DEU NO JORNAL

Político brasileiro que apregoa a “defesa dos valores democráticos” são os primeiros a demonstrar que democracia só vale quando eles levam a melhor.

Esse tipo de gente também reclama das interferências do Supremo Tribunal Federal em assuntos da competência exclusiva dos demais poderes.

Mas quando perdem uma votação democrática de projeto ou de uma proposta de emenda, como a dos Precatórios, apelam ao STF para se intrometer e tutelar o Legislativo.

A ação movida pelos derrotados na votação da PEC pedem ao STF outra vez para jogar no lixo a lorota de “poderes harmônicos e independentes”.

Caberá ao STF decidir novamente se irá ou não tutelar o Legislativo, como tentou se impor várias vezes ao Executivo. A tentação é grande.

Nos Estados Unidos, onde a democracia é levada a sério, a Suprema Corte jamais ousaria “julgar” decisões corriqueiras do Poder Legislativo.

No Brasil, o STF se sente à vontade para anular decisões dos outros poderes e até dá ordens para instalação de CPIs, como a da Pandemia.

Ministro do STF, Alexandre de Moraes, recebeu senadores da CPI da Pandemia

* * *

No lado direito da foto que ilustra esta notícia aí de cima, tem um sujeito latindo de máscara no fucinho.

Aparece só uma banda da cara dele.

E todo mundo na sala está prestando atenção no que ele diz.

Me parece ser o Gazela Saltitante, aquele baitola de fala afrescalhada que é um dos retratos do atual legislativo brasileiro. Cagado e cuspido.

Apelo pros leitores: seria mesmo o Gazela?

Do lado esquerdo eu identifiquei Humcerto Bosta, o petralha que é cognominado de “Drácula” na lista de propinas da Odebrechet.

Também identifiquei o Supremo Ditador, o Xandão Cabeça-de-Ovo, um dos tiranetes da corte dos urubus, comandando a reunião do bando.

Suas Insolências escolheram a pessoa certa pra cagar suas reivindicações surreais.

Uma reunião que seria inimaginável nos Estados Unidos, como bem ressalta a notícia aí de cima.

Os outros que aparecem na foto, eu não faço a menor ideia de quem sejam.

Quer dizer, não sei os nomes.

Sei apenas que são todos canalhas repulsivos e que envergonham a nação brasileira.

O jumento Polodoro está de prontidão, aguardando cruzar com cada um deles.

Polodoro, de pajaraca devidamente vaselinada, aguardando o momento de cumprir sua missão

Deixe uma resposta