GEORGE MASCENA - SÓ SEI QUE FOI ASSIM

A famosa fábrica de chocolate americana foi criada por Milton Snaverly Hershey, após trabalhar em panificadoras e confeitarias e construir uma fábrica de caramelos. Ele usava leite fresco para produzir os doces que fabricava, essa fábrica fez sucesso. Em 1893, Seu Milton foi ver uma exposição direcionada para industrias de alimentos e se impressionou com umas máquinas de fazer chocolate, não teve dúvida, vendeu a Lancaster Caramel Company por 1 milhão de dólares e investiu no ramo de chocolate, ele achava que a moda do caramelo não duraria, enquanto que o chocolate seria eterna. Construiu logo uma indústria de processamento de leite para abastecer a fábrica de chocolate. A fórmula que ele criou dependia menos da qualidade do leite do que as fórmulas tradicionais, e em 1900 ele criou a Hershey’s Milk Chocolate Bars.

Produtos da Hershey’s

A fábrica era localizada na pequena Derry Church e não tinha janelas para que os funcionários não se distraíssem. O baixo custo de vida na cidade atraiu muita gente para trabalhar, e para proporcionar lazer aos seus funcionários, Seu Milton criou um parque. A cidade se desenvolveu e mudou de nome para Hershey. O chocolate já era vendido em todos os Estados Unidos. O sucesso logo veio com o Hershey Kisses que virou febre entre crianças, jovens e adultos.

Parque na cidade americana de Hershey

Em 1916, Seu Milton foi a Cuba e lá gostou da produtividade da cana de açúcar e resolveu fundar outra cidade similar a Hershey americana, uma cidade iniciada do zero e que atraísse funcionários pelo seu custo de vida baixo, clubes para lazer e facilidade no deslocamento entre as casas e a usina. Lá os trabalhadores recebiam as casas para morarem com as suas famílias. Batizou com o mesmo nome da primeira: Hershey. Para transporte de cana entre as lavouras e a usina e de açúcar entre a usina e os portos de Havana e Matanzas, fez uma ferrovia, a primeira elétrica do país. Os trens transportavam passageiros também entre a Hershey e as cidades portuárias.

Eu na estação abandonada que me levaria a Camilo Cienfuegos

A cidade já nasceu desenvolvida, com escola, clínica médica, cinema, piscinas, campo de golfe, lojas e estádio de beisebol, com equipe disputando campeonato além de uma grande festa todo final de ano. Já a usina em si era a mais produtiva da América Latina, seus funcionários recebiam salários altos, comparados aos de outras indústrias do país. Hershey era uma “ilha” americana dentro da ilha de Cuba, uma cidade diferenciada do resto do país. Na vila haviam casas de vários níveis, as dos trabalhadores americanos, em cargos mais altos, eram maiores e na parte central da cidade, já a dos peões cubanos, geralmente negros, eram mais distante e menores que as dos chefes.

Placa avisa o fim da linha implantada por Milton Hershey

Em 1945 Milton Hershey morreu e a família vendeu todos os bens da empresa em solo cubano, inclusive a usina, e a vila passou por outros donos até que em 1959 veio a Revolução Cubana e os Castros estatizaram a usina e rebatizaram a cidade com o nome de Camilo Cienfuegos, um dos heróis da revolução, morto em uma acidente aéreo mal explicado. Com o socialismo, as casas foram redistribuídas sem segregação racial ou social, porém os baixos salários impediam que os residentes mantivessem a estrutura e estas foram se deteriorando, assim como a fábrica, os equipamentos e a linha de trem com suas locomotivas e vagões. O estádio de Beisebol foi demolido e a festa anual foi cancelada, mas a usina continuou produtiva até que a crise na União Soviética acabou com a ajuda do país a Cuba e o açúcar deixou de ser uma moeda forte cubana, culminando com o fechamento da já sucateada usina idealizada por Milton Hershey.

