ADONIS OLIVEIRA - LÍNGUA FERINA

O percentual de nossa população que está absolutamente de saco cheio com toda essa palhaçada, que insistem em denominar de eleição e de democracia, é absolutamente arrasador! Nunca, em toda a história deste país, tantas pessoas de recusaram a fazer papel de “Boi de Presépio” nesta cantilena escrota! As abstenções, brancos e nulos ganharam dos candidatos eleitos em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Porto Alegre.

Em Recife, a quantidade dos que não querem ver nenhum dos herdeiros da dinastia “Arraesiana” (que vem “Arraesando” com o nosso estado há décadas), ou que não estão nem aí para essa merda toda, foi superior à quantidade de votos recebida por quase todos os postulantes à cadeira de prefeito e quase ganhou a eleição. Para início de conversa, quase 20% não se dignou nem a dar as caras para votar.

Depois, outros 128,376 eleitores decidiram por votar branco ou nulo, totalizando uma multidão de 358.533 eleitores, ou 44,88% do total daqueles que decidiram votar. É muita gente!

Se houvesse um mínimo resquício de decência e de moralidade nesta patranha, todas estas eleições deveriam ser devidamente anuladas e realizada uma outra, só que com candidatos e regras totalmente diferentes da atual escrotidão que presenciamos a contragosto.

As razões que levaram a este monumental grito de DANEM-SE foram muitas e continuam agindo:

1. Vivemos o cúmulo do absurdo em que a Justiça Eleitoral, apesar dos bilhões de Reais que consome, vive a situação de uma prostituta de beira de calçada que, tal qual “A mulher de César”, NÃO É HONESTA; NÃO TEM APARÊNCIA DE HONESTA; NÃO EXISTE NENHUMA MANEIRA QUE POSSA AVALIAR DEVIDAMENTE A SUA HONESTIDADE, e só fica o tempo todo pedindo a todos que confiem nela”. Deixou de ser ridículo para ser grotesco! Virou um espetáculo burlesco de quinta categoria.

2. As opções de candidatos que se apresentaram representam todos a mais legítima VANGUARDA DO ATRASO. Estão todos eles seguindo denodadamente a orientação dada pelo nosso prezado Jessiê Quirino, quando este proclama, alto e bom som, que quer ir embora para o passado. São os representantes das dinastias asquerosas que se apossaram vorazmente das estruturas e dos aparatos partidários, de modo a só viabilizar candidaturas que sejam oriundas das mesmas gangues centenárias e afinados com a patifaria.

3. Dezenas de Pesquisas de intenção de voto, sempre e altamente manipuladas, deram sempre como “absolutamente certa” e inexorável a vitória dos canalhas da esquerda que se apresentaram aos eleitores como novos salvadores da pátria. Depois, são miseravelmente desmentidas pelo resultado das eleições, já que ninguém mais acredita nessa imensa manipulação escrota.

4. Centenas, ou mesmo milhares, de ladrões de altíssima e reiteradamente comprovada periculosidade, todos mantidos à solta por obra e graça da escumalha humana encastelada no Supremo Tribunal Federal, assim como todos ávidos por conseguirem uma colocação política, qualquer colocação, que lhes assegure a eterna impunidade assegurada pelo famigerado “Foro Especial”.

5. Para completar, repetem indefectivelmente o mesmo discurso imbecilizante e infantilizante de que “Vão cuidar das pessoas, vão cuidar da saúde, vão cuidar da educação, vão proteger as minorias, vão perseguir manifestações de racismo, e por aí vai. Serão o “Grande papaizão” que a maioria dos pobres nunca teve, já que a mãe liberou a precheca naquele baile funck, logo após nascerem-lhe os primeiros pelos pubianos. Depois disso, e após uma enxurrada de gestações seriais, todas com os autores da proeza sumindo logo após engravidá-las, se mandando inexoravelmente para as calendas de “Só Deus sabe aonde”, só lhes restou esta busca melancólica e patética pela figura paterna. Esta é a razão majoritária para a multidão de votos advindas sempre das periferias. Nos bairros de melhor poder aquisitivo, e educação, a evasão foi monstruosamente grande. Onde eu voto, não tinha ninguém votando. Apenas um e outro gato pingado e, quando votou, feito eu, votou em branco.

6. Com relação aos inúmeros e prementes problemas que assolam a cidade, e que comprometem decisivamente a qualidade de vida dos cidadãos, nem menção. Coisas como alternativas modernas para a destinação correta do lixo em que estamos nos afundando, e que consome quase um terço do orçamento municipal (fonte preferencial de subornos e propinas), nem um toque. O transporte público e as vias de circulação, com as inúmeras carcaças das paradas do famigerado BRT, todas caindo aos pedaços e inúteis, após terem consumido outros bilhões de reais, monumentos à imbecilidade e à incúria das administrações anteriores, nem sinal. Um sistema educacional de base que funciona como uma imensa máquina de perpetuação do atraso e da ignorância, mesmo após ter consumido um outro terço do orçamento municipal, nem um pio. É, simplesmente, uma ignorância monumental e uma cara de pau imensa.

