4 pensou em “A DEMOCRÁTICA DITADURA CHINESA

  1. Para pensar, mas pensar muito, profundamente, até sair fumaça do crânio: – Essa charge revela nas entrelinhas o por que de Ernesto Araújo ter caído.

  2. (…) O professor disse que nos últimos anos o PCCh tentou transformar o Brasil em adversário dos Estados Unidos, mas não teve sucesso porque o Brasil “não queria ser melhorado”.
    Ele disse que o PCCh injetou muitos investimentos no Brasil na tentativa de obter seu apoio em questões globais, incluindo tomar posições contra os Estados Unidos. Xi visitou o Brasil em 2014 e concordou em investir em infraestrutura na região oeste do país, além de uma ferrovia para ligar os portos do Brasil e do Peru.
    Um importante professor chinês – que também é conselheiro do Partido Comunista Chinês (PCC) – apresentou um plano abrangente para o regime comunista derrubar os Estados Unidos como superpotência mundial.
    A estratégia multifacetada do professor envolve uma série de ações malignas para subverter os Estados Unidos enquanto fortalece o regime chinês. Eles incluem: interferir nas eleições dos EUA, controlar o mercado americano, cultivar inimigos globais para desafiar os Estados Unidos, roubar tecnologia americana, expandir o território chinês e influenciar organizações internacionais.
    O plano foi explicado em detalhes por Jin Canrong, professor e reitor associado da Escola de Estudos Internacionais da Universidade Renmin da China em Pequim , em um discurso em julho de 2016 sobre “Filosofia Estratégica Sino-Americana”, proferido durante dois dias inteiros no Southern Club Hotel Classe Executiva na cidade de Guangzhou, sul da China.

    Continuem lendo em:
    O CONSELHEIRO DO PARTIDO COMUNISTA CHINÊS – PCC DESCREVEU O PLANO DETALHADO PARA DERROTAR OS EUA, INCLUINDO A MANIPULAÇÃO DE ELEIÇÕES
    https://www.theepochtimes.com/xi-jinpings-adviser-outlines-plan-for-ccp-to-defeat-us-including-manipulating-elections_3748196.html?utm_source=pushengage

  3. DECO, segundo esse material que transcreves, o plano chinês, de 2016, de interferir nas eleições norte-americanas deu certo, tanto que em 2017 o Donald Trump foi eleito.

  4. A China tem planos e metas para o futuro. Para 2025 – “Made in China 2025”, uma política industrial estatal que visa tornar a China dominante na manufatura global de alta tecnologia. Para 2035 o “O China Standards”. Padrões globais da próxima geração de tecnologias ( internet das coisas, computação em nuvem, big data e, é claro, conectividade 5G.). Para 2049 Xi Jinping tem como meta substituir os Estados Unidos como a única superpotência do mundo até 2049.

    A China já vem exercendo, há muitos anos, enorme influência nas universidades e no ensino médio nos EUA, sua influência ajudou, mas não elegeu Hillary Diane Rodham Clinton, deu TRUMP. Nem tudo está e foi perdido. Conseguiu participar da eleição de Biden com sua influência com os jovens estudantes. E assim, com planejamento, as coisas caminham para a China se tornar a única potência em 2049. Os EUA que se cuidem!

Deixe uma resposta