A PALAVRA DO EDITOR

A Besta Fubana avuando nos ares do mundo, com sua bimba e suas duas carreiras de peitos, conforme está descrito no livro O Romance da Besta Fubana, de autoria do Editor deste jornaleco imundo

Depois do Brasil, os Zistados Zunidos são o segundo país onde esta gazeta escrota é mais acessada.

O Trump, logo após acordar e mijar, a primeira coisa que ele faz é ligar o computador da Casa Branca pra ler o Jornal da Besta Fubana.

Mesma coisa que fazem a primeira-ministra inglesa e o presidente da França.

Conforme tabelado pela Jet Pack, a empresa que contabilizada a quantidade de acessos a este jornaleco, dos quase 5.000 viciados que entraram aqui ontem, sexta-feira, 222 estavam nos Zisteites. 

Tem viciado fubânico em todos os continentes e nos quatro cantos do mundo.

É pena que Bolsonaro tenha cortado drasticamente as verbas de publicidade oficial.

Senão eu botaria aqui um anúncio da Petrobras, ou de qualquer outra estatal, a preço módico, pois gente pra ler o anúncio é o que não falta.

E tudo pago em suaves prestações mensais.

Quem sustenta e mantém esta gazeta nos ares são as doações dos nossos colunistas e leitores.

Doações que cobrem todas as despesas do JBF, desde o assessoramento técnico do competente Bartolomeu, que nos dá suporte e cuida de nossa hospedagem, e cuja página está aí do lado direito, até o salário de Chupicleide

Isto sem falar no capim de Polodoro e na ração de Xolinha.

Gratíssimo a todos pela força e pela audiência.

Um excelente final de semana pra toda a cambada fubânica!!!

Deixe uma resposta