GOIANO BRAGA HORTA - ARCO, TARCO E VERVA

Nikolai Hel, autoproclamando-se cidadão manauara da banda decente deste País, escreve intrigante texto no Jornal da Besta Fubana, traçando paralelo entre a legião dos 300 guerreiros que sob o comando de Leônidas enfrentariam o domínio persa e os 300 do Brasil, com tal abordagem que poderia parecer que ele estaria falando grego.

Mas não está.

Seu intento final, é claro, cuida de alçar Sara Winter à condição de heroína dos nossos dias, precisamente junho de 2020, governo de Jair Messias Bolsonaro.

Alega ele que quarenta e sete mil e seiscentos e noventa e nove eleitores de Jair Messias Bolsonaro não têm culhões, mas um deles, precisamente uma mulher, é que os tem: Sara Winter, ou seja lá como mesmo se chama a corajosa doidivana.

É que, segundo ele, o diabólico Hel(l), o Supremo Tribunal Federal estaria se achando.

Não é – pensa Nikolai – que o governo de Jair Messias Bolsonaro esteja metendo os pés pelas mãos, baixando atos autoritários, inconstitucionais, injurídicos e irregulares e, por isso, uma vez cutucado com varas curtas e compridas, ou agindo excepcionalmente por suas próprias conta e risco, o Supremo Tribunal Federal esteja proferindo decisões corretivas.

Não, para ele, Nikolai e seus seguidores que o embalam nos comentários feitos a suas teses, não é o presidente da república que está se julgando todo poderoso (certamente o noticiário, dominado pelos comunistas, exagera nas tintas sobre suas façanhas): É o STF, são seus ministros que se julgam Deus, e agora principalmente um, sem dúvida Alexandre de Moraes, que erra sem parar e cometeu a suprema injustiça de mandar prender a desacatadora e bombástica, em todos os sentidos possíveis e impossíveis do termo, Sara.

Essa visão, de que o STF está governando o País mediante o uso do poder judicante, destruindo as realizações de Jair Messias Bolsonaro, é a apreensão popularesca das coisas da qual a direita se utiliza, neste momento, para desacreditar esse Poder da república e encaminhar projeto de ditadura imposta por forças militares para que Jair Messias faça o que quiser para cumprir sua missão de salvar o Brasil.

Quer a direita, pela qual Sara Winter manda a polícia tomar no rabo, que o governo não fique amarrado (como um serviço público que não pode fazer compras sem ter de realizar licitações, que só atrapalham e atrasam a realização dos negócios).

É preciso deixar Jair Messias Bolsonaro trabalhar. A seu (dele) jeito, oras!

Muito adequadamente, na parte dos comentários, que se seguem ao texto, o autor traça paralelos entre a ação de Sara Winter e, por exemplo, a Sierra Maestra, de onde desceram Fidel e Che para tomar o poder em Cuba.

Aí está certo: se é disso que se trata, nossa heroína age corretamente, faz a revolução e a Praça dos Três Poderes é a trincheira a partir da qual ela assesta armas e conclama seus seguidores a derrubar os poderes que estão estorvando o governo.

Um pouco diferente da revolução cubana, ela não quer derrubar o governo, ela quer derrubar os outros poderes do governo, a bem dizer, as forças consistentes no Judiciário, e no Legislativo, que impedem que medidas provisórias prosperem, que nomeações se concretizem, que ações se completem, que a cloroquina prevaleça, que as aglomerações e o direito de ir e vir não sejam contidos, que alguma ação de cassação de chapa não prospere e que, afinal, não mexam comigo, minha família, meus amigos e minha base aliada, táoquei?

Então tá, é o seguinte:

Se o Estado de Direito deve ser mantido, ações ilegais devem ser combatidas, com inquéritos, condenações, multas, prisões e sejam quais forem as sanções que a lei imponha. E neste caso, seja winter, autumn, summer ou spring, é dura lex sed lex, no cabelo só gumex.

Ou chega, não dá mais, acabou a paciência e é a revolução, Joana D’Arc incorporou aqui e agora, encabeça as Forças Armadas, sob o comando de Jair Messias Bolsonaro, para estabelecer uma ditadura – e a História registrará a lenda da guerreira brasileira que derrubou a república.

26 pensou em “A JOANA DOS INFERNOS

    • Carlos, teu comentário assim, logo de cara, o primeiro do dia, me deixou algo paralisado na leitura dos demais, tive de dar um tempo e iniciar uma longa pesquisa para tentar obter dados a fim de debater teus argumentos, mas confesso que estou encontrando dificuldade, dada a profundidade do que apresentas a respeito de temas e questões levantadas a respeito de papaquices e babagaiadas enquanto Queiroz sequer estava foragido!