7. Logo após vem a imensa raiva do cidadão por ver serem destinados Bilhões e mais Bilhões para a esbórnia das campanhas de manipulação e de imbecilização. São hordas e mais hordas de fâmulos, sempre andrajosos e maltrapilhos, recrutados nas favelas e periferias das grandes cidades, remunerados através dos indefectíveis sanduiches de mortadelas e uma pequena ajuda de custo, só para justificar junto ao Tribunal a destinação que foi dada a toda aquela imensa dinheirama que arrancaram do erário.

8. Depois e, por último, mas nem de longe o menos importante, vem a triste certeza de que teremos exatamente MAIS DO MESMO. A imensa multidão que ainda possui alguns neurônios funcionando, a tudo isto assiste, impotente e irada, sem poder dar vazão a toda uma imensa indignação.

A triste conclusão a que chegamos é que NÃO CABE MAIS REMENDOS NESTA ESTRUTURA PODRE!

Portanto, permanecem válidas as singelas propostas que venho repetindo exaustivamente neste espaço:

a) Cancelamento do Código Penal e de Processo Criminal. Implantação imediata da lei da Sharia: Matou? MORRE!!! Roubou? CORTA-LHE A MÃO! Estuprou? É CASTRADO EM PRAÇA PÚBLICA!! Se for administrador público e pego com a mão na botija, ENFORCAMENTO OU DEGOLAMENTO EM PRAÇA PÚBLICA!!! Sempre em julgamentos com ritos sumaríssimos.

b) Retorno à monarquia e ao parlamentarismo com eleições distritais e possibilidade de candidaturas avulsas.

c) Enxugamento drástico da máquina pública. Estado limitado a arrecadar 15% do PIB e não os 40% atuais. O que sobrar, ser todinho direcionado para o pagamento da dívida pública, de modo a deixar de pagar 10% PIB anual só de juros, condição pior que as draconianas normas impostas à Alemanha pelo Tratado de Versalhes, quando esta perdeu a 1ª Guerra Mundial. Nossa guerra é com a multidão de parasitas.

Bem sei que esta merda de país vai continuar se afundando aceleradamente na imensa cloaca em que se encontra debatendo. Estou só esperando arrecadar alguns caraminguás com a venda do meu livro, de modo a poder comprar um barquinho e ir viver no meio do mar.

SE DEUS QUISER, E ASSIM O PERMITIR…UM DIA EU CHEGO LÁ!

Quem viver, verá! Não vou nem lembrar que essa bosta de país existe.

3 pensou em “A ELEIÇÃO DO DANEM-SE!

  1. É isso aí. A justiça eleitoral permite que um ladrão como Ricardo Coutinho possa concorrer a prefeitura. Se um cara ficar negativado no SPC não pode comprar a crédito, o banco não libera empréstimo e vai por aí. É muita putaria. Sou favorável a candidaturas avulsas, falei sobre isso recentemente. Acabaria com o poder dos partidos políticos e como Gilmar Mendes foi contra, significa que é algo bom para a população. Gilmar está sempre do lado errado do interesse da população.

  2. Eu gostaria de que o voto fosse distrital, mas nem o Congresso da Groenlândia aprovaria esta mudança. Legislativo é sinônimo de mamata.

  3. As abstenções, brancos e nulos ganharam dos candidatos eleitos em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Porto Alegre.

    MOTIVO: Falta de nomes confiáveis na praça… Sancho enxerga (diferentemente de nosso Ceguim Teimosim) que o JBF poderia (por que não?) fundar o PBF (Partido da Besta Fubana), tendo como símbolo a pajaraca do Polodoro, onde geniais fubânicos com a envergadura moral de um Berto, Assuero, Cavalcanti, Marcos André, João Francisco, Joaquifrancisco, Francisco, Cícero Tavares, D Matt, Rodrigo de León, Rômulo Angélica, Pablo Lopes, Mairton, ZéRamos, Carlinhos BB (Carlos Eduardo), Carlito, Violante, Aline Berto, Dalinha, Jezuzim de Ritinha de Graúdo, Terracota, Brito, Carlos Ivan, Luiz Carlos Freitas, Gonzaga, Alfredo e tantos outros (faltaria espaço para elencar tanta gente maravilhosa) poderiam se ELEGER baseado nos quesitos probos, ínclitos, possuidores de notável saber e ter reputação ilibada.

    Não elenquei o Goiano pois este não larga o PT por nada deste mundo.

Deixe uma resposta