A DEZENA DA LADROAGEM

Livre da tornozeleira eletrônica, graças a uma decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, o ex-ministro Guido Mantega (Fazenda/Governos Lula e Dilma) entregou nesta quinta-feira, 29, à Justiça Federal em Curitiba um conjunto de treze passaportes.

A medida atende determinação do juiz Luiz Antonio Bonat, da 13.ª Vara Criminal Federal, no âmbito da Operação Carbonara Chimica, fase 63 da Lava Jato que investiga propinas a Mantega e a outro ex-ministro petista, Antônio Palocci.

* * *

Graças a uma decisão do ministro Gilmar Mendes“, diz a notícia.

Claro. Lógico.

Tinha que ser mesmo uma decisão do Boca-de-Buceta, o soltador de corruptos.

Vejam bem:

O fato de Mantega entregar 13 passaportes à justiça não é piada pronta.

É ironia implacável do destino.

A quantidade de passaportes, 13, é um número coerente com um corrupto petralha.

Tudo a ver.

Deixe uma resposta