      • Exatamente, a tua dificuldade deve-se à pouca proteína ingerida quando criança, o que te leva a esta blenorragia mental e demência ortográfica, aliada ao encatamento ajumentório de seu líder supremo.

  1. Eu acho que seria interessante fazer um balanço das ações. Faz uma relação dos atos que ameaçam a democracia e faz uma relação das ações da justiça que afrontam a constituição. Vamos começar:
    1) impeachment de Dilma sem cassar diretos políticos;
    2) prisão de advogado que disse ser o STF uma vergonha. Acabou a liberdade de expressão?
    3) suspensão da nomeação de Ramagem por um “crime que ele poderia cometer”
    4) suspensão de Investigação contra os membros do STF e suas famílias
    5) suspensão da circulação da revista Crusoé violando a liberdade de imprensa

    Eu vejo sempre acusações contra o presidente alegando suas ameaças a CF. Isso vem desde 2018. Passamos 2019 sem perseguição a negros, gays, etc. Queria saber o seguinte, Goiano:
    Quem diz que vai cometer um crime e não comete, deve ser punido com a mesma força de que não diz e comete?

    • Maurício,
      1) A não cassação dos direitos políticos de Dilma Roussef foi uma “mea culpa” dos senadores ao sufragar a decisão do Congresso de aplicar penalidade sem crime: eles mesmos declararam o tempo todo que sabiam disso e que a cassação se dava “pelo conjunto da obra”. Ou seja, o “impeachmentd” foi político.
      2) Vivemos a liberdade de expressão, com as restrições civilizatórias, que estabelecem crimes como a injúria, a calúnia e a difamação e também como o desacato “à autoridade”. No caso a que te referes, o homem levantou-se do seu assento no avião, dirigiu-se ao Ministro do Supremo e disse:
      – MINISTRO LEWANDOWISKI, O SUPREMO É UMA VERGONHA, VIU? EU TENHO VERGONHA DE SER BRASILEIRO QUANDO EU VEJO VOCÊS.
      O Ministro respondeu:
      – VEM CÁ, VOCÊ QUER SER PRESO? E ordenou a alguém !: CHAMA A POLÍCIA FEDERAL
      E o homem, que é advogado e se chama Cristiano Caiado de Acioli respondeu:
      – POR QUÊ? EU NÃO POSSO ME EXPRESSAR?! CHAMA A POLÍCIA FEDERAL, ENTÃO!
      Está no vídeo, que quem não viu pode ver – nas redes sociais o vídeo costuma estar incompleto:
      https://videos.bol.uol.com.br/video/supremo-e-uma-vergonha-diz-homem-a-ministro-lewandowski-0402CD18386EDCA96326
      Segundo consta, não houve prisão, o homem foi detido para prestar depoimento e foi liberado.
      O desacato à autoridade possui amplos e diversos caminhos e interpretações no campo jurídico, inclusive sobre a constitucionalidade da lei que o considera crime.
      Os crimes contra a honra dependem de representação do ofendido e de decisão judicial em processo competente – e sua configuração não é muito fácil.
      3) Cada um decide o que pensa sobre o caso do Ramagem e nos dias de hoje isso se prende muito ao posicionamento político individual. Mas… (sempre o mas, diria Sancho Pança) não é exatamente como pensas.
      A decisão judicial pode ter sido correta, ou não, porém o governo perdeu a capacidade de recurso, por prejudicá-la com a desistência da nomeação.
      Entretanto, como o assunto te interessa, poderias estudar algo sobre crime tentado, ‘iter criminis”.
      4) O Ministro Alexandre Moraes determinou a suspensão de investigações da Receita Federal contra 133 pessoas, sob a suspeita de irregularidades e direcionamento. Alguns acreditam que ele fez isso só para proteger o Ministro Gilmar Mendes e a esposa dele. Será?
      5) Pelo que li do caso, a revista não teve a circulação suspensa, foi determinado que o site e a revista retirassem matéria considerada “fake news”, que falava do “amigo do amigo do meu pai” referindo-se ao Ministro Dias Tofolli.
      Tens razão: É muito perigoso e grave censurar notícias jornalísticas, dada a liberdade de imprensa. Em geral, o ofendido tem ação contra as publicações, caso sejam injuriosas, caluniosas ou difamatórias.
      Seja como for, o Ministro Alexandre de Moraes revogou sua própria decisão e a censura imposta foi retirada.
      6) Se é fato que existem violações à Constituição Federal por órgãos do Estado, isso não significa que o presidente da república esteja desculpado quando o faz. Aliás, o presidente deve dar o maiors exemplo de respeito às leis.
      7) Todos os anos gays são agredidos e mortos por serem homossexuais. Os negros são a principal vítima das violências policiais. Isso em todos os governos. O noticiário de cada ano informa quanto LGBT são agredidos por minuto e isso não é de hoje. Esse tipo de crime, como todos os outros, deve ser combatido e não estimulado.
      8) Não basta dizer que vai cometer um crime para ser punido, é necessário que as previsões legais para a configuração do crime sejam preenchidas.
      9) É a lei que estabelece as punições para os crimes, quais os atenuantes e agravantes.

