ADONIS OLIVEIRA - LÍNGUA FERINA

Fala-se em todos os botecos, quiosques, bares, restaurantes, supermercados, escritórios, lares, e onde mais houver gente reunida neste Brasil imenso, sobre uma suposta crise política que estaria grassando em nosso país. Todos os meios de comunicação deblateram interminavelmente sobre a referida crise! Alguns, expõem extensas estatísticas, de pouca ou nenhuma credibilidade, provando por “A” mais “B” uma série interminável de “verdades” que desejam impingir goela abaixo da população ignara. Cada um deles, com inconfessáveis interesses escusos embutidos nos números manipulados e distorcidos que apresentam ad nauseam, buscam sempre o retorno à situação idílica que viveram, quando das esquerdas locupletadas em todas as posições de comando desta bodega chamada Brasil.

Famílias estão sendo divididas e fragmentadas por esta polarização. Filhos, lobotomizados pelas repetidas aplicações da anestesia mental de Paulo Freire que lhe foram injetadas, desmentem e contradizem sarcasticamente as lições dos pais; amizades antigas se desfazem ao clamor dos argumentos irados que degeneram impreterivelmente em ofensas pessoais; ambientes de trabalho, outrora harmônicos e pacíficos, transformam-se em violenta guerra de torcidas organizadas, sem que haja a mínima possibilidade de que se atinja algum entendimento, ou até mesmo um armistício.

Com base em ideologias altamente maléficas, foram criadas e fornidas multidões de humanoides aptos e capazes de qualquer desvario, tudo justificado por uma suposta “Revolução” que ninguém sabe ou explica o que seja exatamente. Toda patifaria passou a ser plenamente justificada, desde que seja visando a implantação de “Um mundo melhor e mais igual”, seja lá isso o que diabos for. Mentir, roubar, matar, enganar, sonegar, mercadejar favores do estado, surrupiar dinheiro da saúde pública, fraudar eleições, roubar a merenda escolar, corromper, subornar, distorcer as leis de forma facciosa, participar de pactos espúrios, e tudo o mais que a imensa imaginação criminosa possa criar e realizar, tudo passou a ser justificado pela busca da utopia imaginária e perniciosa.

BUSCAM A CRIAÇÃO DO PARAÍSO NA TERRA ATRAVÉS DA IMPLANTAÇÃO DE UM INFERNO!

Em paralelo com tudo isso, pessoas de personalidade altamente corrompidas pelas mais nefastas patologias psicossociais se aproveitam do turbilhão que eles mesmos implantaram e buscam ávida e inescrupulosamente a consecução de seus objetivos pessoais. Toda uma imensa matilha de lobos, ávidos e vorazes, uma imensa alcateia de predadores famintos e ferozes, unem-se numa contínua esbornia digna dos Bórgias e dos Césares, tudo bancado com o dinheiro dos suados impostos pagos pelos cidadãos. Outros, com deformações de personalidade mais acentuadas ainda, realizam infinitas manobras tentando agregar asseclas que o apoiem em seus projetos de ascenção a novos patamares de poder e arbítrio.
São verdadeiras multidões! Tem canalha para todos os tipos e gostos!

Atraiçoam até suas respectivas mães, caso isso lhes sirva de alguma vantagem em seus projetos de poder.

EU NÃO COMPRARIA UM CARRO USADO DE NENHUM DELES. PODERIA SER ROUBADO!

NEM DELES, E NEM DE TODA UMA IMENSA MULTIDÃO DE CANALHAS QUE FOI METICULOSAMENTE SELECIONADA PELAS MANIPULAÇÕES ELEITORAIS DO TSE.

Será que ainda existe alguém, nesse nosso imenso Brasil, que, em sã consciência, confie e vote em algum desses bandidos, nessa imensa multidão de crápulas?

Aí, eis que surgem alguns babacas solicitando que ajamos com “moderação”. Creio eu que, por moderação, o “inocente” que dizer que devemos contemporizar com as inúmeras e imensas canalhices que estão sendo diuturnamente manufaturadas pelas usinas de patifarias capitaneadas por uma cáfila de patifes altamente inescrupulosos e sem limite moral, legal, ou ético, de nenhuma espécie. Será que o que quer o panaca é que aceitemos passivamente algumas das imensas e tenebrosas agressões das quais estamos sendo vítimas continuamente, tudo a fim de se manter a paz e a harmonia? Tudo para manter mesma paz que nos conduziu inexoravelmente às misérias que estamos vivendo?