Sucata da que já foi a usina mais produtiva da América Latina

Hoje a cidade de Camilo Cienfuegos está praticamente abandonada, a estação de trem que levava passageiros e açúcar para Havana e Matanzas está fechada, os galpões estão enferrujados e as casas em ruínas. O Trem de Hershey que trazia turistas para a cidade deixou de ser uma atração em Havana. Para pegar o trem elétrico, pegava a barca, para atravessar a Baia de Havana, até Casa Blanca andava mais alguns metros e lá estava a Estação Casa Blanca, ponto de partida para Hershey e Matanzas, mas em 2016 o sistema foi desativado e substituído por ônibus chineses e caminhões pau-de-araras particulares. Eu fui lá em 2018 tentar viajar até Hershey, cheguei até a estação, mas uma placa escrita a mão em um papelão fixado em uma grade enferrujada dizia: “No hay tren hasta nuevo aviso”.

Trem de Hershey ainda ativo

16 pensou em “A INDÚSTRIA DE AÇÚCAR CUBANA DA HERSHEY

  1. Mascena,

    Grande texto sobre o que foi ,um dia a próspera República de Cuba…
    é uma pena que o Goiano NÃO SAIBA QUE FOI ASSIM…

    Fico aqui matutando como um sujeito dorado de alguns neurônios como goiano, que possui até fã-clube aqui no JBF, que mora no coração de Berto, continua a viver nos anos 50, gritando a pleno pulmões Viva lá revolución!!!!!!!!!

    • Sancho Pança, Cuba fez sua revolução porque achava que não estava legal, os revolucionários tiveram grande apoio popular e a imagem que alguns tentam passar do paraíso cubano anterior à revolução parece desconhecerem que o vidão era para a alta classe média, governantes e ricaços e quem mais se aproveitava dos prazeres da ilha eram os americanos, que tinham ali muitas propriedades e intderesses, e os turistas em geral.
      Era um país capitalista com suas vantagens e defeitos, corria muito dinheiro, mas…(incómodo pero)… o grande nível de miséria no qual vivia a maior parte da população nativa da ilha, que funcionava quase como que uma “colônia” dos Estados Unidos, incomodava aos que desejavam mais justiça social.
      Ora, onde quero chegar é ao seguinte:
      Eu sei que foi assim, eu vivi a época e li bastante a respeito, inclusive o Furacão Sobre Cuba, do Sartre, que sempre recomendo e que os direitistas temem ler.
      Por que Cuba chegou ao comunismo muitos explicam de várias maneiras diferentes.
      Mas, o que interessa é que eles fizeram sua revolução, vivem no regime que escolheram e se não quiserem mais que tomem suas providências.
      Enquanto isso, eu respeito Cuba e suas vitórias e fracassos, suas alegrias e seus sofrimentos.
      Sou contra as tentativas de interferência externa.
      Quanto à Hershey, é apenas uma de tantas fábricas desativadas em Cuba, pois, como se sabe, ela supria o mercado norte-americano de chocolate, açúcar e melaço, mas consta que com o embargo econômico a Cuba a produção do chocolate deixava de ser econômica e a produção do açúcar entrou em outro esquema, estatizado, que supria a URSS e que se lascou quando o comunismo acabou por lá.
      Mas, há interessados em Cuba em recuperar as instalações e o trem, mais para turismo, pelo que eu soube: O arquiteto habanero Renán Rodríguez espera conseguir preservar a herança industrial de Hershey e promover o trem como uma atração turística. Desde 2018, quando o Mascena andou por lá, o Renán Rodriguez planeja abrir um museu e um restaurante em Casablanca, além de restaurar o Hotel Hershey e abrir as antigas casas dos trabalhadores da fábrica para acomodações de visitantes. Não pesquisei para saber como anda esse projeto.
      Sobre chocolate em Cuba, eles têm lá sua favricação, em Baracoa, o centro da indústria de chocolate da ilha, que foi inaugurada pelo Che Guevara em 1963 e que em 2017 foi modernizada graças a um investimento do governo cubano de oito milhões e meio de dólares americanos.
      A cidade de Baracoa é central para a produção e exportação de chocolate de Cuba, representando aproximadamente 75% da colheita de cacau do país, mas em 2016 um furacão arrasou as plantações, o que foi mais um engtrave ao desenvolvimento da economia do pequeno país.
      Ficar pegando no pé de Cuba é apenas uma forma da direita de ficar dizendo, olha! cuidado! querem implantdar o comunismo no Brasil, para nós ficarmos pobres igual aos cubanos, irmos para el paredón, termos de dividir nossas hab itações com mais cinco ou seis famílias etc. Parem com isso, não existe fantasma comunista no Brasil, isso é balela de Jair Messias Bolsonaro para manter o apoio dos tementes ao fogo dos infernos, deixem de ser bobinhos e lutem por seus programas de direita sem ter de ficar presos a um maluco varrido e burro completo (ou não estão vendo o que está acontecendo?! Tenho de desenhars?).
      Seja como for, Caro Sancho, é sempre um prazer ser chamado por ti e demais amigos para este nosso papo reto.