  2. Alexandre Garcia lembrou bem no vídeo. Emporcalharam o prédio da então presidente do STF com tinta vermelha. Prejuízo para ela e os demais condôminos. A agressão não foi sequer alvo de indenização pelos prejuízos causados. E olha que o líder da cambada de marginais do MST é conhecido nacionalmente, João Pedro Stédile. Todos os vândalos agressores seriam perfeitamente identificáveis. Nada aconteceu. Depois, um grupo de cidadão conservadores foram limpar a sujeira dos criminosos.
    Tudo está muito estranho no nosso Bananão. Preocupo-me, mas não sou de fugir da raia. “Si vis pacem, para bellum”.

    • Mauro, os crimes de uns não servem para atenuar ou descaracterizar os crimes de outros.
      Esse equívoco argumentativo vem sendo cometido diariamente, quando pessoas dizem que o Jair Messias Bolsonaro pode fazer isso ou aquilo porque o Lula também teria feito.
      Além disso… Lula foi preso, babacas.

  3. O amigo Goiano faz uma ginástica mental tremenda para justificar suas convicções.
    “Se o Estado de Direito deve ser mantido, ações ilegais devem ser combatidas, com inquéritos, condenações, multas, prisões e sejam quais forem as sanções que a lei imponha. E neste caso, seja winter, autumn, summer ou spring, é dura lex sed lex, no cabelo só gumex.”
    Não entendo que, tendo sido tudo isso seguido à risca contra o criminoso, maior corrupto da história da humanidade, fato reconhecido internacionalmente, tendo sido ele condenado em todas as instâncias, por unanimidade dos tribunais, com amplo direito de defesa, defendido por advogados amigos e até pelo compadre, Goiano não aceita a condenação. E olha que vem mais por aí, isso se os amigos, os sete sinistros indicados por ele, Lula, e pela Dilma, não o inocentarem de vez, auxiliados pelos demais cupinchas.
    Dura lex sed lex vale para o Lula?

    • Mauro, insisto no comentário anterior que fiz a ti: parem de argumentar que Jair Messias Bolsonaro pode fazer o que quiser e cometer qualquer ilegalidade, porque no passado outros também fizeram.
      Quanto a mim, tenho o direito de achar Lula inocente, como vocês têm o direito de apoiar Jair Messias Bolsonaro incondicionalmente.
      Quanto ao dura lex sed lex no cabelo só gumex, a despeito de minhas convicções o Lula foi condenado, tá no ré?

  4. Goiano, Eu iria comentar sua coluna, mas estou com preguiça.

    Leia a Coluna “deu no jornal” logo acima do Caro José Aparecido de Ribeiro.

    Contrapõe perfeitinho o seu devaneio.

    Sara fez contra o STF muito menos que os MST que emporcalharam o edifício de moradia da então presidente Carmem Lúcia que estava no préio na ocasição.

    Mas era o MTS, a tinta era vermelha, era para pressionar a soltura do LULA,…..então está tudo certo.

    • João Francisco, tu num acha que a aguerrida Sara Winter anda ejazerando?
      Eu penso o seguinte: todos devem lutar e se expressar por suas ideias e ideais, como ela tem feito, e quanto mais enfático melhor.
      Mas… precisava chamar o Alexandre de Moraes de filho da puta?!
      Aí é falta de educação, né não?

      • Goiano, isso que ela fez é um arroubo de retórica. Lula já disse que o exército do Stédile iria invadir o país em outra ocasião.

        Babaquices ditas da boca para fora por pessoas que queriam aparecer. A única diferença é que o lula não foi preso pelo que disse, e com razão, pois é um boquirroto.

        Ela seria diferente?

