DEU NO JORNAL

O advogado Ariovaldo Moreira afirmou na noite desta quarta-feira (24) que o DJ Gustavo Henrique Elias Santos disse em depoimento à Polícia Federal que a intenção de Walter Delgatti Neto, apontado como o hacker que invadiu os celulares do ministro Sergio Moro e outras autoridades, queria vender ao PT as mensagens que obteve.

Segundo o advogado, Gustavo Santos disse aos investigadores que ouviu essa versão do próprio Walter Delgatti.

“Essa informação, isso daí está nos autos, é oficial. Então, ele confirma que o Walter mandou mensagem para ele, mandou inclusive parte da interceptação telefônica do juiz Sergio Moro e a intenção, segundo ele, o meu cliente, ele dá conta de que o Walter disse a ele que a intenção era vender esse produto, essas informações, para o Partido dos Trabalhadores”, declarou.

* * *

A manchete que está transcrita aí em cima é do G1, a página internética da insuspeita Globo.

O PT já emitiu nota dizendo que isso tudo é mentira da direita reacionária e do capitalismo internacional a serviço de Trump. Tudo para desmoralizar o mais impoluto partido do Brasil.

E que toda essa história da prisão dos hackers, e das denúncias que eles estão fazendo,  é uma absurda armação contra o partido.

De minha parte, eu acho que o PT, um partido reconhecidamente pobre e de caixa vazio, não teria a menor condição de comprar estas informações.

Lula, o proprietário da organização, é uma pessoa pobre, totalmente liso, e que não tem dinheiro suficiente para este tipo de negociata.

É esta a minha opinião.

Deixe uma resposta