CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Senhor Editor:

Uma colaboração deste leitor fiel para o nosso jornal.

Se for possível, publique nessa gazeta escrota por favor.

Obrigado e bom dia.

3 pensou em “ADEILDO MOURA – TERESINA-PI

  1. Inspirado pelo Senador Marcos, também tenho uma(s) sentença(s) debaixo do braço.

    Cito um eminentíssimo jorlalisteiro da extrema mídia:

    Ao ser questionado na CPI da Covid pelo senador Ângelo Coronel por que não participou pessoalmente das tratativas para aquisição do imunizante, Pazuello atribuiu com orgulho à sua condição de militar.

    “Nós [militares] não entramos na negociação direta para compra de nenhum bem”, explicou.

    O senador Alessandro Vieira fez uma observação que incomodou Pazuello.

    “O Primeiro-Ministro de Israel compreendeu o valor máximo da vida, acelerou as compras, negociou pessoalmente e conseguiu garantir que seu país fosse vacinado em grande proporção”.

    E olhe que Israel é um dos peíses-ídolos do Bolsonaro e sua turma…..

    Ai exaro a minha sentença: Bolsonaro (claro) e Pazuello, com a expressiva assistência de Fabio Wajngarten e Ernesto Araújo, brincaram com a vida dos brasileiros, ao não se empenharem devidamente pela compra das vacinas. Esse é o voto.

    Aguardo recurso ou embargos infringentes.

Deixe uma resposta