  5. Não tem jeito …. !!! É a opinião dele e deve ser respeitada..

    Goiano acha que o Brasil estará melhor sem Jair Bolsonaro e apoia o STF para conseguir de maneira ilegal aquilo que no voto democrático não foi conseguido ….

    Tudo que MST, MTST, cafajestes em geral e condenados fizeram e falaram contra o Brasil, o STF e contra alguns sinistros do STF foram “esquecidos” como por exemplo….;

    – A invasão da SUZANO no ES em 2015, destruindo 15 anos de pesquisas biotecnológicas

    – A rotina natural destes calhordas, fechando ruas e avenidas com incendios criminosos

    – Invadindo e depredando dependências do Congresso Nacional

    – Onde Dirceu pode chamar um sinistro do STF de charlatão,

    – Onde podem depredar o prédio de uma sinistra do STF sem nenhuma consequência

    – Onde Waldir Damous acusava os sinistros e defendia o FECHAMENTO do STF …..

    Ora bolas, tudo isso não existiu para este sinistros do STF, sendo que a composição dos meliantes, digo elementos, na INSTITUIÇÃO era praticamente a mesma de hoje apenas sem o cabeça de alfinete …….

    Eram covardes como dizia Lulla e assim entra Moraes para imputar um pouco de coragem partidária e ideológica as ações desta INSTITUIçÃO

    Desisto … !!!!

    Somente uma força pode combater a ditadura do STF e ela está mandando vários AVISOS mas absolutamente inerte em função de todas as barbaridades cometidas nos últimos anos e fundamentalmente agora contra um presidente eleito democraticamente apesar de tudo e de todos.

    Portanto, não adianta ESPERNEAR na internet pois ELES estão AGINDO na prática.,

    Vamos ver o que acontece quando a chapa Bolsonaro/Mourão for cassada no TSE….

    Venezuela, Cuba, Coréia do Norte ou China …… à escolher brasileiros do bem …..

    Que Deus nos proteja ….. !!!!

    • Sorte de Sancho possuir parentes na Catalunha (Barcelona) e Trás-os-Montes e Alto Douro. Acho que está na hora de fazer uma visitinha à Península Ibérica e esperar a fúria vermelha passar.
      Berto, meu caro e amado editor, um pedido: posso virar correspondente internacional?.

  6. Buenas tardes amiguitos,
    He estado unas horas fuera… Estava tentando soltar o Fabrício Queiroz, mas (maldito mas), meus parcos conhecimentos jurídicos (adquiridos vendo Michaela Pratt em How to Get Away with Murder) não foram suficientes. Mas (benedicto mas) já consegui o telefone de Annalise Keating.

  7. Petistas e canhotos de todos os matizes amam o Brasil:

    “Técnicos encontraram ramos infectados com vassoura-de-bruxa amarrados em pés de cacau algo que só poderia acontecer pela mão do homem, e nunca por ação da própria natureza.
    A Polícia Federal investigou a hipótese de sabotagem, mas, pouco depois, encerrou o trabalho sem chegar a uma conclusão. Dezessete anos depois, o técnico de administração Luiz Henrique Franco Timóteo contou à revista Veja que houve sabotagem na qual ele, então ardoroso militante esquerdista do PDT, se juntou a outros cinco militantes do PT para destruir as fazendas de cacau.
    Timóteo revelou a Veja que partiu de Geraldo Simões, petista que trabalhava como técnico da Ceplac, órgão do Ministério da Agricultura que cuida do cacau.
    Os outros quatro membros do grupo Everaldo Anunciação, Wellington Duarte, Eliezer Correia e Jonas Nascimento tinham perfil idêntico: eram todos membros do PT e todos trabalhavam na Ceplac.
    As amostras do fungo Crinipellis perniciosa foram coletadas em pelo menos quatro cidades rondonenses – Ouro Preto do Oeste, Jaru, Cacoal e Ariquemes – e os ramos infectados, amarrados como bombas biológicas em árvores de várias fazendas do sul da Bahia, ao longo da BR-101, entre 1987 e 1991.”

    https://atarde.uol.com.br/bahia/salvador/noticias/1257586-entenda-o-caso-da-vassoura-de-bruxa

  8. (IN)celentíssimo Cegueta Seboso,

    quando eu disse que o que os milagres tinham de raros, também tinham de fugazes, era justamente esperando uma postagem desse naipe. Eu não me iludo com rompantes de sanidade de pessoas incuravelmente insanas.
    Agora chama-me atenção o seguinte trecho:

    “Muito adequadamente, na parte dos comentários, que se seguem ao texto, o autor traça paralelos entre a ação de Sara Winter e, por exemplo, a Sierra Maestra, de onde desceram Fidel e Che para tomar o poder em Cuba.”