NEM A PAU, JUVENAL!

Verdadeiras múmias ambulantes, cadáveres insepultos que insistem em uma mesma e sambada cantilena, de argumentos fajutos e desmoralizados milhares de vezes pelos fatos, que não sabem fazer absolutamente mais nada na vida a fim de garantir o seu sustento e de suas famílias, estão todos açodados com a perspectiva de virem a ser defenestrados de suas sinecuras estatais. Como só sabem conversar abobrinhas e conversas para boi dormir, sempre visando iludir uma multidão de otários que ainda lhes dê algum mínimo de credibilidade, e como desta vez as verborragias cínicas e mentirosas não parecem estar funcionando mais, BATEU O TERROR!

Eu fico deveras impressionado com a quantidade de patifes encastelados no aparato estatal. Anos e anos de rigorosa seleção, peneirou o que havia de mais canalha em nossa população. Sob o comando de hordas de parasitas e canalhas, os homens de bem tentaram tocar suas respectivas vidas da melhor maneira que fosse possível, deixando os meandros das manipulações da demagogia política para os profissionais do engodo. Foi exatamente aí que se lascaram!

Essa omissão foi o que possibilitou a tomada de todas as posições de poder estatal pelas multidões de crápulas. Agora, para desentocá-los das suas posições organizacionais dará um trabalho dos seiscentos mil diabos, muito especialmente se considerarmos que a maioria absoluta de toda a imensa estrutura do obeso e inchado aparato estatal de nosso país está carcomida e apodrecida pela invasão das gordas lombrigas parasitárias.

A consequência maior de toda esta invasão das almas sebosas no comando da nação está sendo a destruição acelerada de todo o aparato produtivo aqui instalado. Segmentos produtivos, que levaram décadas de denodados esforços, geração após geração, para serem construídos, foram destroçados pelas políticas catastróficas dos paladinos da caridade com o dinheiro alheio.

Um exemplo paradigmático da “desconstrução” (palavra da moda dos esquerdistas) que está sendo praticada na nossa economia é o nosso setor calçadista. A pujante indústria que antes havia no Vale dos Sinos, no Rio Grande do Sul, e em Franca, no Estado de São Paulo, mudou-se todinha, de mala e cuia, para uma cidade da China chamada Dongguam. Hoje, milhares de brasileiros moram naquela cidade. Formam uma imensa e ordeira comunidade, contribuindo decisivamente para o imenso sucesso que esta obteve na estruturação de um dos maiores polos calçadistas do mundo. Os melhores ferramenteiros, as pessoas responsáveis pelo melhor design, os melhores estruturadores e operadores das linhas de produção de sapatos, mudaram-se todos para lá após a imensa derrocada que presenciaram em suas cidades de origem. Quando transmitirem todo o conhecimento de que são possuidores, levarão um belíssimo chute na bunda.

Quantos setores produtivos mais passaram por este processo? O do álcool, após Trilhões de investimento, exemplo e inveja para o mundo inteiro, foi destroçado com uma simples cagada demagógica da Anta: baixar o preço da gasolina por canetada. O algodoeiro, um dos pilares da economia nordestina, destroçado pela introdução do bicudo de forma terrorista, só agora, após décadas de miséria e centenas de centenários cotonifícios extintos, é que começa lentamente a se recuperar. Enquanto isso, vamos exportando algodão em rama e importando tecidos do Paquistão e da Índia. O do cacau, destroçado por uma praga importada por um canalha petista e cujo objetivo era causar o maior dano possível aos barões do cacau. A castanha de caju, inviabilizada pelas exigências malucas de um Ministério Público do Trabalho, e que inviabilizaram todo o setor. Hoje, países como a Tanzânia, o Vietnã, a Índia e outros, são os grandes exportadores mundiais de uma riqueza que era nossa. Só nossa.