  2. Percival Puggina excelente escritor e colunista do JBF, escreveu um livro desmontando a farsa de 60 anos de CUBA. O livro, publicado pela editora ARMADA, foi atualizado em 2019. O título é: A Tragédia da Utopia.

  3. Um bom texto , e um video muito bom sobre ferrovia e tempos . Acostumei como ferroviário (ex) a gostar de ferrovias , Vejo vídeos de ferrovias dos EUA , Alemanha , Espanha ,UK , Russia , China continental , Formosa , India , Japão , Suíça e de quase todos os países , mas nunca tinha visto tal vídeo de Cuba . Também gostei do texto por não ter conotação política e sim curiosidade turística .

  4. George, está na hora de botar essas coisas num livro. Tem muito relato, apesar da tua idade, e isso já deveria estar no prelo. Se precisa de mim, arrumo um tempo pra ler os originais e ajudar em alguma coisa…

    • Verdade verdadeira. Hershey é um exemplo q justifica a frase. Os irmãos Castro pegaram uma Cuba bem desenvolvida economicamente e 60 anos depois nada funciona.

  5. Eu sempre gostei muito do tema “Cuba”, desde os anos 70 que eu já lia sobre a ilha de Fidel. Tive os períodos de comunista na adolescência e o de direita, atual, mas nunca deixei que o meu viés político me impedisse de ver Cuba como um laboratório interessante, cujos cientistas são os Castros e os governantes soviéticos, chineses e venezuelanos e as cobaias são as pessoas. Antes da revolução, Cuba era um país economicamente desenvolvido, com vários pontos que a transformavam em líder na América Latina, porém como diz Goiano, tinha o lado ruim, com analfabetismo, pobreza e um degrau de desenvolvimento social entre afrodescendentes e hispanodescendentes, nisso se igualava a grande maioria dos demais países da America Latina. Toda a estrutura física que há no país foi da época do corrupto Fulgêncio Batista, só como exemplo eu cito a via quadruplicada, construída em 1957 entre Havana e Santiago de Cuba (acho que não é o trecho todo) e um túnel sob a Baia de Havana. Cuba é uma novela complexa que não terminou, ainda teremos muitos capítulos pela frente.

  6. A verdade v erdadeira é a seguinte : lero, lero, lero, lero, lero etc e tal.
    Mas a pura verdade é a seguinte : Lero, lero, lero, lero, lero etc…e tal

    Os monstros americanos, que devoravam criançinhas na grelha todos os
    domingos em Havana, agora estão comendo xuxu e pirão de mandioca.
    Em Cuba, é o único país comunista ( desculpe, quero dizer , democracia do
    povo) que não falta papel higiênico, graças ao popular jornal grama ??? ,distribuido gratis pelo generoso governo do povo.
    pois como todo país comunistas , a primeira coisa que falta é papel higiênico, os cientistas chegaram a conclusão que a falta de papel para limpar a bunda dos comunas é devido aos excesso de merda , que logo após a implantação do regime
    é multiplicado por cem vezes.
    No mais é fácil verificar o progresso da Ilha, que não precisda mais do dinheiro americano. O povo é bem nutrido, bem vestido, moram em casas limpas
    bem montadas, os carros que rodam em Havana, são na maioria Mercedes,
    do último tipo.
    Quem fala mal de Cuba é estupido ou democrata, ignorantes, ou são
    simplesmente cegos e idiotas etc. lero, lero, lero……..

    Que merda !!!! Já , entecipando os comentários do comunista de plantão, vou
    pedir ao Editor Berto, que por favor me empreste o seu penico, aquele bem
    grande, pois vou ter muita coisa para vomitar e o meu penico é muito
    pequeno, pois aqui na democracia nós temos sal de frutas, engov,
    bicarbonaro etc.. e nunca ( algumas vezes sim ) vomitamos adequadamente.

    A única coisa que me faz sentir saudades de Cuba , não posso negar, é
    da melhor música latina que já existiu . Até isso eles já destruiram.

Deixe uma resposta