    Quem for conferir os comentários, verá que se trata de uma resposta a uma leitora identificada por Artemísia, leitora esta que minimizara os esforços da são-carlense como um esforço trivial supostamente bancado por verbas públicas, em contraste ao seu ídolo Fidel Castro, que (de novo!) supostamente teria subido Sierra Maestra para derrubar o governo de Fulgêncio Batista sem um puto no bolso, somente movido por ideais revolucionários. Justamente o cabeça do regime comunista que congelou temporamente uma ilha enquanto se protegia desse congelamento com um casaco da Adidas e contando o tempo com um Rolex!

    Ora, apenas contestei isso provando através da estrutura analítica do filósofo indiano Jiddu Krishnamurti que comprova que hipocrisias dessa magnitude são como se alimentar da palavra “pão”. Isso, inclusive, ilustra bem o perfil do ativismo de Esquerda: fartam-se de palavras como “democracia”, “povo”, “igualdade”, “pobre”, “negro”, “nordestino”, enquanto são famélicos de substrato. É com igual anemia ética e moral que você, (IN)celentíssimo Cegueta Seboso, discursou incansavelmente pela liberdade do hepta-réu condenado em três instâncias em um processo e condenado em duas noutro.

    Não bastava defender a injustiça sofrida pela povo brasileiro presenciando os infindáveis embargos que retardavam ad eternum o lapa de corrupto de cumprir sua capivara. Não bastava se regozijar do nefasto voto de Minerva do Amigo-Do-Amigo-Do-Meu-Pai que fez a justiça brasileira voltar a impunidade de outrora e confeccionar um pedido de soltura em velocidade taquiônica. Agora defende o avanço nefasto da ditadura dos reis autistas e o golpe final a uma já violentada Constituição.

    Novamente voltando ao trecho aspado, repito: eu não podia esperar menos. Inclusive retorções dessa espécie. Por isso, nada como relembrar esse diagnóstico que tracei há exatos 369 dias de vossa ominosidade:

    https://luizberto.com/uma-coisa-exclui-a-outra/

    Liberdade até o trânsito em julgado para o cleptomaníaco financiador de morticínios.
    Prisão sem apreciação de habeas corpus para uma ativista ex-feminista.
    Sigilo para o celular dos advogados de Adélio Bispo.
    Quebra do mesmo para o celular do presidente da república.

    É para isto e outras “cositas mas” que Cegueta Seboso estudou ávidamente para ser não somente advogado, mas a personificação do ângulo mais réprobo do arquétipo desse tipo de profissional.

    Para fechar, eis a notícia:

    https://valor.globo.com/politica/noticia/2020/06/18/juiz-determina-arquivamento-parcial-de-investigacao-contra-sara-giromini.ghtml

    Como agora só restaram as denúncias de injúria e ameaça, com todo respeito ao magistrado encarregado do caso, acho um erro preservar ainda essas duas acusações. Diria que injurioso, passível de cumprir os seis meses em regime fechado, sem progressão de pena, e de pagar a multa mais vultosa possível, seria se Sara tivesse chamado o Xerxes de toga de “Goiano Braga Horta”.

    Isso sim eu consideraria um insulto fuderoso de arrombar todas as pregas do boga!

    Também diria que ameaçador mesmo teria sido se a Sara tivesse dito que faria Xandão ler todos os textos da coluna de (IN)celentíssimo Cegueta Seboso. Se eu fosse uma mulher, preferiria ter um rato enfiado na minha vagina a tamanho suplício.

    PS: o primeiro (e talvez o único) like de sua publicação é meu. Dei de pena.

