DEU NO JORNAL

Certo de que Ricardo Lewandowski ordenaria a liberação dos exames para o jornal O Estado de S. Paulo, o presidente Jair Bolsonaro mandou entregá-los ao ministro do STF.

Os críticos de Lewandowski sempre o vinculam a opositores de Bolsonaro, como Lula e o próprio PT, mas foi ele quem livrou o presidente da “acusação” de estar doente, ao determinar “ampla divulgação” dos exames, todos negativos.

Ao menos é um presidente que não foi “julgado” no STF por roubar dinheiro público.

A judicialização dos exames do presidente beirou o ridículo.

Bolsonaro chegou até a advertir, com bom humor: “vão cair do cavalo”.

Caíram.

* * *

E eu caí das nuvens…

Fiquei boquiaberto com essa babaquice do Estadão.

Coisa mesmo da incrível grande mídia oposicionistas dos dias atuais.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Martelo batido: o presidente está absolvido da acusação de estar com o coronavírus

6 pensou em “ABSOLVIDO DA ACUSAÇÃO DE DOENÇA

  1. O Estadão, do alto dos seus 145 anos (existe desde a época do império), agoniza.

    E o Google ainda fala que o mesmo é de orientação de direita. A tá!

  2. Fico admirado de o STF aceitar uma petição nesse sentido. Seria óbvio receber, indeferir e arquivar e mandar um recado, embora não verdadeiro, mas pertinente: temos assuntos mais sérios para resolver.

  3. A ECONOMIA se deteriorando dia a dia, sendo que a SAÚDE precisa e muito da saúde da ECONOMIA e na Ilha da fantasia, digo Brasilia, tempo e mais tempo dos três poderes sendo jogado no lixo, com assuntos que não melhoram em nada o Brasil. Pobre Brasil do papo furado!

  4. Fudeu: o Estado de S.Paulo decidiu requerer, junto à 14ª Vara Cível Federal de São Paulo, que a Fiocruz informe como é possível garantir que a amostra do “paciente 05” seja a do presidente Bolsonaro.
    Nele não constam CPF e CI, só o “nome de fantasia”.

Deixe uma resposta