O que temos não é uma crise política não! É uma crise de vergonha na cara!

Se deixarmos, farão exatamente as mesmas cagadas e inviabilizarão a produção de soja, da mesma forma que estão inviabilizando a produção das energias renováveis por Geração Distribuída.

COMO TUDO ISSO IRÁ TERMINAR? NINGUÉM SABE!

NA MINHA MODESTA VISÃO, SÓ UM BANHO DE SANGUE RESOLVERÁ ESTE IMPASSE.

8 pensou em “A “CRISE POLÍTICA”

  1. Pois é….

    Venho dizendo faz tempo……

    Só muito sangue, de preferencia dos comunistas e socialistas, para acabar com esta putaria em que se transformou o Brasil nas mãos de Lulla, Dillma e sua corja de apaniguados, inclusive essa gentinha do STF, do Senado e da Camara Federal

    Sempre houve corrupção mas, com esta dupla de FDPs, esculhambaram o Brasil.

    Acho que podemos convocar o STM, Supremo Tribunal Militar para ir resolvendo as pendencias atuais com o STF, o Senado, a Camara Federal e aqueles sujeitinhos do G7 da CPI Covid…..

    Simples assim…….

  2. Banho de sangue não haverá. O brasileiro é acomodado demais para isso (alguns dizem que o Brasil não tem povo, tem platéia). O povo não moveu uma palha quando D.Pedro se proclamou imperador, nem quando os militares proclamaram a república, nem quando Getúlio deu um golpe, nem quando deram um golpe no Getúlio, nem quando os militares deram um golpe no Jango, nem quando o congresso impichou o Collor e depois a Dilma.

    Só o que faz o brasileiro se mexer é futebol e carnaval. Qualquer outra coisa, ele simplesmente aguenta, e se “vinga” repassando piadas e memes pelo whatsapp.

    • Infelizmente a história dá total razão a Marcelo.

      Cenas mais comuns de violência no Brasil estão ligadas a grupos uniformizados diante de clubes de futebol, intimidando ou agredindo jogadores, funcionários e dirigentes, como se o esporte não fosse apenas entretenimento, mas um coliseu romano para gladiadores ensandecidos.

      Quanto à política, temos um grupo a vestir verde-amarelo e a desfilar pacificamente por ruas e avenidas e um outro sempre de vermelho ou negro a incendiar vias e quebrar patrimônio público, mas apenas QUANDO interessa a seus chefes que tal aconteça.

      Quanto ao carnaval, são as de samba as únicas escolas que o tal povo brasileiro dá alguma importância.

      Tem hora que me surpreendo por ainda não sermos Cubrasil ou Brasilzuela.

    • Pois é….
      Nao falei que ia acontecer…
      Falei que resolveria….

      Como nunca teve sangue, estamos nesta merda….

      Só foi bom de 64 até 70 com muito sangue dos comunistas, socialistas, progressistas,………. jornalistas e ……… artistas……

      Quando os militares abriram mao, os FDPs voltaram e tá aí o resultado….

      Comissao da verdade, CPI covid, Aborto, discussao de genero, etc… etc..

  3. A bem da verdade, houveram algumas vezes que a população foi às ruas e o movimento se mostrou eficaz: Diretas já, os cara pintadas do Collor, o impeachment de Dilma, a marcha dos conservadores que precipitou a queda de Jango…

    Será que tem alguma que eu esqueci?

    Ocorre que, passado pouco tempo, a mesma estrutura escrota de poder já absorveu o golpe e se reorganizou para que continue tudo exatamente do mesmo jeito, já que não foram devidamente exterminados.

  4. Pois é……

    Agora acho que os militares aprenderam.

    Com certeza perceberam que o povo não é mais o mesmo.
    Da próxima vez, sem anistia,.
    Eliminem-se comunistas, terroristas, “jornalistas”, socialistas, progressistas e “artistas”…….

    Fiquemos apenas com a nata do povo brasileiro, trabalhador, honesto, pagador de impostos e ……….. patriotas.

    Quem nao estiver satisfeito vá pra Cuba, Venezuela, Coréia do Norte…….. e fiquem por lá…..

Deixe uma resposta