    • Quando tu, Nikolai Hel dos infernos, foste aquinhoado com a seleção pelo doutor editor do Jornal da Besta Fubana com um de teus comentários para a Seção dos Comentários Selecionados, em 15 de junho de 2019, o mundo vibrou com a verborréia insana e ofensória que me dedicaste.
      A postagem que comentavas eram comentários que fiz em texto do Marcos André, “Não Quero Mais Andar na Contramão”, onde eu mostrava, através de manchetes e respectivos links, que a imprensa mundial estava vendo que os julgamentos de Lula eram fajutos, safados, vergonhosos e cabulosos.
      Tu, com a proverbial elegância, em dado momento inquiriste:
      “Goiano e Paulo Henrique Amorim (…) Qual é o mais intelectualmente desonesto?”
      Te respondi (e agora desfaço o truncamento que tinha havido):
      “Eu acho que és tu, Nikolai, o mais intelectualmente desonesto; e digo por quê: Tu acusas qualquer um que tenha idéias diferentes das tuas de desonesto, porque tu achas que apenas tuas escalas de valores e tuas redes de convicções sã.o as santas e as que si dirigem para a construção de um mundo justo e correto. Tu és quase um deus, o senhor de todas as verdades. Parabéns, grande homem!
      Parabéns, o que pensas seres o grande homem e que desprezas as crenças alheias.
      Se fores católico, odiarás os evangélicos e se fores evangélico dirás que os espíritas são diabólicos.
      Quanto a mim, sujeito a erros e desacertos, defendo com unhas e dentes minhas convicções mediante a apresentação de idéias, fatos, dados e argumentos – cuja interpretação eventualmente há de estar errada ou distorcida, porque errar é umano, mas permanecer no erro é trojolano”.
      Enfim…
      Não evoluímos em nada.

      • (IN)celentíssimo Cegueta Seboso, permita-me relatar um caso.

        Ao ler seu delírio, lembrei-me do “youtuber” Felixo Reto. Aquele que deu entrevista no “Roda Morta” (de diversidade, intelecto, moralidade e dentre tantas coisas excelsas). Faço menção a essa participação por imaginar que, se o conheces, deve ser só daí, pois presumo que não sejas usuário do Youtube. Assistes ainda TV fechada. És demasiado antigo para acompanhar plataformas como o do retângulo vermelho com ícone branco de “play” (tua terceira idade completaste ao lado de Bakunin tomando altos porres de vodka vagabunda).

        Voltando ao Felixo Reto, em um vídeo análogo a uma carta aberta feita aos outros “youtubers”, dentre muitas macacadas, disse que, perante o atual governo, o “influencer” (vá se acostumando com esses neologismos estrangeiros tomando nosso vocabulário pelas beiradas) que não se manifestasse quebrando o silêncio, seria cúmplice de tudo que não presta na esfera humana.

        Daí esses dias um outro “youtuber” de nome Paulo Cezar Goulart, vulgo PC Siqueira, sofreu um catastrófico “exposed” (mais outro neologismo da Terra do Tio Sam), ou seja, foi pego em um esquema de pedofilia envolvendo registro audiovisual de conversa por texto (que ainda buscou contra-argumentar com a carta suprema da versão comunista de “Magic”, “FAKE NEWS”), e logo em seguida com um áudio vazado onde disse se sentir “aroused” (esse não é neologismo, mas baitolagem de quem, a cada duas palavras de português, fala três são de inglês) com uma bunda de uma criança de seis anos. Dessa vez, a carta suprema da versão comunista de “Magic”, “FAKE NEWS” foi tão obliterada que o vesgo com corpo de gibi bloqueou seu Instagram e apagou seu canal do Youtube de uma década com mais de dois milhões de inscritos.

        Bom, onde quero chegar? *esfregando as palmas das mãos com um sorriso sórdido*

        Felixo Reto e PT… (opa, perdão, força do hábito…!) PC Porqueira não só são influenciadores digitais vindos de uma mesma época. Muito mais do que isso, eram amigos. Amigos que compactuavam a mesma ideologia: ideologia de Esquerda.

        Felixo Reto tinha dito que, o mero silêncio dos influenciadores digitais perante o atual governo os tornavam cúmplices de tudo que não prestasse na face da Terra. Entretanto, quando o caso do PC Porqueira estourou nas interwebs, Felixo Reto apenas soltou um “tweet” (outro neologismo ianque) tão pudico, tão repleto de data vênias que, por um momento, jurei que ele tivesse lido alguns textos seus, (IN)celentíssimo Cegueta Seboso.

        Porém, no final, após o “tweet”, me lembrei daquela máxima memética: “Belas palavras. Só perderam para o silêncio”.

        Traduzindo: teria sido melhor ficar calado. Mas, conforme sua rotina biônica cognitiva, o silêncio diante de algo te torna cúmplice deste algo. Ou seja: preferindo poupar a sua ideologia nefasta, optou por uma manifestação que, se perdeu para o silêncio, isso o torna pior do que um cúmplice!

        Tem algo pior do que ser cúmplice de alguém acusado de pedofilía?! Felixo Reto, com toda sua hipocrisia, mostrou que sim.

        Encerrado o conto, volto-me a ti e tuas teses. Desonestidade intelectual é estigma atrelado a prática do monopólio da virtude, esta manifestada através da doutrina do politicamente correto.

