26 pensou em “A ESTRATÉGIA DE DORIA

  1. Bernardo, leia abaixo

    “O colapso do sistema de saúde em Manaus é o retrato cruel de como a negligência e o negacionismo do poder público, aliados à irresponsabilidade dos cidadãos que fazem pouco-caso das medidas protetivas contra o vírus, são mortais quando se está diante de uma crise sanitária da magnitude da pandemia de covid-19. Não se chega a um estágio desses sem uma longa esteira de erros e omissões.

    Fiel à sua índole, o presidente Jair Bolsonaro foi rápido ao fazer circular a informação de que o governo federal repassou R$ 8,91 bilhões ao Estado do Amazonas e R$ 2,36 bilhões à cidade de Manaus, sugerindo que nada tem a ver com o desastre havido na capital amazonense. “Fizemos a nossa parte”, disse o presidente ao grupo de apoiadores que batem ponto na entrada do Palácio da Alvorada.

    Em primeiro lugar, repasses da União aos Estados e municípios decorrem das leis e da Constituição, não da boa vontade do presidente da República. Bolsonaro não fez nada além de sua obrigação ao repassar os recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), além dos recursos extraordinários aprovados pelo Congresso para dar conta do enfrentamento da pandemia. Segundo, em nenhum momento desta emergência sanitária o resultado trágico em Manaus ou em qualquer outro município decorreu da falta de dinheiro.

    Faltou ao governo federal compromisso com os fatos, com a ciência, com a vida. Faltou a coordenação, no âmbito federal, dos esforços nacionais para debelar a peste.

    Sobre o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), também recai uma boa parcela da responsabilidade pelo colapso da saúde pública em Manaus por ter cedido à pressão de empresários e autorizado a flexibilização das atividades comerciais no Estado, contrariando as recomendações das autoridades sanitárias. “Eu preciso ouvir a voz das ruas”, justificou o governador. Por esta sua “insurgência” contra a “ditadura do lockdown”, Lima foi bastante festejado por apoiadores do presidente Bolsonaro” (Editorial do Estadão)

    Ou seja, há muitos culpados nesta história, começando pelo presidente, que mente, distorce, se distancia e depois culpa os outros.

    Incapaz crônico, tosco, grosseiro, negativista, tem como resultado:

    NÃO VAI TER TÃO CEDO A VACINA DA ÍNDIA (FEITA COM INSUMOS CHINESES) E VAI TER QUE COMEÇAR A VACINAÇÃO COM A VACINA DO DÓRIA.

    Aquela vacina execrada, chamada de VACHINA? Ela que vai começar a salvar os Brasileiros?

    Não sou eleitor do Dória, mas ele está nadando de braçada no mar de Bolsonaros.

    Saudações aqui de Lillehammer (estou na Noruega hoje)

    PS: Não foi mesmo aqui no JBF que foi publicado post da Bia Kicis com vídeo de cidadãos de Manaus forçando o governador a voltar atrás de sua decisão? Os coleguinhas exaltaram o povo de Manaus (heróicos) e deu no que deu. Que faem agora os arautos da irresponsabilidade.

        • Oi, obrigado pelo gentil cumprimento.

          Só ví agora porque dei um pulinho na Lapônia para visitar a casa de Papai Noel.

          Dê lembranças ao seu progenitor, se descobrir quem é.

          Saudações idiotas

          • “MAS seria injusto de minha parte esquecer de mencionar centenas de OUTRAS VIRTUDES que encontramos em nosso editor-chefe, como, por exemplo, ter deixado os senhores TEREM VOZ aqui no JBF”. (Sancho Pança)

            Até a um tal de Francisco ou Chiquitito ou Pajé ou John Doe – ou sei lá se essa Madalena Arrependida é homem ou mulher ou indeciso ou sou-não-sou – que se atreveu (olhem a prepotência do/da medíocre!!!) a ofender o Dom Berto – dono deste espaço, prá lá de democrático e sem nenhuma censura, questionando absurdos sobre sobre um suposto mau comportamento para com ele/ela, exigindo-lhe – ora vejam só a petulância e audácia do/da “bofe”!!! – desculpas e outras idiotices pois – segundo o donzelo/a donzela – teve a sensibilidade (da melindrosa cútis imaculada do dito/da dita) ferida.

            Aliás, eu não sei até quando esta figurinha grotesca vai envergonhar a cidade dele, a bela cidade de Bagé, que o viu ser parido ou – é bem provável – sair espremido como um furúnculo.

            Esse/essa típico/a guri/guria mimado/a e cagado/a, ainda, se esconde atrás de uma identificação fictícia ou não – ou será um pseudônimo??? – em vez do nome verdadeiro (e inteiro) dele/dela.

            Deve ser porque – se o fizer – algum conterrâneo dele/dela vai identificá-lo/la e, merecidamente, vai lhe aplicar uma sova/sumanta/coça bem dada de trançado de 8, para que pare de envergonhar os/as bageenses.

            Esse projeto (mal acabado) de gente, consciente ou inconscientemente, tenta ser o alter ego do Goiano, o qual, apesar de suas canhotices, é alguém inteligente, isto é, bem ao contrário da citada Madalena Arrependida, que só fica papagaiando suas opiniões sem quaisquer fundamentos ou veracidades, só para demonstrar sua fixação (que nem Freud explica) enfermiça e diuturna no Bolsonaro.

