ADONIS OLIVEIRA - LÍNGUA FERINA

Ao longo do século XX, o Brasil sofreu diversas tentativas para estabelecer a “Ditadura do Proletariado”, ou seja: uma Ditadura Marxista-Leninista. Todas as vezes, e foram muitas, a maioria absoluta da população foi contra e ficou firme ao lado da família cristã, da propriedade privada, da liberdade e da democracia.

Ao fim dos governos militares, e com a anistia política, todos os terroristas que haviam sido expulsos do país retornaram. De novo, passaram a lutar arduamente para conquistar o poder, agora pela via democrática, usando todas aquelas liberdades que pretendem suprimir se chegarem ao poder. O primeiro grande passo foi a Constituição de 1988, cujas diretrizes eram francamente socializantes. O estado brasileiro passou a assumir o papel de “Grande Provedor” de tudo para todos, sem nenhuma consideração sobre a viabilidade desta ideia.

Nos anos 90, após uma década de inflação e um início conturbado pelo Impeachment de um Presidente altamente corrupto, elegemos um esquerdista “moderado”, adepto do “Socialismo Fabiano”, ou seja: marxista um pouco menos radical. Foi a preparação para a eleição do guru das esquerdas no Brasil: Luís Inácio LULA da Silva. Sindicalista analfabeto mas altamente demagógico e oportunista. Sua posse na presidência coroou o processo de busca da hegemonia Gramsciana sobre corações e mentes da nova geração, juntamente com a ocupação de toda a estrutura governamental com seus apaniguados. O imenso aparato educacional estatal brasileiro passou a ser dominado por militantes da esquerda Marxista-Leninista. O monopólio de todas as atividades educativas do país passou às mãos de pessoas francamente adeptas da esquerda radical. Do ensino básico às Universidades e Institutos Federais de Educação Técnica, juntamente com todas as pós-graduações do país, este imenso aparato, dominante absoluto dos processos educacionais da nação, passou a martelar insistentemente sobre os educandos teses e princípios esquerdistas. Dissidentes foram anatematizados, demonizados e expelidos deste sistema.

Em continuidade ao processo de domínio do aparato estatal, passaram a nomear para o judiciário, e muito especialmente a Suprema Corte, apenas seguidores leais das diretrizes emanadas da coordenação do maldito projeto para a implantação do comunismo em nosso país. Era a garantia de uma poderosa retaguarda legal para todas as suas ações subversivas. O ápice deste processo de doutrinação e de dominação política se deu com a criação de uma entidade sub-reptícia e sempre atuando nas sombras: O Foro de São Paulo! Rapidamente, espalhou-se por toda a América Latina uma série de governos altamente comprometidos com o ideário da camarilha vermelha. Foi um sucesso absoluto e retumbante! De repente, toda a América Latina era governada (?) por expoentes desta máfia. Raros foram os países que escaparam desta maré vermelha.

A classe política de nosso país, por sua vez, sempre altamente venal e patrimonialista, passou a ser dividida em duas categorias: os que roubavam avidamente apenas para benefício próprio (ou de seus amigos e familiares), e aqueles que justificavam suas roubalheiras por arrecadarem fundos para “A causa da Revolução Socialista”, embora estes também se apropriassem de gordas parcelas dos valores roubados. Todo este projeto de submissão de nações aos desígnios satânicos da seita vem sendo inexoravelmente implementado há mais de 30 anos. Agora está chegando ao ápice, impulsionado por uma conjuntura mundial extremamente favorável.

Em paralelo e durante todo este período, o mundo observou admirado a enorme ascensão econômica da China, com a consequente expansão da sua influência política sendo sentida em todo o mundo, muito especialmente naqueles países que se constituem fornecedores de insumos estratégicos para eles. Este é o nosso caso.

Sem nós, a China passa fome. Somos cruciais para seu projeto de hegemonia mundial. Daí para iniciarem ambicioso processo de expansão do seu “Soft Power” entre nós foi um piscar de olhos. Imprensa toda corrompida, meios de comunicação dos mais diversos tipos sendo “comprados” pelo governo chinês, setores inteiros de atividades estratégicas sendo adquiridos por chineses, embaixadores dando palpites e ultimatos em questões internas de nosso país, e por aí segue o festival de horrores. Eis que, do nada, surge um vírus letal que “escapou” (sem querer, querendo?) de um laboratório chinês e criou uma pandemia de proporções mundiais, destruindo a economia dos países e causando milhões de mortes. Mesmo sendo uma catástrofe equivalente a uma guerra mundial, o pior ainda está por vir. A pandemia está servindo magnificamente de trampolim para a consecução dos planos de hegemonia mundial das esquerdas, tal qual como se fora um Planejamento Estratégico milimetricamente projetado e magistralmente implantado. Melhor não poderia ser.

