DEU NO JORNAL

Jair Bolsonaro ainda paga o preço pela defesa da flexibilização das medidas de isolamento ou distanciamento social.

Mas alguns dos governadores que jogam para a plateia criticando o presidente, a quem chegaram a chamar de “irresponsável”, foram os primeiros a liberar o funcionamento de atividades, na tentativa de minimizar os efeitos catastróficos na economia.

No Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB), que usou e abusou de oportunismo, também flexibilizou.

A “cereja do bolo” na onda da flexibilização é São Paulo, cujo governador João Doria (PSDB) chegou a provocar bate-boca virtual com o presidente.

Foram os casos dos governadores de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), que até “rompeu” com o presidente “em defesa da ciência”.

O catarinense Carlos Moisés (PSL), um dos defensores mais radicais do “isolacionismo”, acabou cedendo e flexibilizando mais que outros.

Apesar da menor incidência da doença no País, Tocantins era dos mais fechados. Mas o governador Mauro Carlesse (DEM) flexibilizou.

* * *

Tiveram que deixar a demagogia e o oposicionismo de lado e foram obrigados encarar a realidade.

Com as caras todas lambuzadas de Óleo de Peroba.

Abriram as pernas 

Polodoro está de prontidão.

Ansioso pra cruzar com cada um desses babacas.

Nosso estimado jumento já avisou que vai ser sem cuspe e sem vaselina.

5 pensou em “ABRIRAM AS PERNAS

    • ¿cómo será el rebote de la crisis económica? “La humanidad está enfrentando uno de sus mayores desafíos: una pandemia y una implosión económica”, evaluó el economista Ricardo Arriazu, en un análisis sobre la conyuntura provocada por el avance del nuevo coronavirus , y advirtió que ” se está destruyendo todo el comercio , que es el 80 por ciento del Producto Bruto Interno (PBI) mundial”

      Además, explicó cuál sería su receta si fuera ministro de Economía en esta situación extraordinaria: “Lo primero es evitar una conflictividad y un colapso social. Lo segundo: hay que salvar a las empresas. Una vez hecho eso hay que evitar que esa expansión monetaria genere inflación.

    • Mas para as GALINHAS LULOPETISTAS (que adoram tomar no fiofó – para, MASOQUISTAMENTE FELIZES, saírem a cantar) a SOLUÇÃO é ficar nessa QUARENTENA HISTÉRICA e:
      “VIVER DE AMOR E de PASTEL DE BRISA!!!”

    • Depois?????

      A população todinha fica com cara de moça deflorada em noite de festa!

      Quero só ver quando é que vamos começar a enforcar cada um desses canalhas.

Deixe uma resposta