATO SALU, aqui nas páginas do JBF, passa uma impressão ou tenta ludibriar o sexto sentido da ala feminina das leitoras, comentaristas e colunistas por ele, safadamente, se julgar ou tentar ganhar com papo de camelô de quinta categoria e ficar com as mãos tão limpas quanto as de Pilatos e apoiado por alguns maloqueiros da gangue de comentaristas do JBF. Mas as senhoras e senhoritas não são otárias, nem muito menos a macharia, pois já sabem muito bem que não vai ser meia dúzia de fariseus que mancharão as imagens de uma aguerrida e intelectual Artemísia da vida ou o duro na queda Pinheirinho ou mesmo perante outras ilustres leitoras que leem o blog esporadicamente por esse Brasil afora. NÃO VEM QUE NÃO TEM, BEATO SALU!!!

    P.S.: – Eu me lembro quando era criancinha pequena lá em Barbacena gostava muito de cantar essa musiquinha: Ilarilarilariê (ô, ô, ô) / Ilarilarilariê (ô, ô, ô) / É a turma da Xuxa que vai dando o seu alô!!! Daí, me lembrei que o BEATO SALU tem tudo para ser denominado de CORNO XUXA em razão de ser um barbudinho metido a bonzinho que trata a quenguinha escrota com muito amor e carinho e só não abandona o lar porque morre de amores pelos baixinhos…

  14. Excetuando-se aqui, as mulheres. Somente os homens, absolutamente os homens, a vida seria terrível para o sexo masculino se eles soubessem da missa um terço se os cornos de fé, tipo esse daqui do JBF, afirmassem realmente a verdade, a tortura ou mesmo a humilhação porque eles passam. Ninguém é corno à toa. Mulher não bota ponta no homem porque é safada, em absoluto!!! Os BEATO SALU da vida são cornos em razão de não chegar junto… Não serem do ramo… A maioria é daqueles que dá uma miudinha vira-se de lado e vai roncar e a mulher que foi assanhada fica a ver navio…

    P.S.: – Aproveitando a alegria da Xuxa que tal o CORNO PAPAI NOEL!!! Vejam no semblante do BEATO SALU DO JBF que ele é um corno que espanta. Jamais ele abandona o lar, pois adora as crianças…

    • Será que essa peste tem filhos? Se tem deve ser do urso, o silencioso pé de pano… Mais uma vez eu me atrevo, pois como perguntar não estupra, então lá vai: Cornão do JBF, responda-me se for capaz: um bimba mole como você tem como NÃO ser corno?!?!?! Pergunto-lhe por que não lhe vejo como macho, os seus berros aqui de machão é apenas de um galhofeiro. Até porque, Pra ser macho, seu biba, tem que fazer volume na cueca!!!

      P.S.: – Como o BUFÃO BEATO SALU é Metido a escrevinhador e bastante falante teria tudo para ser batizado como o CORNO FOFOQUEIRO, que a pouca gente espanta, pois leva gaia da mulher e a todo mundo conta…

      • Olha, BEATO SALU, já que hoje em dia você já dobrou o Cabo da Boa Esperança, pelo menos tenha dignidade para ensinar aos filhos do urso que você diz que são seus para eles não caírem na mesma esparrela e virar tradição da cornalhada da mundiça dos Oliveiras do Piauí, como também para ninguém perguntar-lhes ou vir com essa inconveniência: tem como NÃO ser corno?!?!?! Aconselhe-os afirmando que o remédio ou a dosagem certa é comer bem a patroa e tratá-la melhor ainda… Simples assim!!!

        P.S.: – Não sei se é o caso do BEATO SALU, mas quem sabe não cairia bem ser taxado de CORNO VINGATIVO, pois aproveitava o embalo em ser um corno exagerado, tornar-se um revoltado e arrumar um Tonhão pé de mesa para viver ao seu lado…

        • Tendo em vista o peso da idade uma peste dessa, hoje, deve se comportar como CORNO PADEIRO que fica amassando s massa pro pé de pano comer… Eu acredito que depois de atingir mais de 7 décadas de vida essa peste não deixa mais nunca de ser corno, haja vista que, um velho sem chifre é um velho sem defesa…

          P.S.: – Venhamos e convenhamos, mas de toda cornalhada o que cai bem nele é o CORNO CUSCUZ que tenta abafar o caso, mas só vive corneado…

          • Eu acho que o BEATO SALU deve ter ficado envergonhado ou com as bochechas rosadas e as pontas coçando ao assistir à peça do mestre Ariano Suassuna quando o personagem João Grilo afirma: tá aí duas coisas que eu não sabia: uma que eu era corno, outra que defunto falava. Algo dessas frases lhe tocou profundamente… A gente aqui do JBF há bastante dias bate nessa tecla, mas eu acredito que um picareta desse não tá nem aí!!! Já se acostumou… Tá feito ter o nome negativado no SERASA… Já se habituou e nem liga mais pro nome sujo e nem pras ligações de cobrança!!!