• Aparelhamento da Organização Mundial da Saúde e outros organismos mundiais;

• Completo caos econômico e desespero de grandes parcelas da população;

• ONGs e ativistas histéricos elevados à condição de “Gurus” mundiais;

• Eleições fraudadas nos Estados Unidos;

• Processo de embrutecimento e imbecilização acelerada da população;

• Controles governamentais sobre os mínimos aspectos da vida das pessoas, determinações ridículas, abusivas e aleatórias, sem vinculação com coisa nenhuma, num processo Pavloviano de submissão;

• Ridicularização de todos os aspectos da herança cultural helênica e Judaico-cristã, junto com a destruição dos valores ocidentais, por serem supostamente “machistas”, “homofóbicos”, “fascistas”, “racistas”, “colonialistas” e, por fim, “negacionistas”, para todos que se neguem a aceitar esta choradeira idiota;

• Apologia da cultura de “raiz”, representado por uma volta às origens negras, supostamente idílicas; por uma estética “trash”, por mutilações corporais diversas (tatuagens, piercings, cabelos raspados só de um lado, roupas com estilo de presidiários, com calças frouxas e sem cintos, mostrando o rego da bunda, ou propositalmente rasgadas, etc.), atitude agressiva contra tudo e todos, sinais de rebeldia e insatisfação que, na realidade, são conformidade com um “zeitgeist” que exige eterna revolta contra supostas “opressões”, se não quiser ser excluído e tachado de alienado; comportamento de bebês chorões, onde todos lhes devem alguma coisa, especialmente o governo ou quem tiver condição um pouco melhor que a sua, e por aí vai.

Esse imenso e profundo mergulho que a humanidade está dando nesta latrina moral, ao dar prioridade a tudo o que seja animalesco, bizarro, imbecil, grotesco; nessa opção preferencial pela estupidez; na apologia do banal e irrelevante, é o preâmbulo do “Admirável Mundo Novo” almejado pelas esquerdas mundiais.

O mundo inteiro se encontra numa marcha acelerada e inexorável rumo ao inferno socialista!

Este processo que o Brasil vem passando, em que a maioria conservadora da população se deixou empolgar pelas manipulações e lavagens cerebrais conduzidas por uma minoria radical, que não chega a 30%, mas que é extremamente atuante e organizada, tem toda a semelhança com o que ocorreu na Alemanha nazista.

O processo de embrutecimento e doutrinação maciça da juventude está praticamente completo. O futuro é deles e não sabem nem decidir se são machos ou fêmeas. Vivemos uma época de imersão total na apologia da animalidade, na exacerbação de uma sexualidade simiesca e desregrada, onde tudo vale, onde tudo é “OPÇÃO PESSOAL”. Enquanto isso, multidões de ladravazes, canalhas, das mais variadas espécies, todos com a característica comum de serem altamente venais e inescrupulosos, excitadíssimos e ávidos diante da possibilidade de virem a ser o timoneiro do imenso Titanic chamado Brasil, junto com alguns inocentes úteis, unem-se para explodir o governo Bolsonaro, nem que, para isso, tenham que explodir com o país inteiro.

CANALHAS! CANALHAS! MIL VEZES CANALHAS!

Pode até ser que Bolsonaro venha a ser destituído ou assassinado (toc,toc,toc.), e que na próxima tentativa, a facada seja “Bem-Sucedida”, conforme as palavras daquela jovem jornalista desastrada. Deus o livre mais uma vez. Só que, nem mesmo assim, nenhum desses crápulas chegará jamais a ser presidente. Elegeremos Polodoro, o brioso mascote do JBF, mas não elegeremos nenhum desses filhos da puta.

6 pensou em “A U.R.S.A.L. E A PRÓXIMA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL

  1. Grande Adônis, sua coluna, como sempre está magistral.

    Sou um pouquinho mais otimista que v., quanto ao futuro do nosso país. Acho que a mudança para a direita conservadora já é inexorável

    Concordo quando diz que mesmo se assassinarem Bolsonaro, que nem mesmo assim, nenhum desses crápulas chegará jamais a ser presidente.

    Haverá guerra civil e neste caso voltará a guilhotina, como v. sempre colocou, como solução para nossos problemas.

    • João, caríssimo João,
      Infelizmente há cheiro de pólvora no ar e a guerra civil (infelizmente) é uma possibilidade que começa a pintar suas cores. Aos cagões recomendo o uso de calças marrons…

      Gigante Adônis de acero y corazón de Oro!!!!!!

      • ´The world isn’t too bad, but what we are doing to it’ Louis Armstrong

        O silêncio do mundo ocidental perante a luta que os habitantes de Hong Kong, Venezuela, Cuba têm travado, para escaparem ao totalitarismo a gente não assiste em lugar algum da mídia brasileira…

  2. Todos dessa gazeta escrota merecem meu respeito, mas nenhum merece mais do que Língua Ferina. O cara tem cara de zangado, mas tem uma cultura que vai além dos cabeças de concreto que conheci na vida. É show de bola.

    • Caríssimo leitor,
      Este é o JBF de todos nós…
      Tudo se resume a um só culpado: Berto, ao reunir gigantes da prosa e do verso em um único espaço. Os melhores são apenas bons para o JBF? Pouco ético seria Sancho elencar o “supra-sumo” desta GAZETA, mas (bendito mas), Sancho coloca ADÔNIS como candidatíssimo a tal patamar.

      Mas (espetacular mas), são especialíssmo os cronistas, que batem ponto nesta gazeta, todos de altíssimo nível (cada um em sua especialidade).

      Abusando de minha crônica insônia, passo as madrugadas percorrendo cada coluna desta “escrota” gazeta me maravilhando com tanta genialiade.

      E ficaria horas teclando, se fosse enumerar os comentaristas maravilhosos que batem ponto diariamente neste espaço.

      Um ótimo domingo, desejo extensivo a toda a comunidade deste nosso JBF.

Deixe uma resposta para San Cho Coco Loco Cancelar resposta