DEU NO JORNAL

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) ingressou com ação direta de inconstitucionalidade (ADI) no STF contra a nova Lei de Abuso de Autoridade.

Em nota, a associação afirmou que todos os artigos atingem “frontalmente a liberdade de julgar e rompe o pacto federativo, reduzindo sobremodo a atuação do Poder Judiciário, em especial no combate à corrupção, pois criminaliza a própria atividade de julgar, núcleo intocável em Estado Democrático de Direito”.

Na ADI, os juízes afirmaram que a lei poderá transformar a conduta de um magistrado em criminosa, “o que torna o exercício da jurisdição uma atividade de risco inaceitável em um Estado Democrático de Direito”.

* * *

A reação da banda decente do país está começando.

Vem mais por aí.

Essa canalha lá de cima está abusando da nossa paciência.

Só não espero nada mesmo é daquela entidade chamada OAB, atualmente nas mãos de uma quadrilha que atende pelo nome de PT.

Deixe uma resposta