        Portanto, quem condena as diferenças, sempre mudando os instrumentos de medições e as regras do jogo és tu.
        Quem eleva a condição sacrossanta a capciosidade, o comportamento sub-reptício, o despudor, o cinismo, a sordidez, a mentira crônica… enfim, a toda forma concebível de fedor e feiura da alma és tu.
        Quem considera os supracitados desvios graves de psique e de moral como ferramentas para se erigir um mundo melhor, o paraíso na Terra profetizado pelo gigolô autor de “O Capital”, és tu.
        Quem não só atém seu desprezo a doutrinas diversas, como também a pessoas através do envenenamento mental dos incautos, do colapso social de uma nação e da eterna manutenção de uma oligarquia representativa de uma ideologia que tem em seu histórico mais de 100 milhões de vidas ceifadas, és tu.

        “Sujeito a erros e desacertos”?! Oh, (IN)celentíssimo, és tão adepto da prática do monopólio das virtudes que te alças na posição de “auto-humilde” mesmo achando-se em seu íntimo um ungido integrado ao grupo do Ungido multi-réu. Para isso és capaz de violar até o princípio de que a humildade é a única virtude que nunca pode ser autoproclamada.

        Assim como toda a Esquerda, cometeste “o pecado de Santo Antão do Deserto”. O diabo agradece a eterna condição de inquilino em vossas cavernas.

        Pior do que nada evoluir, é ter a ilusão de que evoluiu (cortesia do inquilino).

        • Bem, a gente ia deixar barato, mas vejo que me encontro perante um fundamentalista da direita, com um comunista atrás da porta e dois debaixo da cama, acreditando que eles tramam conquistar o mundo.
          Primeiro, notamos que se trata de um transtorno persecutório, já que dominar o mundo foi uma ambição abandonada pela União Soviética desde muito antes da queda do Muro de Berlim.
          A China? Não está nem aí, quer vender e comprar, para tornar-se o país mais rico e poderoso do mundo, isso sim.
          Cuba? Vai bem obrigado. Não passa de um gatinho perto do resto do mundo.
          Coreia do Norte? Cuidado, essa não quer conquistar, gostaria de destruir o mundo!
          Venezuela? É um ovo no cu da galinha.
          Pois, falemos, então, não de comunismo, que isso é pura bobagem, ingenuidade de quem mantém a cabeça cheia de minhocas: Esquerdas são as políticas que priorizam o social ao capital, são as que defendem a repartição do bolo enquanto crescemos e enquanto os pobres têm dentes, ao contrário da filosofia idealista da direita, que só vai distribuir bolo depois que ele tiver crescido.
          A direita, meu caro, é essa que abomina ações sociais como o Bolsa Família, que considera dar dinheiro para vagabundo.
          Nós, da esquerda, somos os que sabem que os pobres querem trabalhar mas não têm como e enquanto lutam pela sobrevivência, morrendo todos os dias, precisam de assistência imediata já, para ontem.
          Arrisco-me a declarar: a esquerda é Cristã e a direita diabólica, com seu idealismo boboca, batendo no peito pela pátria, vestindo-se de bandeira e marchando “com Deus pela família”, enquanto os miseráveis esperam o capital desenvolver-se para que eles possam ter o atendimento a suas satisfações básicas, enquanto seus filhos se vão ceifados pela mortalidade infantil evitável pela ação do Estado.
          Isso é esquerda, a ideologia assistencialista, nada a ver com comunismo, muito embora comunismo seja considerado ideologia de esquerda, ou melhor, de extrema-esquerda.
          A direita se apega à crença de que o fantasma comunista está querendo tomar conta do Brasil e dissemina essa crença como uma forma de preencher o vazio de suas bases e de convencer os incautos de que precisam aderir a sua política para salvar o Brasil – pura balela.
          É claro que se trata de caso perdido – os espíritos fanatizados não conseguem ver mais do que suas próprias crenças e valores, toldados que estão por suas próprias mentiras.
          Nem mesmo conseguem se desapegar de Jair Messias Bolsonaro, haja o que hajar.
          Por isso que o conto referido por Altamir caiu tão bem ao ilustrar a situação do nosso presidente com o caso da mulher que diminuía de tamanho um pouco a cada dia, enquanto os que a cercavam tratavam de ao mesmo tempo serrar pçroporcionalmente os pés das mesas e cadeiras.

          • É de uma tremenda ironia o mal do transtorno persecutório ser abordado por quem vê todo tipo de violações de Direitos Humanos em cada frase pronunciada pelo atual presidente da república. Se cada palavra saída da boca do JB é uma violação a Constituição e aos Direitos Humanos, que nome se dá ao desvio de R$242 bilhões da saúde nos governos petistas?