            E ainda se diz engenheiro, só que seja de alguma faculdade(?) dessas que pagou, ganha o diploma.

            Um engenheiro – conditio sine qua non – somente lida com dados os mais verdadeiros e reais possíveis.

            Se esse/essa “engenheiro/engenheira”, assim como qualquer um(a que – de fato – quiser inteirar-se do que o governo federal e seus ministérios estão, realmente, fazendo, basta entrar no portal da SECOM FEDERAL (secretaria de comunicação) onde está, transparente e diuturnamente, todas as realizações (presentes, passadas e futuras) da e na área federal, desde o primeiro dia do governo Bolsonaro.

            É facílimo de pesquisar, seja por datas, seja por assuntos, desde a presidência até os setores mais inferiores da administração federal.

            Só então – e aí sim – emitir uma opinião fundamentada a favor ou contra.

            Porém é capaz que uma mediocridade, uma nulidade de um tal de Francisco (ou Chiquitito ou Pajé ou John Doe – ou sei lá se essa Madalena Arrependida é homem ou mulher ou indeciso ou sou-não-sou) vai fazer isso e perder a chance do seu segundinho de meteórica, irrisória, inútil e risível tentativa de ínfima fama?

            E, ainda, para alimentar o seu doentio masoquismo e posterior mimimismo, fica a repetir – ad nauseam – as mesmas incongruências e calhordices, enchendo tanto o saco dos fubânicos, que ele/ela faz com que muitos percam a paciência e passem do sorriso piedoso à agressão verbal.

            Porra, que sujeito/sujeita mais escroto/a, pois – consciente de sua nulidade explícita – continua, histérica e desesperadamente, a fazer de tudo para ver se chama a atenção de algum(a igual a ele/ela!!!

            Ainda bem que o Polidoro está – de plantão e com sua pajaraca em riste – pronto e esperando ser chamado para rebentar com as pregas anais dos canhotos (em geral e enrustidos), mais as dos isentões, das Madalenas Arrependidas e similares.
            Comentar ↓

            Deixe uma resposta
            Política de privacidade Orgulhosamente mant

      • Pois é, e o que fizeram os incompetentes , Lima, Pazú e Bolso?

        Culparam a Globo por não fabricar oxigênio nem ter hospitais.

        Como cantou Juca Chaves

        “A mediocridade é um fato consumado”

        Mas valeu pelo seu comentário.

        Saudações

      • Conforme a matéria, a Secretaria de Gestão Administrativa do Amazonas negou pedido de aumento de compra de oxigênio no fim do ano passado.

        Caso tivesse sido atendido, a situação não teria chegado ao ponto em que chegou…

          • Bertinho, você como editor deveria ser mais isento, mas que fazer? Você gosta de seu curral de cachorrinhos, não é?

            🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶🐶

            Eu sou Adonis Au!Au! Grrr!
            Eu sou Arthur, Au!Au! Grrr!
            Eu sou o João, Au!Au! Grrr!

            Deveria aceitar democráticamente os comentários sem se perder em considerações com respeito aos comentaristas.

            BTW

            Você e os ilustres comentaristas vão se vacinar com a vacina do Dória? Se quiserem se vacinar com outra, vão esperar o Bolso criar competência para conseguir.

            Saudações lillehammeres

        • Oi, obrigado pelo gentil cumprimento.

          Só ví agora porque dei um pulinho na Lapônia para visitar a casa de Papai Noel.

          Dê lembranças ao seu progenitor, se descobrir quem é.

          Saudações idiotas

  2. Pois é …….

    Com relação ao Doriana, é tão canastrão que não consegue convencer com a sua “indignidade” perante a tragédia de Manaus ……

    Ele é tão estúpido como a Joyce ( e o Francisco) mas,………… só vai perceber sua estupidez quando tiver os percentuais que Amoedo e Alckimim tiveram em 2018, e a Joyce em 2020, isto é, se tiver coragem para se candidatar ……

    Lacombe resumiu bem na sua frase na postagem de hoje (anterior a esta ) ……..

  3. Voces não entenderam ainda ou não querem entender

    É absolutamente impossível me fazer perder a paciência. Meu médico me sugeriu: “Francisco, você deve procurar uma atividade para manter os seus dois neurônios ativos nesta pandemia”. Eu disse que já tinha uma diversão diária… Advinhem qual é?

    Mas para aliviar suas cólicas sugiro que você adotem uma das três opções abaixo:

    1 – Discutirmos apresentando educadamente nossos pontos de vista (eu prefiro)
    2 – Vocês usarem de grossura (congênita) em seus comentários (eu não prefiro, mas se for provocado também mostro os dentes)
    3 – O republicano Berto me bloquear.

    Êpa! Êpa! Esta última opção não é a mesma que o Facebook e o Twitter fizeram com o Trump e vocês acharam que era um crime contra a liberdade de expressão? Cacildis!!!!!

    Companheiros, vocês escolhem.

    Saudações

    PS: vou para Ulan Baktor, porque a internet aqui é muito ruim, só funcionou direito na Olimíada de Inverno….

Deixe uma resposta