18 pensou em “A GLOBOLIXO CONSEGUE A PROEZA DE FICAR PIOR A CADA DIA

  1. O Jornalista Paulo Alceu botou no furico da Globo na pessoa da apresentadora Majú, do Jornal Hoje, de uma forma inapelável, indefensável.

    O mínimo que a emissora e a apresentadora deveriam fazer hoje era pedir desculpas ao Presidente e aos telespectadores que ainda acompanham o Jornal. Isso se restar ainda um pouco de vergonha na cara.

    Em um mesmo dia a vergonha de dizer que fez uma pergunta sobre o Queiroz ao PR que foi respondida de forma agressiva (cadê a pergunta?). Depois esta fake news descarada!

    Não vejo a hora de o PR não renovar a concessão a esta emissora, pois até lá, a história do mensalão da Globo feita pelo doleiro Dario Messer ainda virá a tona com mais provas.

  2. O que vem acontecendo na “imprensa brasileira” é surreal, pra não dizer que é nojento e criminoso!
    A cada dia essa emissora, e outros tantos “órgãos de comunicação”, se degradam um pouco mais, se é que isso é possível pra quem já chegou ao fundo do poço!!
    Ainda bem que não têm mais influência nenhuma junto às pessoas inteligentes, que são a maioria!

    • Pego emprestado da Anita o “nojento e criminoso” para definir o “servicinho sujo” que prestam à nação os jornalistas que não tiram o nome Bolsonaro da boca.
      Não entendem que estão fazendo propaganda gratuita para o Jair 24 horas por dia.

      Lembram-se do “Falem mal, mas falem de mim?”

  3. eu não estou supreso com esta noticia, um lugar onde o jornalismo é usado para querer derrubar o presidente tudo é possivel ,mas eles se esquecem que o povo não é besta ,o tempo de enganar , manipular , ja passou .ali na rede globo lixo é o demonio que reina , mas os que tem fé em tem orado para que eles náo prevaleçam.

  4. Só para estragar o dia da “turma do contra” espalhada pelos 4 cantos do Brasil: 602 dias sem corrupção.

    Acusam Jair de tanta coisa; nunca de corrupto. Interessante, muito interessante…

  5. Eu não devia, mas vou comentar e não “passar batido”. O que a Globo disse, e está no vídeo, foi que o Presidente não fez menção. E não fez mesmo.
    O Presidente é o líder da nação e deveria falar e não deixar para uma auxiliar qualquer.
    Poderia ser até o “ministro da saude”, mas uma outra pessoa?

    Parece que o Bolsonaro só sabe agredir (jornalista bundão, na sua fala), mas na hora de lamentar as mortes, deixa uma pessoa (pode ser até médica) pedir um minuto de silêncio?

    Não sou fã da Globo nem a defendo, mas a verdade deve ser dita. O Paulo Alceu exagerou.

    • Mas para os comentaristas do JBF eu lembro o mote da Ordem da Jarreteira.

      O Rei da França inventou a jarreteira, uma tira de elástico que prendia as meias dos nobres. Ao saber que andavam falando mal da invenção, disse “On y soit qui mal y pense”, que vou traduzir para os senhores. “Só fala mal quem pensa mal”.

      É isso aí.

    • Majú falou:

      “Nem Bolsonaro nem as autoridades governamentais presentes prestaram homenagens….”

      A Dra. Raíssa, que falou antes do Jair Bolsonaro e pediu um minuto de silêncio em memória aos falecidos, o que foi respeitado por todos. Bolsonaro não precisaria repetir a homenagem.

      Precisa ser muito cretino para não reconhecer que foram prestadas homenagens aos mortos.

      “Não sou fã da Globo nem a defendo, mas…”.

      A gente sabe que v. não gosta do Bolsonaro, “apesar de ter votado nele”

      Ah, Francisco, vá KH, antes que eu me esqueça.

      • Depois da # “Maju Mentirosa” alcançar os trends topics mundiais, Maju teve que dar explicações no JH de hoje. E advinhem?

        Aquilo que eu disse acima foi repetido, isto é, que nem Bolsonaro nem uma autoridade presente prestou homenagens, porém (maldito porém) a Dra Raíssa pediu um minuto de silêncio, que foi respeitado por todos, inclusive o Presidente.

        Ora, se a Dra. Raíssa falou antes do presidente e fez um tocante pedido que demorou cerca de um minuto e meio, que mais restava fazer?

        A emenda saiu pior que o soneto.

