A PIRRALHA E OS DESOCUPADOS PIRRACENTOS

Greta Thunberg – a “pirralha pirracenta”

O assunto virou mote. Sem valor nenhum, o assunto virou mote para a grande maioria de desocupados que deviam estar catando folhas secas, capinando o mato, banhando cachorros, ou lavando calçadas. É uma absurda falta do que fazer.

Sim, por que as viúvas do Kid Nove Dedos, que acabou de ficar sem a moradia oficial e como não tem mais o tríplex ou o sitio de Atibaia, vive vagando e provavelmente dormindo pelas calçadas da vida, ao tempo que aproveita para falar merda e pregar violência, pegaram o Jair Messias Bolsonaro para Cristo e fizeram e continuarão fazendo uma tempestade com apenas um copo d´água.

Pois, em vez de cuidar da própria vida, a pixoxotinha, kid, mirim, pequena, miúda, e outros tantos adjetivos que o nosso regionalismo brasileiro conhece e fala para designar uma criança, Greta Thunberg ficou ofendida por ter sido rotulada de “pirralha” pelo já reeleito Presidente da República Federativa do Brasil.

E, a partir daí, os “do contra” que divulgam e fazem estardalhaços até por conta de um peido fedorento que B-17 deixe sair pelo furico, estão mandando brasa, propondo cassação por falta de decoro, por desrespeito à sua eminente pirralha Gretinha. Absoluta falta do que fazer.

Entre os “do contra”, muitos precisam ir ao Aurélio. Se forem, lá, com certeza encontrarão:

“Pirralha – S. f. Bras. E prov. Lus. 1. Menina pequena; criança, guri. 2. Indivíduo de baixa estatura.”

Os fatos da semana mostram apenas que, o maior e provavelmente único problema do Brasil, é o brasileiro. Mau, praticando males. Seja contra quem for, que ele não simpatize. Não quer nada com “política”, mas politiza tudo. Tudo tem que ser politicamente correto.

Desemprego? Não existe. Existe, isso sim, quem não queira trabalhar ou não tenha qualificação para isso.

20 pensou em “A PIRRALHA E OS DESOCUPADOS PIRRACENTOS

  1. Vi um texto comparativo falando sobre um estudante holandês, de 19 anos, que criou um sistema para limpar o oceano. Greta, de fato, não tem nada.

    • Maurício, é isso sim. Todo dia tem assunto para a grande mídia espinafrar, se quiser fazer isso. Mas, também tem para elogiar, se descerem do Cavalo de Troia e se dispuserem a ser justos. A BR-163, a Transposição, a Transnordestina, o PIB e outros. Basta querer deixar de ser ridícula.

    • Airton, se a grande mídia quer falar de crianças, vai até Darfur e mostra; vai ao extremo Norte do Brasil, e mostra. Mas, ficar dando trela para essas babaquices não faz sentido.

      • Não que me espante , porque isso é padrão na imprensa brasileira ( tipo : fala do caos na saúde no Rio de Janeiro , mas não fala quem foi o causador disso , que graças a Lava Jato está preso ) , o JN deu destaque a palavra Piralha usada pelo Bolsonaro quando a revista Time lhe deu o título de personalidade do ano , mas não mostrou a entrevista coletiva dela e das demais crianças , onde um jornalista lhe fez duas perguntas . Quando ele terminou de fazer , ela não lembrava da primeira . Repetida a pergunta ela fez uma cara de Dilma , gaguejou e perguntou se algum outro gostaria responder .Aí , repetiram a segunda pergunta ,ela disse:- Gostaria que fizessem perguntas aos outros membros da bancada .

        • Airton, esse é o grande nó da estória. É da “estória” mesmo! Por que, o nó da “história” é outro – e quem frequentou a escola com assiduidade e interesse de aprender, por ser aquela a única oportunidade, vai sempre saber da história.

  2. Nãoooo…. A Anta chegou a presidANTA e esta pirralha psicótica não fez nada ainda…… além de bater o pé como toda esquerdopara mimada pelos descerebrados ……
    Tá ótimo assim…… a esquerda se ferrando no mundo inteiro pois os imbecis estão preocupados com estas asneiras (asnos que são) e deixam a caravana do liberalismo passar, para o bem do mundo….

  3. Quem será que está por traz dela?
    Pesquisem a respeito da ONE´s Roots Foundation da Luisa Neubauer!
    Melinda Gates (Bill & Melinda Gates Foundation (uma das mais poderosas e “filantrópicas”)), George Soros (Open Society Foundation) e outros fundaram a DATA, que se juntou a várias outras organizações (“filantrópicas”) para forma a ONE!
    A Luisa Neubauer (23 anos), é a embaixadora da ONE e atua como tutora (“entendeu né”) da Greta (16 anos)!
    Será que a Greta não é uma garota ventríloquo das ONG´s e fundações internacionais interessadas no que está embaixo da floresta e não nas florestas?
    Está mais do que na hora de ficarmos de olhos bem abertos nos “eco socialistas” de plantão!

    • VBP, esse pode ser sim, um bom caminho bem iluminado. Mas, o que espanta é a “grande mídia” ter feito do “PIRRALHA” uma ofensa sem tamanho e pretender direcionar a algo tão desproporcional que “pode manchar a imagem brasileira” no exterior (Arre égua!), como se isso fosse mais “venenoso” que a corrupção que grassa intramuros.

  4. A pirralha Greta(ainda bem que não é Garbo), com sua vasta experiência dos seus 16 anos de idade é a menininha mimada da putada petralha e dos “incarnados” com seus discursos apocalípticos e o tal radicalismo religioso defendendo um ambientalismo de fachada tendo como filosofia a defesa de menos PRODUÇÃO e CONSUMO como forma de evitar mais devastação do meio ambiente, o conhecido: Use menos. Viaje menos. Produza menos. Importe menos. Consuma menos…

    P.S.: – A propósito, na casa dessa guri não tem louça pra lavar…

    • Altamir, com certeza não tem. Não tem louça nem calcinhas pra lavar. A família entra no rol e fortalece a teoria, não comendo nada. Se não come, também não suja. Nem calcinha!

  5. Me deliciei na sua Pirralha, estimado José Ramos!

    Retrato melhor não poderia ser pintado!

    Com essa “fama”, Greta Thunberg, só pode ter um grelo grande, enorme!

    Parabéns pela crônica!

    • Cícero: pois num é irmão. Eita bicho babaca é brasileiro. Ja li nas redes sociais comentários que nada mais significam que ansiedade por rola. Li críticas e reclamações de pessoas contra o preço da carne. Só que, entre essas pessoas, tenho certeza, por convivência, que duas são “vegetarianas”. É ser babaca ou não?.

Deixe uma resposta