DEU NO JORNAL

O jornal Folha de S.Paulo e a repórter Patrícia Campos Mello foram condenados em 1ª instância a pagar uma indenização de R$ 100 mil para Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, pela publicação de reportagem que liga o empresário a disparos em massa de mensagens contrárias ao PT nas eleições de 2018.

A sentença foi assinada pelo juiz Gilberto Gomes de Oliveira Júnior, da Vara Cível da Comarca de Brusque, no interior de Santa Catarina.

O juiz determinou ainda que a Folha de S.Paulo pague as despesas e honorários que Hang teve com seus advogados durante o processo.

* * *

Ufa!

Ainda bem que esta gazeta escrota nunca falou mal do Hang e jamais disse que ele fazia disparos em massa contra o PT.

Escapamos de ser processados.

Na verdade, eu já mandei foi uma mensagem pro empresário catarinense, conhecido como “Véio da Havan”, colocando o JBF inteiramente à disposição dele.

Tudo de graça, sem qualquer taxa ou cobrança.

Mas, evidentemente, se ele quiser colaborador, aceitamos de bom grado qualquer pixuleco, por menor que seja.

E se o pixuleco for assim na base de pelo menos um salário mínimo por mês, aí ele pode dispor de todos os espaços deste jornaleco imundo.

Chupicleide digitou uma mensagem mandando um beijo na careca dele e dizendo que as Lojas Havan são as melhores do Brasil e as que vendem mais barato.

Sujeitinha inxirida que só a peste é essa nossa secretária de redação.

“Arranja um patrocínio pra nóis, careca do meu coração, lindão gostoso!!!”

Deixe uma resposta