  6. Deixo bem claro que votei no atual presidente por falta de opção melhor, aliás a opção que escolhi era naquela altura a imensamente menos pior das alternativas existentes. Atualmente, penso que acertei na mosca, a minha escolha se mostra absolutamente correta, a alternativa existente naquela eleição com certeza já teria pelo menos inúmeros casos de corrupção não noticiados pela imprensa. Se a eleição fosse hoje e os candidatos os mesmos eu repetiria o meu voto com absoluta certeza de estar fazendo a escolha certa.
    Existem fatos que a imprensa que defende a manutenção da corrupção no país não noticia nem se esses fatos baterem no nariz dos editorialistas.
    No Brasil criminalizou-se o uso da cloroquina porque o presidente defendia o seu uso, agora que a China confessa que usou a cloroquina e a mesma funcionou no tratamento precoce essa mesma imprensa não noticiou.
    No Brasil quando um cidadão que também é jornalista disse que ele era a prova viva de que a cloroquina funcionava pois na família dele houve o uso da mesma e funcionou a imprensa não noticiou.
    No Brasil quando um cidadão que também é presidente se revolta com perguntas ofensivas é criticado, mas quando um jornalista deseja a morte desse mesmo presidente a imprensa não critica esse desejo.
    No Brasil quando um cidadão diz que os membros do STF o envergonham é preso mas quando um ministro do STF diz que uma operação de busca e apreensão não podia ter sido feita, mesmo que a justiça tenha indícios de crime de corrupção, porque o indivíduo era um ex-governador seu amigo a imprensa não criticou.
    No Brasil quando um membro do STF resolve que êles vão investigar, julgar e condenar uma pessoa a imprensa não critica a atitude do mesmo.
    No Brasil quando o STF liberta presos condenados à vários anos de prisão para “evitar” que os mesmo sejam afetados pelo Covid-19 não se preocupa em proteger o cidadão trabalhador desses mesmos criminosos a imprensa não critica.
    No Brasil quando o STF proibe a polícia de agir preventivamente contra os criminosos a imprensa não critica.
    No Brasil quando um membro do STF acha que o desejo da maioria dos cidadãos não se sobrepõe ao desejo da minoria a imprensa não o critica.
    A imprensa brasileira é negativista! O que é bom deve ser visto pelo lado negativo e o que é ruim deve ter um destaque maior do que o seu real interesse ou valor.

    • Caro Chatô, muito boa sua análise.

      Divirjo em apenas dois pontos, sem alterar o mérito de seu comentário.

      Eu também não via no 1º turno de 2018, Jair Bolsonaro como uma melhor opção, queria votar no Amoedo. Alguma coisa me dizia que o cara era lacrador, o que tive certeza agora. Foi um alívio.

      Hoje apoio Bolsonaro contra qualquer outro candidato que se apresente em 2022, pois ele precisa de mais 4 anos para terminar o serviço que ainda tem que ser feito.

      Quanto à imprensa Brasileira, ele não é negativista; ela é em sua esmagadora maioria de esquerda, comunista mesmo. Isso Chico Anísio já falou no Roda Viva há cerca de 25 anos atrás. Hoje está pior.

      Abraço

  7. O José Hinacio foi provocar o Francisco duble de Goiano que encheu de estrume o post que mostra o Paulo Alceu cagando na Maju. Foi pouco
    Espero que o Goiano não venha em defesa do Francisco

  8. Todos os envolvidos neste diálogo, que em alguns aspectos toma feição de entre surdos-mudos, devem ter lido a transcrição do pronunciamento do Alexandre Garcia, que coloca os pontos nos iis, deixando às claras o proceder desses ditos autoridades.
    Infelizmente a sanha dos maledicentes contra o Presidente tem as mais variadas formas, muitas das quais originárias ou fundadas em extrema ignorância, como o que disse o “ilustre” Chiquin, aí em cima. Antes de se manifestar ele devia ter assistido, neste mesmo canal intimorato (JBF) o vídeo com o pronunciamento do Paulo Alceu e lido o que nos disse o Alexandre Garcia e como consequência desses esclarecimentos incontestáveis, devia, isto sim, condenar seus comparsas que fizeram desaparecer o remédio que está salvando vidas, a despeito do cientifismo do ex-ministro Cambeta, que age com os mesmos propósitos escusos que leva sua colega Fátima, que lá no Rio Grande do Norte, manda enterrar merenda escolar, para dizer que o Governo Federal não está abastecendo as escolas.
    Vade retro…

Deixe uma resposta