            Gostei da analogia da repartição do bolo. Porém, devo dizer que todo bolo que comi em minha vida eu o esperei antes sair do forno. Primeiro caso que ouço falar de comer um bolo enquanto esse cresce no forno. Dependendo do tamanho do forno, seria essa uma tentativa de também incluir os seus inúmeros consumidores, nessas circunstâncias, na receita?

            Bolo de assistido social com cobertura de pagador de impostos: realmente, que cristão…

            Tão cristão que levou ao pé da letra o conceito de “corpo de Cristo” querendo transformar uma massa famélica em uma hóstia espectral para ser consumida pelos fiéis dessa seita demoníaca resididos nos Três Poderes.

            Não só basta alegar cristandade da parte da Esquerda: Budismo também entra no discurso, através da prática do desapego (neste caso, ao atual presidente da república).

            Você já exercitou hoje seu desapego búdico ao multi-réu da língua presa, santíssimo bodhisatva? Quantas mais condenações do demiurgo de Caetés serão necessárias para te guiar até a Iluminação?

            Ou será que, pelo seu viés ideológico, posso te considerar um Aghori? E que a Torrei Eifel será a sua “figueira de Bodhgaya”?

            Se o Bolsonaro é, de fato, a figura análoga da mulher que diminuía, Lula e o PT se encontram atualmente tão minúsculos que há tempos não usam mais serrotes para manterem as proporções entre suas pequenezas e o ambiente, e sim aceleradores de partículas.

  9. Grato pelo like assim mesmo, Nikolai. Eu ainda não usei essa sinalização, tentei mas não deu certo, alguma coisa no meu computador bloqueou a continuação.

    • Agora deixando as animosidades de lado:

      você não tem espaço neste ambiente por acaso. Ainda que situado do outro lado do espectro ideológico, devo confessar que admiro a sua resiliência e também sua escrita que foge das limitações dadas aos adeptos de Esquerda.
      De certa forma, considero tais postagens terapias verborrágicas cujos temas eu poderia tratar de forma extremamente mais sucinta. São oportunidades de se exercitar a minha língua-mãe.

      Desejaria você como aliado. Mas se isso não é possível, apenas te desejo paz.

  10. Grande Goiano!

    Nem sabia que existiam cosplays no atual momento político brasileiro.
    The winter is coming de GOT e 300 de Esparta. É muita viagem… e é o que dá quando nerds se metem a fazer política.

    A única coisa que está a me interessar na atual política brasileira são as medidas de afrouxamento monetário (leia-se irresponsabilidade fiscal) do atual governo que em muito se parecem com as do governo Dilma. Mas não estamos sozinhos. O mundo dilmou!

    Com a candura de um anjo o nosso Robertinho anuncia 600bi para comprar tranches dos bancos, as nominadas Repos.
    Tudo nebuloso.
    O Fed diz em em tempo real o que está fazendo com o dinheiro dos estadunidenses, mesmo que seja lambança, aqui navegar no site do BC é como atravessar o desfiladeiro do Peloponeso. (Esparta! 300!)
    Eu sei mais das contas dos USA do que das daqui.
    É a Bloomberg quem avisa quando haverão leilões e quanto de títulos foram colocados pelo governo brasileiro. Imagino o quanto pena o Mansueto.
    Por isso foi barbada comprar dólares a R$ 4,90. Nunca que a moeda de um país como o nosso poderia valorizar-e frente ao dólar. A fraqueza do Real tem nome, sobrenome e um brasão onde está escrito “Cronicamente Inviável”.
    Especular aqui é a coisa mais fácil dada a instabilidade constante e a falta de informação sistemática.

    Bovinamente assistimos ao Bolsonaro sendo defenestrado do poder. Mantemos, assim, a tradição de “fio desencapado” do nosso sistema político e econômico.
    Uma mix de John Law com Torquemada.
    Macunaíma 4ever.

    A nível mundial o dilmismo tomou de conta e já se prepara um plano Collor mundial. Isso está sendo defendido pelo Fórum Econômico Mundial com o nome de Reset, usando como gancho a pandemia.
    Nos USA a VISA patenteou uma nova moeda digital. Os BCs concatenadamente estão destruindo as moedas fiduciárias. O Whatsapp já está substituindo os bancos… acredito saber o que está acontecendo, mas é uma coisa cujo nome que não se pronuncia.

    ***
    A Paz.
    ***

Deixe uma resposta