            P.S.: – Eu já falei aqui que o BEATO SALU tem todas as coordenas para ser um alcóolatra, por isso caía bem ser intitulado daquele tipo de CORNO CACHACEIRO que se faz de durão, pois leva gaia e toma cana e ainda se diz ou se acha valentão…

            • Uma pergunta que gostaria de fazer ao BEATO SALU: será que em farmácia existe remédio pra chifre?!?!?! Eu dou por vista qual foi a reação do CORNÃO DE TERESINA ou como ele reagiu quando ouviu a célebre frase do Príncipe Charles sendo corneado pela Princesa Diana: “O homem é um ser tão dependente que até para ser corno precisa da ajuda da mulher”…

              P.S.: – Imaginem a cena de um cara vendo um cornão desse balançando a cabeça ao ser chamado de CORNO LAGARTIXA, pois ninguém o respeita e todo mundo o rejeita e ainda grita TU ÉS CORNO?!?!?! e ele fica balançando a cabeça…

              • BEATO, BEATO!!! SALU, SALU!!! bote na sua cachola que, quem avisa INIMIGO é: lembre-se sempre, pois quem não dá assistência, abre concorrência… Eu tenho uma ligeira impressão que essa peste tornou-se um corno inveterado em razão de ter trabalhado longe e deixou a égua em casa. Uma coisa é certa e mais certo é um ditado popular que diz: namorar mulher que mora longe é igual a orelha de boi, você tá perto do chifre e longe do rabo…

                P.S.: – Toda modalidade de corno encaixa bem no Beato do JBF. que tal o CORNO SÃO TOMÉ!!! Quem quiser pode lhe contar, mas o peste só acredita vendo…

                • Curta essa cornão e lembre-se, gado magro pula a cerca quando o capim não lhes mata a fome: Me dê motivo pra ir embora / Estou vendo a hora de te perder / Me dê motivo, vai ser agora / E é nessa hora que o homem chora / A dor é forte demais pra mim…

                  P.S.: – Valentão, e o CORNO PAI-DE-SANTO, HEIN? É o que podemos chamar de corno da ralé, pois o cornão está sempre expulsando um “caboco” de cima de sua mulher…

  15. Desculpem me intrometer nessa briga de comadre mas porque vocês não marcam logo uma saída de mão lá em Boa Viagem, na areia, põe alguém prá filmar e depois manda pro JBF. Só assim vamos saber quem é o mais idiota. Muito papo e pouca ação.

    • Carlos,

      Se eu desafiar esse bosta para um duelo, a arma que ele vai escolher serão os chifres.

      É só do que o cara fala. Aliás, sabe tudo de chifre. Só não sabe quem comeu a mãe dele, porque foram muitos.

      Você está fazendo uma grande besteira em dar atenção a este merda. Faça feito os demais colegas.

      FUI!!!

      • FUI NÃO, FICO!!! Venha com gaiatice ou com mimimimimi que eu pago seu lanche… O CORNO BEATO SALU tem um linguajar tão amaloqueirado que o seu ânus fica tão perto da boca que quando PENSA, fede. E quando FALA, caga!!!

        P.S.: – Comigo você mastiga BRITA, o ponche é PINCHE e a sobremesa é prego CAIBAR ou RIPAR…

  16. Nos rende-vous de toda sociedade, convivem de gigolôs a aprendizes de prostitutas e Carlos Cachaça é um deles. Dá-me uma impressão que esse tal de Carlos Cachaça é portador de um vírus crônico, resultante do cruzamento da safadeza com o bolsonarismo…

    P.S.: – CALA A BOCA VAGABUNDO CARLOS CACHAÇA!!!

  17. Olha, seu pulha!!! Respeito sua feiura, não sua estupidez…

    P.S.: – Com esse seu ahahahahahahahah, parece que você relincha ao invés de mugir…

    • Revoltado, o CORNÃO, às pressas, tentou dar ao limão uma aparência de limonada ao escrever um texto chinfrim, totalmente amundiçado e ao seu estilo com um título ralé. Aí, QUEBROU A CARA com Pinheirinho… Reza a tal sabedoria popular que não é preciso tomar uma sopa inteira para saber se ela está insossa ou salgada. Baseado nessa teoria basta olhar para a fuça do BEATO SALU DO JBF para não se ter dúvida que o peste é corno até a alma!!!

      P.S.: – Apesar dos pesares, eu desejo que esse cornão não morra. Longevidade e firmeza de princípios infeliz das costa oca, é o que esse corno está precisando e é o que, sinceramente, lhe desejo…

  18. Homi, tou achando que esse Altair Pinheiro tem uma secreta paixão pelo Adonis. Só não precisa sujar tantos o espaço desta escrota gazeta. Seja como for, quem porra tem saco pra ler tanto pé de babosa?

    • Não é do meu feitio dar importância a quem não tem, assim como um vazio como você, cangaceiro de araque. Aproveite a oportunidade e faça como o Deco, Gonzaga e o João Francisco que me esqueceram, me botaram na geladeira, me mandaram para escanteio, atitude essa dos três que eu fiquei muito grato e só tenho a agradecê-los.

      P.S.: – Se você fizer isso, ao segui-los, serei grato a você pelo resto de minha vida. Então, cangaceiro de araque, me favoreça com sua ausência. Aliás, sua AUSÊNCIA vai preencher uma grande LACUNA.

Deixe uma resposta