A SUPREMA CARMEM MIRANDA E O SUPREMO CHUPÃO

10 pensou em “A SUPREMA CARMEM MIRANDA E O SUPREMO CHUPÃO

      • Putz!.Putz!.Putz!. que pariu …….

        E agora …… Nada contra homosexuais, mas este deboche é uma vergonha nacional e quiça, internacional, para o sinistro ” Fachin – Carmem Miranda” e o sinistro “Barroso – Boca de Veludo ” e quiça, para o STF…..

        Não sei onde vamos para com esta canalhada solta por aí sem limites…..

  1. E pensar que estes dois são ministros da Suprema Corte Brasileira. Voi fazer os questionamentos que a esquerdalha faria e tentarei responder.

    “É proibido ter homossexual no STF?” – Não, evidentemente não.

    “Então qual é o problema?” O problema é que os dois são casados e se apresentam como pais de família modelo.

    “Tá, mas dentro da família eles podem ser aceitos como são e nós não temos nada a ver com questões internas familiares.” Não tem como separar as coisas. Se um Ministro STF leva uma vida secreta paralela, isso pode dar margem a chantagens e outros tipos de extorsões. Uma figura pública não pode ter segredos pessoais.

    O que está acontecendo é muito grave. Bob Jeff (o malvado do bem) acusa os ministros para quem quiser ouvir e não é processado. Se o processam, Bob Jeff poderá provar o que diz e aí ficará ruim para os dois.

  2. Jeferson disse que no STF havia nove ministros com o rabo preso e dois com o rabo solto. Sabemos agora quem são eles.

    Mais importante do que saber pra quem o dois soltam os rabos, é saber quem prende o rabo dos outros nove.

    Vamos lá Jefferson, mate nossa curiosidade!

  3. Sem mais. Essa suprema trepada fuderal é um colôio de vagabundos, de xibungos, ladrões, vagabundos… Taquipariu. Nojo, asco, é pouco.

  4. Se Roberto Jefferson não existisse na Política brasileira teria que ser inventado. Sensacional. Quanto as duas bonecas eu desconfiava mas agora tenho certeza que elas fazem parte da “irmandade”.
    Dar o caneco precisa coragem agora chupar cenoura nem coelho consegue. kkkkkkk

    • Repito e aplaudo a nossa gostodepão: “Se Roberto Jefferson não existisse na Política brasileira teria que ser inventado”.
      Se a gostodepão não existisse no JBF teria que ser inventada.

  5. As taras dessa dupla entre quatro paredes justificam bastante suas atitudes jurídicas.

    V. Urubuscência Padroeiro-das-Favelas, Edinho “Nariz-de-Porco” Faqueiro, na sua proteção incondicional a operações nos morros, deve curtir um bacanal bem como bailes de Funk podem proporcionar.

    V. Urubuscência Abortista, Luizinho Barrento, o supremo pavão de cinquenta tons de penacho preto, por sua vez, torna-se ainda mais suspeito em sua imensa acessibilidade ao Garoto Ixpertinhu Malakoi do Hebraico para fazerem lives discutindo projetos de censura seletiva.

    Acho que será tema da minha próxima correspondência (como sempre, gosto de chacoalhar os alicerces).

Deixe uma resposta